29 junho 2012 1 Comentário Postado por:

Amor, Passeios, Relacionamento, Sexo, Surpresa »

Toda semana é a mesma história: esperar pela tão sonhada sexta-feira pra poder curtir juntinho de quem você ama. E quando esse dia chega, você se pergunta: o que vou fazer? Vamos ficar em casa vendo filmes de novo? Poxa, mas fizemos isso a semana passada …

Cuidado! Não caia em rotinas para não estragar o namoro. Procure traçar planos pro final de semana e não espere pra decidir na sexta. O Diário de Casal reuniu algumas dicas de leitores as quais você poderá tomar como base do que fazer.

Jantares romântico para uma sexta-feira ou cinema são programas manjados, mas é sempre bom deixar escolhido um filme legal em cartaz e um restaurante novo que vocês ainda não conhecem. Que tal preparar um jantar em casa pra ele, alugar uns filmes e preparar o ambiente romântico com velas e pétalas de rosa?

No sábado, acordem cedo (acordar cedo é saudável e seu final de semana dura mais)  e vá em alguma padaria que sirva café da manhã no “esquema de buffet” – coma à vontade – e depois disso, caminhem no parque de mãos dadas. Sentem, deitem na grama e fiquem olhando para o nada. Curtir a natureza e o “silêncio” do ambiente fará que vocês se desliguem da semana cansativa e dediquem-se os pensamentos um ao outro. Aluguem bicicletas e passeiem.

Vocês já sairam algum dia pra comprar lingieres juntos? Então que tal passarem em alguma loja e escolherem algo sensual para a noite de sexta? Vale também ir à algum sex shop e comprarem “brinquedinhos” para a noite. Para um final de tarde, entre namorados mais íntimos, uma massagem com gel e óleos dá uma pitada de romantismo ainda melhor. O toque entre vocês dois é essencial e a massagem aliviará o stress.

Então que tal tomarem banhos juntos enquanto tomam uma taça de champagne? Coloque uma música romântica, acenda velas e apague a luz. Curta o momento a dois.

Já que gostaram de acordar cedo no sábado, acordem no domingo novamente e vão até a feira de rua tomar de café da manhã um pastel e caldo de cana. Aproveitem para apreciarem alguma exposição de artes ou um museu. Sei que aos domingos o namorado sempre quer assistir o jogo do seu time na parte da tarde. Já foi ao jogo com ele? Vá! Faça coisas que você jamais imaginaria fazer. Ceda coisas que você não gosta, mas sabe que ele adora. Faça por ele. Arranque sorrisos e elogios. Passem em alguma sorveteria e sentem para conversarem e se deliciar.

E por fim, façam planos para o próximo final de semana. Que tal marcarem uma viagem em uma pousada? É época de frio e existem muitas cidadezinhas legais e aconchegantes para acolherem casais. Vale até chamar amigos (de preferencia casais) para viajarem juntos!

Só não vão chegar na segunda-feira e falarem “não fizemos nada; ficamos em casa assistindo tv; não tinha nada pra fazer”. Como não tem nada pra fazer? Existem milhares de opções pra se fazer com ou sem dinheiro. Basta você usar a criatividade e disposição.

E aí, já escolheu o que vocês farão nesse final de semana?

1 Comentário      Postado por Diego Fávero
25 junho 2012 3 Comentários Postado por:

Coisas dele, Relacionamento »

Vocês se conheceram através de uma amiga em comum, ele te convidou para uma festa, acabaram ficando, e você agora está suspirando ouvindo aquela musica romântica e pensando nele. Em casos mais graves está até sonhando em como será o aniversário de namoro (???) e em uma situação ainda mais grave, escolhendo o nome dos filhos!

Vou te contar uma coisa, estimada leitora: VOCÊ TEM UM PROBLEMA.

Realmente é mais comum ver casos assim com mulheres, mas homens também se apaixonam perdidamente pela pessoa e se jogam de cabeça em um relacionamento.

Novo casal
Conheci o grande amor da minha vida… de novo!!!!

Pessoas que se envolvem dessa maneira acabam gerando uma expectativa além da realidade, o que é uma ótima receita para decepções. Isso pode acontecer por diversos motivos. O mais comum é uma associação exacerbada entre estar com alguém e ser feliz, combinado com problemas de autoestima.

São comuns os modelos de relacionamentos apresentados na mídia atualmente. E para as gerações anteriores, a felicidade é alcançada quando encontramos a nossa cara-metade, a alma gêmea (particularmente detesto essa história de alma gêmea).

Somos levados a acreditar que a felicidade ou a felicidade plena só pode ser alcançada que conseguimos completar o ‘eu’. Bem, se você está incompleto tenho certeza que não é outra pessoa que vai te completar, apenas você mesmo tem o poder, e mais importante que isso, a responsabilidade de se completar. Delegar isso para outra pessoa é pedir demais para qualquer um.

Sua felicidade é SUA responsabilidade, não construa ela em cima de algo tão frágil e fraco como outra pessoa, isso é construir a casa sobre a areia.

O que acontece quando agem dessa maneira é queimar etapas do que poderia ser um relacionamento saudável. Não existe tempo para conhecer verdadeiramente a pessoa, já que você cria uma versão dela em sua cabeça (às vezes, uma versão bem diferente da real) e isso impede de ver o que está para acontecer. Conhecer as qualidades e defeitos de alguém é uma parte importante do processo de relacionamento.

Outros iram perguntar: “Será que ele está sentindo a mesma coisa que eu?”. Esse tipo de pessoa está a um passo do desespero, e sejamos sinceros: ninguém gosta de uma pessoa desesperada por atenção. Controlem-se!

Não se permita envolver com qualquer pessoa que sorri para você. Conheça melhor, caso queira algo além de uma noite de amasso na balada ou sexo sem compromisso. A primeira pessoa que precisa se apaixonar por você é você mesma. O máximo que outros vão gostar da sua pessoa é definido pelo quanto você gosta de si.

Quem se identificou com esses casos podem pensar: “Não consigo controlar, não dá, é mais forte do que eu”. Ou ainda o clássico “não mando no meu coração”. Desculpa, é sério! Você pode não mandar no coração, mas não precisa correr para a direção que ele aponta toda vez que a cabeça (que deveria ser responsável pelos seus atos) grita em desespero “DE NOVO NÃO! NÃO! POR AI NÃO”.

Conheça a pessoa de verdade, veja se ela tem as qualidades de quem você quer ao seu lado, não tenha pressa para iniciar um compromisso, o ideal é que ele aconteça naturalmente, que aquele “ficante” um dia transforme-se em um “namorado” com o passar do tempo, sem exigências ou cobranças.

No fim a descoberta é que um relacionamento onde não se pulam fases se torna mais forte e saudável.

3 Comentários      Postado por Cadu
21 junho 2012 6 Comentários Postado por:

Amor, Crônicas, Relacionamento »

Eu tenho um marido nerd. Ele não é gordo, não usa óculos, não se formou em Física ou Ciência da Computação. Mas essa descrição era o nerd dos anos 80. Ele até aparenta ser descolado, anda de All Star e camisa xadrez, é designer gráfico e gosta de ouvir Mika. OK, esse último, por influência minha. Mas por dentro, é tudo nerdice.

Ele gosta de quadrinhos, de videogame, de histórias de guerra, teorias da conspiração, ele sabe quem inventou a TV. Convivendo com ele, descobri que o mundo está infestado de homens assim. E que hoje em dia esses super interessados são denominados nerds. Os aveadados modernosos chamam a si geeks. E aposto um chocolatezinho de guarda-chuva como você deve ter um desses por perto. Aquele namorado que te faz ouvir a podcasts sobre A Teoria da Evolução, ou se sente desprezado quando você se recusa a compartilhar com ele algumas horas vendo séries de guerra, e acha uma lástima que você não saiba que o Homem Aranha tinha outra namorada antes da Mary Jane, ou um Apple lover que vive tentando te convencer a ter um Macbook.


Eu visto essa camisa!

Vivendo ao lado de um nerd disfarçado de “pra frentex”, eu aprendi muita coisa – principalmente sobre História, Stan Lee aparecendo em todos os seus filmes, aprendi sobre livros e filmes de ficção e terror, seriados americanos e Playstation 3. Acostumei-me a dormir ouvindo documentários sobre OVNIs e até OSNIs. Passei a gostar muito mais de X-Men e conheci – what a shame - Os Vingadores. Apaixonei-me platonicamente por Ezio Auditore. E mais, comecei a entender um pouco sobre os nerds e seus modos enquanto cara-metade.

Eles gostam de assistir Discovery e History Channel, compram livros sobre coisas sérias, como os 501 Crimes Mais Notórios. É mais fácil presenteá-los com um Action Figure do que com uma camiseta da Hollister. Eles passam mais tempo em livrarias do que em bares. Ou sequer frequentam bares. Gostam de bacon e de ruivas, muito sabiamente.

Uma declaração de um nerd não é uma cartinha ou um buquê de flores, mas um infográfico sobre sua história de amor. Trilha sonora do nerd pra te fazer dormir é um podcast sobre a vida de Napoleão. Um nerd não te dá bolsas e sapatos, te dá livros de 1000 páginas. Se te dá bolsas e sapatos, manda você escolher e já te fez decorar a senha do cartão de crédito dele. E enquanto isso, ele vai pra livraria ou pra loja de games.

Os projetos arquitetônicos para a sua futura casa, de acordo com seu marido nerd, envolvem posters de super heróis ao invés de réplicas do Romero Britto. Não há prioridade em ter uma bicicleta ergométrica, mas nem pense em tirar suas miniaturas de aviões do lugar. Corre-se o risco de ser taxada de mulherzinha se você quiser assistir De Repente 30. Curiosidades sobre a História do Brasil podem ser obtidas a qualquer momento. Alguns ainda podem explicar sobre apetrechos tecnológicos e científicos, aplicativos, gadgets e outros nomes legais para coisas que vão encher seu smartphone. E quando tudo o que dá pra fazer é conversar, sempre vai haver um assunto em que você aprende algo, nem que seja a descoberta do próximo lançamento da Sony.

Apesar de eles se acharem pouco interessantes, na verdade são os homens mais atraentes que podemos querer. Isso se não forem dos que comem Cheetos e não se banham, é claro.

Quer fazer parte do Diário de Casal e dividir a sua história com o mundo inteiro? Saiba como participar e não deixe para depois!

6 Comentários      Postado por Rose Carreiro
19 junho 2012 Comente! Postado por:

Coisas dele, Histórias »

O revezamento da tocha olímpica tem início na Grécia e segue rumo a cidade sede das olimpíadas durante o ano em que ela será realizada. Este ano está acontecendo em Londres e durante o seu percurso rolou algo bastante inusitado. David State, que assumiria seu lugar e percorreria os 300 metros dedicados a cada participante, aproveitou o momento para pedir sua namorada em casamento.

Pedido de casamento no revezamento

Após beijar a noiva, State pegou a tocha da mão de um auxiliar e partiu para completar os 300 metros reservados a cada participante da corrida. “Foi muito especial. Eu não posso descrever o que senti. Foi tudo perfeito”, disse State após completar seu trajeto. “Ainda estou em choque. Eu o vi correndo e tentei não chorar, mas, quando ele se aproximou, ficou de joelhos e me fez o pedido, eu não consegui segurar. Estou muito orgulhosa dele. Sou uma mulher de sorte”, disse a noiva.

Bacana ou não?

Quer participar do Diário de Casal e dividir a sua história com o mundo todo? Saiba como participar e não deixe para depois!

Comente!      Postado por Rafael R
15 junho 2012 3 Comentários Postado por:

Coisas dele, Histórias »

Tenho uma história curiosa pra contar para vocês, hoje. Como ela envolve minha namorada e eu, vou precisar recapitular alguns trechos do passado para chegar até o presente, onde tudo fará sentido – ou ao menos eu espero que faça. Então vamos acompanhar.

Tudo começou em janeiro, neste blog mesmo. A Caju tinha amigos em comum comigo e acabamos nos conhecendo. Entre conversas e conversas maiores, ela teve a ideia de fazer um post sobre como NÃO pedir alguém em namoro. O post foi republicado aqui também, com a permissão dela. E vou copiar um trecho que me chamou a atenção, na época:

Não peça alguém em namoro via MSN, chat de facebook, Gtalk, Direct Mesage do Twitter, SMS/Whatsapp/Voxer, vou dar um desconto para o Skype que pelo menos você está vendo a pessoa pela webcam (mas somente para pessoas que estão em cidades diferentes).

Tentar oficializar qualquer relacionamento via texto, perde toda a emoção, isso sem falar da seriedade. Quando alguém te pede em namoro você quer olhar no olho, quer abraçar e beijar a pessoa e ficar sorrindo igual idiota. Se você lê um “quer namorar comigo?” quem você vai abraçar? O Monitor ou o teclado?

Até aí, tudo ok. É realmente frustrante esperar uma reação de felicidade extrema ou um olhar de negação completo sem ao menos olhar nos olhos da pessoa. A vida seguiu e eu fiquei com esse pequeno trecho na mente, sabe-se lá porque.

Cajust
Duas mãos, um cão e emoç… sem rimar aqui, vai! :P

Um adendo: Engraçado quando dizem que você encontra aquilo que mais precisa quando deixa de procurar, uma hora você se dá conta disso e descobre que não poderia ter mais sorte na vida. Apesar do começo complicado e das confusões no decorrer do período, ter a Caju por perto me dava uma sensação de paz num momento onde paz era tudo o que eu precisava. Ela conseguiu dar um pouco de sentido para as coisas quando esse sentido parecia não existir. E não posso ser mais grato a ela do que sou, hoje, por isso tudo.

Enfim, poucos dias atrás a gente já agia como um casal de namorados, mas nada oficial. Eu queria fazer algo diferente quando fosse finalmente pedir direito e não sabia muito bem como fazer, até então. Numa quase briga, eu tava realmente disposto a fazer um discurso e dizer pra ela essa e mais algumas coisas que me fizeram estar por perto, acreditar nisso e insistir para que desse certo. Aí, sem mais, eu lembrei daquele trecho ali em cima.

Peguei meu notebook, fui no meu perfil do Facebook e alterei para “Em um relacionamento sério com Ca Judy”. Dei na mão dela o note e falei que se ela quisesse que fôssemos oficialmente um casal ela teria que clicar no “Enviar” (ou algo assim) e que ela poderia, se quisesse, cancelar aquele novo status. Eu pedi ela em namoro pelo Facebook, no meu computador, mas dei a chance a ela de ver a minha reação no momento e vice-versa.

Virei o jogo, como gosto de pensar.

Sou grato a tudo o que ela já me fez. Sinto que ela ficará por um bom tempo na minha vida, por isso não hesitei em tornar público que é com ela que eu estou e é com ela que eu quero estar. Sei que preciso, de alguma forma, recompensa-la por todas as coisas boas que ela trouxe para a minha vida. E sei que gosto dela o suficiente para começar a arriscar alguns pequenos planos e sonhos, já que temos nossas diferenças mas estamos com cuidado aprendendo a lidar com elas. Isso tem potencial e vai acontecer!

E está aqui, como mais uma prova do meu comprometimento a causa deste blog. O “dono” do Diário de Casal finalmente está dentro de um relacionamento novamente. E vocês ainda ouvirão falar bastante dela por aqui, tenho certeza.

Quer participar do Diário de Casal e dividir a sua história com o mundo? Não deixe para depois, saiba como participar e envie o seu relato agora mesmo!

Related Posts with Thumbnails
3 Comentários      Postado por Rafael R