Diário de Casal - O melhor e o pior da vida a dois

19 Janeiro 2018 Comente! Postado por:

Dicas, Reflexões »

Ah, o primeiro encontro… Esta é uma postagem dedicada aos rapazes, que não precisam tomar como verdade mas podem encarar como boas dicas de um brother. Afinal de contas, não é sempre que a gente sabe como ou o que fazer num primeiro encontro, seja por puro nervosismo ou por falta de jeito. De qualquer forma, se você tiver algumas coisas importantes em mente a chance de se dar bem será enorme.

Casal tomando café

As moças que gostarem e quiserem indicar aos amigos, fiquem a vontade. E se tiverem mais alguma sugestão, os comentários estão aí embaixo. Veja abaixo algumas dicas para se dar bem no seu primeiro encontro.

1. Você já conseguiu um encontro, fique feliz

Quando você convida alguém para sair e a resposta é sim você já conseguiu a sua primeira vitória. É bobo pensar assim? Provavelmente sim. Mas saber que a outra pessoa aceitou um convite seu já é um ótimo sinal. O que vai acontecer depois é outra história, mas pode sim se sentir bem por isso. É sinal de que as suas conversas estão indo bem e vocês terão uma chance para conversar pessoalmente, possivelmente sozinhos, em algum lugar bacana. Então pode comemorar isso tranquilamente.

Café? Cerveja? Jantar? O que for melhor para vocês!

2. Conseguir uma coisa não é conseguir outra coisa

O fato de ela aceitar sair com você nem sempre quer dizer que ela realmente quer ficar com você. É claro que, pelo conteúdo de suas conversas, você já deve saber o que está rolando. Mas as coisas podem mudar por diversos fatores e você precisa sempre ter isso em mente. Use a oportunidade para ouvi-la, aproveite para perguntar o que quiser saber, seja respeitoso e pense que você está realmente saindo com alguém com o intuito de conversar, se divertir. O que tiver que acontecer além disso vai depender de como tudo está rolando no momento.

3. Seja respeitoso, isso não é opcional

Por mais estranho que pareça topar sair com você é diferente de topar ficar ou transar com você. Sair é o primeiro passo mas existem outros que acontecem na medida que ambos conversam e se sentem a vontade. As vezes você vai ouvir um não ou pode ser que não surja uma oportunidade boa o suficiente para que as coisas avancem. A melhor dica aqui é a mais simples: NÃO TENHA PRESSA. Entenda, respeite, aceite e divirta-se com o que vier.

4. Vergonha? Timidez? Falta de assunto? Tudo tem jeito

Se você é do tipo envergonhado é possível que se sinta meio deslocado no encontro. Se o problema for falta de assunto talvez seja viável você tirar um pouco do seu tempo para ler coisas diferentes, pensar nas coisas que você mais gosta e pensar em usar essas informações para conseguir conversar um pouco mais. Silêncios só são constrangedores se o problema fizer você travar e, acredite, quase todos nós sabemos como é isso. Em últimos casos, você pode simplesmente dizer que precisa ir embora mas não precisa ser tão extremo. Lembra da dica número 1? Você já está ganhando, aproveite da melhor forma a oportunidade.

5. Ouvir é melhor do que escutar

Preste atenção, a tudo e a todo momento. E não é só enquanto a pessoa fala mas também na forma que ela fala. As pessoas costumam enviar sinais sem perceber e se você conseguir interpretar isso pode saber se está se dando bem ou não. Além disso, você está saindo com alguém que de alguma forma você admira então use isso para conhecer melhor, ouvir mais e realmente saber mais. Encontros são sempre o primeiro passo de caminhadas que podem ser longas então é melhor descobrir do que a outra pessoa é feita, no que ela acredita, o que ela gosta e por aí vai.

Qualquer coisa além disso vai depender de vocês dois. Pode parecer básico demais porém é exatamente nesse comecinho que muitos tropeços acontecem. Se você souber desses itens vai ter a chance de ir muito melhor num encontro. E, pode acreditar, cada ponto dessa lista será notado pela pessoa, que vai ter a certeza de que você é alguém em quem ela pode confiar. E daí pra frente, amigo, é totalmente com você. Boa sorte e que seja o último primeiro encontro da sua vida! ;)

Comente!      Postado por Rafael R
17 Janeiro 2018 Comente! Postado por:

Coisas dele, Crônicas »

Quarta-feira. Acordar cedo porque… bom, porque a vida adulta tem dessas, não dá pra dormir o quanto você precisa ou quer. Mas saber que logo ali do outro lado do whatsapp está um dos motivos da sua felicidade atual ajuda a despertar. Sabe quando você se sente feliz só por ter acordado e saber que encontrou aquela pessoa que te motiva, que te move e que te faz seguir em frente? Um tanto quanto utópico, talvez. Mas ainda assim, mostrando que a vida tem dessas, você sabe que ao seu lado está quem te levará adiante.

Um oi rápido, antes do café… Aliás, o que dizer do próprio café, que foi quem nos uniu primeiramente? O seu gosto por essa bebida quente, amarga e deliciosa me chamou a atenção logo de cara. Eu, que nunca tomei café sem açúcar, passei a tentar só porque eu te vi fazendo e achei que deveria tentar também. São tantas lembranças do café nas nossas vidas que eu só poderia ser grato ao meu próprio gosto por aceitar uma das melhores bebidas do mundo inteiro.

Antes das 10h, surge o próximo plano: que tal ir em algum rolê cultural no final de semana? Faz tempo que não vamos em um museu, juntos. Sempre gostamos de ver arte de perto, de tentar entender o que moveu as mentes de certos gênios e, mesmo que tenha ficado somente no plano de ambos comprarmos material para pintar, sabemos que um dia vamos tirar – e por – isso do/no papel. Mas a vida é sempre tão corrida, como bem sabemos, e não foi essa a semana em que começamos a colorir o mundo ao nosso gosto.

casal no museu
Eu não entendi o que ele pintou…

A hora do almoço ainda não chegou mas já surgiu na mente uma das grandes certezas: não consigo imaginar um mundo sem você, mais. Com tantos gostos parecidos e vidas similares é de surpreender mais o fato de não termos nos encontrado antes, por aí. Mas como você mesma disse uma vez, é legal saber que estivemos nos preparando com nossas próprias histórias de vida antes de estarmos totalmente prontos para valorizar o que encontramos um no outro. É confortante, de certa forma, saber que tive que esperar tanto tempo por você.

Nunca fui de fazer surpresas mas hoje resolvi te mandar flores no trabalho. Não tem bem um motivo específico, eu só lembrei de um papo sobre como seria melhor se ganhássemos presentes sem qualquer motivação tradicional. Um lembrete do quão importante você é na minha vida? Provavelmente sim. A certeza de que seu sorriso surgiria fácil ao ler no cartão “Não tem bem um motivo, só quis te fazer sorrir. Só diga que consegui!” e que você ia me ligar na mesma hora? Com certeza sim.

E embora não seja comum, hoje é uma quarta-feira que nos veremos. Que bela hora decidimos testar receitas juntos para desenvolver nossas habilidades ninja de cozinhar, não é? Dia de comida apimentada, embora nem eu e nem você sejamos os maiores fãs de pimenta. Mas vamos experimentar, né?

Um dia que chega ao fim. Após o jantar, voltando para casa, só consigo imaginar em como será o dia que voltarei para a nossa casa, para a nossa vida, para o nosso mundo… Para os nossos sonhos, nossos planos e metas. E vou sorrindo sozinho no caminho até chegar em casa.

Poderia ser a gente mas você não colabora…

Afinal de contas, onde estará você? Tenho ótimas histórias para criar ao seu lado antes de chegarmos nessa quarta-feira incrível e simples.

Quer dividir a sua história com o mundo inteiro? Não deixe para depois, descubra como participar do Diário de Casal e não deixe para depois!

Comente!      Postado por Rafael R
11 Janeiro 2018 Comente! Postado por:

Sexo »

O tabu que assombra centenas de ano está longe de acabar. Se você está no grupo seleto da virgindade, esta leitura é para você que gostaria de saber tudo sobre a primeira vez. Vivemos em um mundo moderno onde é comum vermos, cada vez mais cedo, jovens tendo sua primeira vez e, algumas delas, com irresponsabilidade e falta de informação sobre o sexo seguro, doenças e gravidez indesejada.

É comum vermos garotos com 13, 14 anos buscando informações sobre puteiros ou garotas de programa que atendem em casa. Muitos até têm o incentivo do pai ou amigos mais velhos que planejam “o plano”. As garotas já costumam ter conversas com as mães e visitam seus ginecologistas com frequência, desde cedo. Algumas já até se previnem com pilula anticoncepcional desde os 13, 14. Seria cedo tudo isso? Para mim, não. Queria que tudo fosse especial e não transar por transar.

Tudo o que você queria saber sobre a primeira vez no sexo!
A idade ideal para a primeira transa

Não há regras sobre a idade ideal para a primeira transa. Não importa se você têm 15, 18, 25 ou 40 anos e ainda não teve sua primeira vez. Espere o quanto achar necessário para ser especial. Do jeito que você quer, sem regras, pressão dos amigos ou qualquer outra coisa que faça você ter sua primeira vez só para dizer “já fiz”. Não!

Para alguns, por conta de religião ou crença, a primeira vez tende a ser um pouco mais “tarde”, como após um casamento ou um namorado “para sempre”. Ninguém sabe o dia de amanhã. O idade ideal para a primeira transa é você quem decide. É o dia em que você sentir-se segura consigo mesma e com seu parceiro. Converse antes com ele; não tenha medo ou vergonha de dizer que é sua primeira vez; faça tudo isso ser especial e tenha a segurança de que seu parceiro está contigo juntos nessa, com respeito, carinho e paciência, se precisar.

Sou virgem, será que meus amigos vão descobrir?

Não! A virgindade é apenas uma denominação cultural e social de que um alguém nunca teve relações sexuais. Não há nada no pênis ou na vagina que prove que você é virgem. Se você quer manter-se assim até que sua primeira vez seja decidida por você em um momento ideal e mesmo assim seus amigos pressionarem sobre se é virgem ou não, diga que não é mais. Ninguém vai conseguir provar o contrário! :)

Não importa se você é virgem ou não. Olhe sua vida ao todo, o quanto é feliz com outras coisas ao seu redor. Mas se você se sente engvergonhada sobre isso, converse com seus pais, amigas próximas, psicóloga e analise o porque desse seu comportamento. Não tenha pressa. As coisas acontecem na hora que têm que acontecer.

Como é a primeira vez feminina X masculina

A primeira vez para o homem ou para a mulher são diferentes. Ou melhor, para todas as pessoas é diferente. Os sentimentos, os atos, os gestos, o prazer. A mulher sempre pensa que pode doer na primeira vez, mas isso é um mito. Assim como se não romper o hímem não perde a virgindade. Besteira! O hímem das mulheres podem ser mais ou menos “elásticos” e uns demoram mais para serem rompidos. A dor não é padrão e nem todo mundo sente. É muito importante que haja uma preliminar para aquecer os ânimos e aflorarem os hormônios. Certifique-se que estejam preparados com preservativos e lubrificantes para ajudar na penetração.

Não tenha medo ou vergonha de não saber fazer. Ninguém nasceu sabendo! As coisas irão fluir naturalmente. É importante manter a calma e curtir o momento que será lembrado para o resto de sua vida. Faça ser especial e lindo!

Algumas dicas para sua primeira vez:

– Previna-se! Use camisinha SEMPRE. Você pode ficar grávida na primeira vez, SIM!
– Preliminares fazem toda a diferença. Muitas mulheres sentem dor por estarem tensas e não relaxadas. Abusem da preliminar para aumentar a lubrificação natural.
– Não se preocupe se não gozar, haverão muitas outras chances para isto!
– Sexo oral e anal, também é sexo! Virgindade não se perde só com penetração.
– Hímen não é sinônimo de virgindade. Já falamos sobre isso e, se não romper na primeira vez é normal.
– Sexo é um aprendizado contínuo. Você sempre aperfeiço o sexo com as próximas vezes.
– Aprenda com seu corpo antes da primeira vez. Exercite-se sozinho/sozinha com masturbação. Aprenda sobre os pontos que te dá mais prazer.
– Ame-se! Mais importante do que perder a virgindade é ser feliz consigo mesma. Ame seu corpo, sua inteligência e sua vida.
– É você quem decide quando deve ser sua primeira vez. Esqueça as amigas ou a sociedade. Ninguém pode decidir o que você quer para você.
– Vá ao ginecologista após sua primeira vez. Não tenha vergonhad e contar para sua mãe e médico. É importante para todos saberem.
– Não use a mesma camisinha duas vezes.
– Leve um lubrificante. Algumas mulheres podem não ficar “molhadas” o suficiente para não doer. O uso de lubrificante (além do da camisinha) pode ajudar ficar mais gostoso.
– Sexo anal sempre com camisinha. Sempre!
– Não caia na conversa “só a cabecinha”. Camisinha, sempre!
– Converse com seu parceiro. A conversa sobre a primeira vez pode ajudar um ao outro nesse momento marcante. Todo mundo teve sua primeira vez, um dia.

Se perder a virgindade vai ser com seu primeiro namorado/namorada ou algum ficante, não importa. Não há regras e nem idade correta para isso. Você é quem define o que acha importante para sua vida. Alguns transam no início do relacionamento, outros preferem esperar para se conhecerem um pouco mais. Isso vai de casal para casal. Não deixe que tudo isso vire um tabu; converse com suas amigas e amigos e deixe que tudo aconteça naturalmente. Lembre-se de sempre se prevenir e curtir o amor enquanto há chama!

E pra você? Como foi sua primeira vez ou como espera que seja? Conte para nós!

Comente!      Postado por Diego Fávero
2 Janeiro 2018 Comente! Postado por:

Coisas dela, Crônicas »

Por: M*

Sabe quando você se relaciona com alguém e desde o primeiro minuto é algo transformador, único e realmente incrível? Foi assim, quase que me apaixonando nas primeiras horas de conversa, que comecei a conhecer melhor alguém que já tinha visto em rodas de amigos mas que nunca tive a oportunidade de conversar. O estranho é que tudo, exatamente tudo o que eu gostava, havia feito ou pensava em fazer na vida tinha como resposta um “eu também fiz”, “eu também gostei” ou um “eu também quero fazer”. Era quase impossível não se entregar naqueles primeiros momentos.

Fato é que, justamente por não conhecer totalmente, acabou que foi uma das relações mais incríveis que já tive na vida. É como se eu realmente achasse no meio da multidão alguém que havia tido experiências e estava completamente pronto para me entender, me divertir e me fazer amar. Não consigo ver isso de nenhuma outra forma. Pela primeira vez em anos me senti completa, feliz, com vontade de fazer planos e pronta para seguir adiante.

Qualquer pessoa no mundo ficaria surpresa ao saber que com a mesma velocidade e intensidade que começou chegou ao fim. Sem explicações, sem desculpas, quase sem palavras. E então eu me vi ali, naquele turbilhão imenso de emoções tendo que lidar com o fato de que simplesmente acabou um relacionamento dos quais eu mais apostei e imaginei que daria certo por um longo tempo. Talvez, no final das contas, tenha me faltado uma explicação racional sobre aquilo, uma motivação legítima para um término inesperado. Talvez eu tivesse investido demais minhas emoções em alguém que, na realidade, não estava na mesma vibe que eu. Talvez, talvez, talvez…

Espelho vazio
Eu ando vendo você em todos os rostos…

Sabe, me dói mais o fato de que eu procurei muitos “talvez” para tentar me fazer entender que o final dessa história poderia ter sido por algo que fiz, algo que deixei de fazer, algo que poderia ter feito diferente. Mas ao mesmo tempo, eu sempre sinto que me entreguei de forma plena e fui feliz, fazendo alguém feliz nesse processo. Foram poucos meses de algo que tinha um potencial enorme e saber disso ainda me deixa chateada, um pouco.

Ainda hoje não consigo evitar de pensar nele, no rosto dele. Eu vejo o rosto dele em pessoas aleatórias na rua, com esperança de encontrá-lo e finalmente ter uma conversa séria sobre como havíamos chegado ao fim de algo tão forte. Penso nele a cada vez que vou cozinhar, porque uma única vez na vida ele disse que adorava cominho e que por ele colocava em qualquer comida que fosse. Sinto a presença dele por causa de um anel, que ele acabou esquecendo na minha casa, em uma noite onde estávamos realmente felizes. Eu realmente sinto a falta dele nos meus dias, embora tenha certeza de que será sem ele que vou seguir.

Nunca tive a chance de discordar do término. Nunca tive a chance de entender o término. Aceito totalmente que tenha chegado ao fim, mas… juro, me faltou a porra de uma oportunidade de falar um “você está louco” ou qualquer coisa assim. Hoje eu só quero parar de ver o rosto dele em tudo e seguir com a minha vida. Fui feliz enquanto durou, não me arrependo de nada mas por um tempo ainda vou sentir a falta dele. E, assim que passar, vou estar pronta para outra, como sempre estive. É o que importa no final, não é?

Quer dividir a sua história com o mundo inteiro? Não deixe para depois, descubra como participar do Diário de Casal e não deixe para depois!

Comente!      Postado por Ele / Ela
1 Janeiro 2018 Comente! Postado por:

Dicas, Relacionamento »

2018 chegou e ainda se discute a eficácia de encontrar alguém virtualmente. Entre os antigos sites de relacionamentos e os não tão recentes aplicativos de namoro existem muitas opções para quem acha que pode valer a pena procurar alguém. Se você já usou pode usar os comentários para deixar o seu feedback sobre isso mas para quem nunca recorreu a isso é importante informar que existem prós e contras em todos eles.

Primeiro, vejamos os lados ruins:

1. Você tem muita pouca informação no primeiro contato. Se for em um site, existe espaço para descrições mas nem sempre as pessoas usam. Nos aplicativos, você basicamente encontra uma ou algumas poucas fotos e precisa tomar uma decisão baseada em puro achismo.

2. As primeiras conversas podem ser tanto incríveis quanto morninhas. E em alguns casos, a conversa simplesmente não existe. A impressão de que você virou um item no cardápio alheio pode surgir com isso.

3. Você só descobre algumas coisas depois de investir tempo. E se você tem rejeição a certos comportamentos ou atitudes pode só perceber isso depois de já ter conversado por um tempo com alguém. Mas isso basicamente acontece em tudo na vida, então não é um contra exclusivo dos sites e aplicativos.

Porém, como você deve saber, existem lados bons. Vejamos alguns deles:

1. A facilidade de não precisar ir a um bar ou conhecer amigos de amigos na hora de procurar alguém é algo a considerar. Usando seu tempo livre em casa você pode investir uma parte dele procurando pessoas que, com sorte, serão as próximas com quem você vai se relacionar.

2. As vezes usamos alguns fatores na hora de procurar alguém, como a distância de suas casas ou qualquer que seja seu ideal. Nos sites e aplicativos você consegue filtrar isso rapidamente e se dedicar a conhecer somente quem atende seus critérios.

3. Nada te impede de conversar com 2 ou mais pessoas ou mesmo tempo. Com isso, você acaba descobrindo com quem tem mais afinidade e com o passar do tempo você acaba realmente conversando apenas com quem você se sente melhor.

4. Se você é do tipo que sente vergonha pode ajudar não precisar ter um ENCONTRO para conhecer alguém novo. A segurança de conversar esteja onde você estiver é um fator que pode ajudar nisso.

Antigamente o número de adeptos era um pouco menor então você não tinha muitas opções. Hoje em dia, é muito mais difundido e você realmente acaba encontrando gente de todo o tipo. Fique atento aos sinais nas novas conversas, você tem tempo para conhecer novas pessoas e pode ir com calma. E saiba que apesar de algumas histórias tristes e frustrantes já existem muitas histórias felizes de pessoas que se encontraram por esse meio e acabaram ficando juntas, casando e encontrando a sua felicidade.

Sites de namoro
Sites e aplicativos de namoro: não faltam opções!

Se o que você procura é praticidade o caminho mais adequado é esse. Use um pouco do seu tempo para conhecer alguém que em situações normais você talvez não tivesse a oportunidade de encontrar e seja feliz. Vale a pena usar desses meios para encontrar a sua cara metade.

E você, tem alguma história sobre gente que conhecer no Tinder, no Happn, no Badoo, Par Perfeito ou outros? Conte para nós!

Related Posts with Thumbnails
Comente!      Postado por Rafael R