3 outubro 2016 1 Comentário Postado por:

Coisas dele, Reflexões »

Alguns dizem que a maturidade vem junto com os boletos, companhia incansável e indispensável da vida adulta. Outros dizem que deixar a casa dos pais para tentar a vida solo é o ponto em que a maturidade se mostra no auge. Para mim, maturidade tem mais a ver com amar e deixar partir do que com qualquer outro sinal da idade adulta. E isso está longe de ser o único sinal, é claro.

deixarpartir

Encontramos ao longo da vida diversas pessoas, boas e ruins. Algumas apenas deixamos que o tempo se encarregue de levar para um caminho diferente do nosso. Outras poucas, no entanto, gostamos e até lutamos para que sigam conosco pelo maior período de tempo possível. É evidente que essa luta metafórica se mostra em e-mails cheios de saudade e alegria, ligações telefônicas que passam de 1 hora de duração e dias e mais dias de alegria fazendo as mais diversas atividades, desde ver aquela maratona de seriados quanto comer um hotdog baratinho na rua, perto da casa de alguém que ambos não gostam.

Porém, a responsabilidade mostra sua face oculta quando, pelos mais diversos motivos, somos obrigados a deixar que a pessoa siga o próprio caminho, destoando tanto da vontade de ambos. A vida traz oportunidades para todos e nem sempre as que vão surgir serão aquelas que manterão você perto de quem você ama. Nessa hora, se você não for realmente maduro para lidar com essa intervenção externa, você vai acabar surtando. E isso não vai terminar bem.

Se algum dia a vida lhe trouxer essa cilada, não hesite muito: deixe ir. As oportunidades são iguais as portas, que poucas vezes se abrem a troco de nada nesta vida moderna. Quando temos a certeza de que a chance em questão pode não só mudar o rumo de uma vida como também pode alavancar toda uma avalanche de coisas boas, não existem motivos suficientes para que você sequer cogite a chance de intervir. O melhor para todos os envolvidos é que nenhum desperdice uma grande oportunidade, seja ela qual ou onde for. Deixe ir.

Veja bem, não se trata daquele manjado e gasto “Se você ama algo ou alguma coisa deixe que parta, se voltar é porque é seu e se não voltar nunca te pertenceu”. Trata-se de algo muito mais valioso e incrível, que só passará a fazer sentido muito tempo depois. Não estar mais perto não quer dizer não valorizar, não amar ou não querer mais. Trata-se realmente de querer o melhor, de aproveitar a oportunidade e de deixar crescer e evoluir. As portas logo se fecham e você poderá ser o vilão ao se posicionar contra uma eventual chance de mudança de vida.

Nessas horas, amar é sim deixar partir. Quanto a você, seja forte apenas. Se for para ser, vai ser de alguma forma. Se não for, foi algo que deu certo por um tempo e que por forças maiores não terá continuidade nesse momento. Não seja egoísta de querer impedir isso, sob nenhuma hipótese. E seja forte porque a vida lhe recompensará de alguma forma em algum momento.

Difícil viver de possibilidades, hipóteses e bons pressentimentos? Seja bem vindo a vida adulta, onde não dá para ter certeza de nada e tudo o que você pode e deve fazer é curtir cada momento como se fosse o último.

1 Comentário      Postado por Rafael R
17 maio 2016 1 Comentário Postado por:

Reflexões, Relacionamento »

Procurar alguém para um relacionamento – sexo casual, namoro ou casamento – vai sempre passar pelo tipo de pessoa que gostaríamos de ter. Aquela história de encontrar o príncipe encantado, charmoso, sexy, talvez bem de vida para não dizer rico e que vai te dar os seus melhores dias na Terra nem sempre vai ser fácil de viver, mas isso está longe de ser ruim. O amor não é uma competição, onde temos que procurar e aceitar somente o melhor. Entender e conviver com limitações ou coisas ruins (ou, pelo menos, que não sejam as melhores possíveis) as vezes pode inclusive nos fazer muito bem, no sentido de que pode nos fazer evoluir e viver melhor.

Tenho diversos amigos que chegaram a encontrar a “pessoal perfeita” em algum momento de suas vidas e em todos os casos aconteceu o inevitável: o fim. Calma, ainda há esperanças para todos e a questão aqui nem é baixar as suas expectativas, é somente pensar se não é hora de você mudar a forma de abordar a situação. E eu sei que você vai conseguir pensar nisso de forma positiva e direta depois de ler isso aqui.

CasalPerfeito
No papel, somos perfeitos. Na realidade, nem tanto!

O primeiro passo aqui é perceber e ter a certeza: você não é perfeito (a) também. Todos nós temos pequenos defeitos que, maiores ou menores, são parte de quem somos hoje. Estamos sempre buscando melhorar mas sempre teremos o que melhorar, de alguma forma. Temos ótimas qualidades e valemos a pena? Sim, com certeza. Mas não existem pessoas realmente perfeitas.

Sabe aquela lista de qualidades indispensáveis que você tem na hora de procurar alguém para se relacionar? Bote fogo nessa lista. Suma com ela, esqueça dos itens e fique livre dessa obrigação de procurar alguém perfeito quando nós mesmos não somos perfeitos. Comece a olhar as pessoas pelo que elas são hoje, pelas suas qualidades e defeitos que, em muitos casos, são únicos. Comece a encarar um relacionamento como um desafio, onde você vai se dedicar para ser feliz e fazer feliz. O comprometimento é o melhor caminho, se não for o único, para que você possa passar a vida ao lado de alguém se sentindo completo(a) durante a maior parte do tempo. É hora de você se dar uma chance real de viver bem.

1 Comentário      Postado por Rafael R
16 maio 2016 Comente! Postado por:

Diário Oficial »

Demorou 1 ano e 3 meses para que eu voltasse a escrever aqui. Tempo suficiente para que, mesmo sem qualquer tipo de postagem nova, superasse a marca dos 50 mil likes no Facebook. Não só isso, as visitas caíram um pouco mas continuam em uma média legal para um site que tinha sido deixado de lado por um tempo. Isso me faz lembrar de algo interessante, que sempre rolou comigo desde que eu me lembro por gente.

voltaddc

Eu tenho em mim (e acredito que a equipe que conseguimos reunir nesse blog também tem) um lance com ajudar pessoas. Eu sempre fui o tipo de pessoa que os amigos procuravam quando tinham algum problema, quando queriam conversar ou quando precisavam de alguma opinião. A internet ajudou a amplificar muito isso e nos últimos 8 anos (!) eu usei esse espaço para ajudar pessoas, muitas delas. As dúvidas mais simples e algumas bem complexas eram enviadas pelo formulário de contato mês a mês. Claro que ele continua a ser usado até hoje, com uma intensidade muito menor é claro.

O fato é que eu me sentia útil por aqui. Eu ajudei diversas cabeças a solucionarem problemas, sairem de enrascadas ou mesmo se jogarem com tudo em um amor possível e provável. Todo o tipo de dúvida que surgia era prontamente respondida com uma mensagem otimista, sincera e honesta. Poucas vezes eu não consegui ajudar pelo menos a iluminar a cabeça de alguém que entrou em contato através deste blog. E digo isso em nome de toda a equipe, que vez e outra estava pronta para opinar a respeito, também. Nos momentos mais difíceis da minha vida, esse blog manteve uma parte da minha cabeça ocupada com algo bom, com boas preocupações e com o coração aberto e pronto para, de forma empática, emitir algum parecer sobre o que estivesse rolando.

Como meus últimos tempos não têm sido fáceis, eu venho pensando cada dia mais em continuar esse projeto. Ele funciona de uma forma super simples, uma vez que qualquer pessoa que queira divulgar um pouco de sua história pode ajudar e também nossa equipe sempre pode contar com cabeças pensantes diferentes ao longo dos anos. Talvez seja hora de voltar a falar de amor, de relacionamentos, da vida a dois… talvez seja realmente uma boa hora para ter mais paixão no dia a dia, não só no meu. Eu acho que finalmente estou pronto para seguir adiante com esse blog.

Voltaremos a funcionar em breve, a todo vapor. Espero conseguir reunir corações apaixonados em torno dessas palavras e que o amor continue movendo o mundo. E se tiver alguém precisando de ajuda, que tenha a certeza de que poderá encontrar por aqui palavras amigas, mesmo que de vez em quando duras. E de resto é ver para onde vamos nessa terceira temporada do blog.

Comente!      Postado por Rafael R
12 fevereiro 2015 Comente! Postado por:

Especial, Histórias »

Pedidos de casamento inusitado: Onde estão? Do que se alimentam? Não sabemos, com toda a certeza, mas eles vivem se reproduzindo e caindo no Youtube, para nosso deleite. Muitos de nós já se imaginaram fazendo alguma coisa diferente e divertida ou romântica na hora de propor casamento a nossa alma gêmea mas nem sempre conseguimos realizar, seja por qual motivo for. Talvez deve ser por isso que gostamos tanto de ver esse tipo de vídeo.

casamento10milpes

E esse é especial por diversos motivos: Foi todo filmado com uma gopro e está no canal oficial da marca, quase uma chancela de que foi realmente bem feito e que você deve tirar 2 minutos para assistí-lo. Veja abaixo.

E você, tem coragem de algo tão radical? Ou prefere algo mais tradicional, como um jantar num lugar chique e um pedido de joelhos?

Comente!      Postado por Rafael R
26 janeiro 2015 1 Comentário Postado por:

Coisas dele »

Vamos deixar claro uma coisa: Todos sabemos que o casamento é um evento social para as noivas. Basicamente tudo gira em torno delas, desde a decoração até as atenções dos convidados. Nós, homens, somos apenas coadjuvantes de uma cerimônia muito bem elaborada para assumir um compromisso perante a sociedade.

Assim sendo, nunca foi dada muita atenção para os detalhes dos homens. Claro, alguns de nós temos uma despedida de solteiro onde a zueira prevalece e depois disso as únicas participações são durante a espera da noiva, no altar, e durante a primeira dança do casal.

Mas… alguém resolveu prestar atenção nos homens. Em especial em suas reações durante o momento em que eles visualizam suas futuras mulheres fazendo a entrada da celebração. Eu tenho certeza que quando for a minha vez eu provavelmente vá suar um pouco pelos olhos, de dentro para fora. Mas o que vale é a alegria desse momento marcante, que ficará registrado por toda a vida.

Vejam o vídeo abaixo e descubram esse momento incrível.

E você, já tinha prestado atenção nesse momento?

Related Posts with Thumbnails
1 Comentário      Postado por Rafael R