18 abril 2012 13 Comentários Postado por:

Amor, Coisas dela »

Por: Natarcia Maia

Bom, em meio a tantas histórias de relacionamentos à distancia que deram certo, a minha se Deus quiser não vai ser diferente, afinal já está dando… Tudo “começou” no dia 06 de setembro de 2009, em um chat qualquer, site esse que nunca mais vi funcionando, começamos a teclar off-line um com o outro e em meio a desencontros nesta data começamos uma amizade muito linda e, sobretudo verdadeira.

Tinhamos uma relação muito forte, parecia até que nos conhecíamos a muuuito tempo, ficávamos pensando se um dia iriamos nos encontrar, se um dia ia ser possível… naquele tempo eu era muito nova, tinha acabado de completar meus 18 anos e ele já tinha 25… conversa vai conversa vem, sempre tivemos consciência que poderia dar certo ou não, que poderíamos nos apaixonar por alguém próximo, e ai a nossa historia teria um “fim”.

Então, passaram-se alguns meses e comecei a nota-lo estranho, longe… distante “além dos Km”, tivemos uma conversa muito séria e ele disse que havia conhecido uma moça na qual estava tendo algum sentimento e queria que eu soubesse, afinal já havíamos falado que a confiança e a sinceridade era essencial pra qualquer relacionamento.. ainda mais sendo a distancia… foi ai que nosso contato diminuiu, não chegou a cessar, apenas diminuiu e não falávamos mais de “amor”, apenas de uma amizade L , confesso que entrei em choque, fiquei triste por tanto tempo… mas, superei e nunca deixei de acreditar que se um dia tivesse que ser… esse dia ia chegar.

Meses, anos se passaram e como já disse não perdemos o contato totalmente, sempre ficava de olho no status de relacionamento dele nas redes sociais… rsrs… foi ai que eu vi “solteiro” isso já no ano de 2011, ano este que nos vimos pela primeira vez e que faço questão de compartilhar. Bom, foi assim: Ele morando Na Bahia e eu em Teresina, o nosso primeiro encontro foi pra lá de emocionante, eu iria participar de um encontro de Adm. Que aconteceu em Maceió- AL. No mesmo dia que aconteceria a viagem, eu postei nos status do msn que estaria em breve em Maceió… assim que cheguei em casa, o celular toca e advinha, era ele, perguntando se eu iria mesmo pra Maceió ou era apenas conversa… Confirmei que iria aquela noite e que chegaria no outro dia a tarde, ele não hesitou e disse que iria pra lá também, pra me ver, nem que eu não quisesse… eu fiquei assustada e desacreditei um pouco, por conta da distancia extra que tínhamos por conta do namoro que ele havia começado antes.

Assim que cheguei em Maceió, nós mantemos o contato pra que nos encontrássemos logo que ele chegasse… Enfim, ele chegou… foi um encontro emocionante, o que parecia ser impossível estava ali acontecendo de verdade, deixara de ser virtual, e eu via nos olhos dele o quanto ele estava feliz por estar vivendo aquele momento… passamos a noite e um pouco da madrugada sentados num banquinho em frente ao mar, não tinha melhor lugar né!

Namoro a distância

O nosso beijo parecia se encaixar e nossos olhos pareciam não querer se separar… nos vemos apenas esse dia na minha estada por Maceió.

Um ano depois… nos encontramos novamente, desta vez eu fui até a cidade dele na Bahia e nem precisa dizer que foi intenso pra caramba… e tive e tenho cada vez mais a certeza que vamos ser felizes juntos um dia… eu acredito num futuro onde essa distancia não mais existirá e seremos felizes… muuuito felizes.

Quer participar do Diário de Casal e compartilhar a sua história com o mundo inteiro? Saiba como participar e não deixe para depois!

13 Comentários      Postado por Ele / Ela
13 abril 2012 Comente! Postado por:

Artigos »

Então, hoje é o dia do beijo. E tem coisa melhor que beijar?

Pode ser aquele selinho, despretensioso. Ou um beijo na bochecha, bem estalado. Ou, ainda, aquele que fica no meio termo: no cantinho da boca, só pra provocar.

Mas, melhor ainda, é aquele beijo demorado, apaixonado, que faz o coração acelerar e faltar fôlego, não é?

Pode ser mais lento, ou mais intenso, dependendo do momento do casal. Pode ser beijo com aquela mordidinha no final, ou até mesmo para “roubar” uma bala.

Pode ser um beijo romântico, ou aquele beijo com pegada. Existe um beijo para todo tipo de situação.

Pode ser até beijo roubado. Quando se trata de beijo, vale tudo! Afinal, quase todas as histórias de amor começam assim. E se o beijo for bom, a chance de elas perdurarem é enorme.

Para inspirar um pouquinho, alguns beijos cinematográficos

Beijo no filme Meu primeiro amor
Beijo do filme Meu Primeiro Amor

Beijo no filme Romeu e Julieta
Beijo do filme Romeu e Julieta

Clássica cena do filme A dama e o vagabundo
Beijo do filme A Dama e o Vagabundo

Cena do filme Um beijo roubado
Beijo do filme Um Beijo Roubado

Cena do filme Diário de uma paixão
Beijo do filme Diário de Uma Paixão

Cena do filme E o vento levou
Beijo do filme E O Vento Levou

Spiderman kiss
Beijo do filme Homem Aranha

Mrs & Ms Smith
Beijo do filme Sr e Sra Smith

Cena do filme Bonequinha de Luxo
Beijo do filme Bonequinha de Luxo

City of Angels
Beijo do filme Cidade dos Anjos

Titanic
Beijo do filme Titanic

Arwen and Aragorn
Beijo do filme Senhor dos Anéis

PS I Love You
Beijo do filme PS Eu te amo


Beijo do filme X-Men 3

Pirates of the Caribbean movie scene
Beijo do filme Piratas do Caribe

Ficou com vontade? E está esperando o quê? Corra beijar quem você ama!

Feliz dia do beijo a todos!

Comente!      Postado por Mayara Godoy
10 abril 2012 7 Comentários Postado por:

Especial »

Um domingo de páscoa, uma suposta caça aos ovos de chocolate e…

Alguém aí conhece a Renata ou o Vina? Vou deixar o espaço aberto para eles falaram o que quiserem aqui.

7 Comentários      Postado por Rafael R
9 abril 2012 2 Comentários Postado por:

Coisas dela, Relacionamento »

Por: Gabriela Coiradas

Quando você tem um relacionamento duradouro, é natural que a família dele vire a sua família também, que haja aquele comportamento típico da vovó te tratar como se fosse noiva do netinho, que te chamem pra madrinha de casamento, pra almoços… e que os pais (com certeza mais o pai que a mãe) te adotem como filha.

Isso tudo é muito legal, muito bonito… Até que você termine o relacionamento.

Em um estalar de dedos, toda a família esquece tudo de bom que você fez e passou com o querido filho e te transforma em uma bruxa.

Eu sempre tive essa natureza superindependente, decidida. Então, quando eu percebi que daquele mato não saía mais nem sequer um tatu-bola, quanto mais um cachorro, e resolvi sair de casa (sim, quando se mora junto com o namorado, todos os sentimentos que já disse ali em cima são duplicados, afinal, você está “abandonando” seu “marido”), eu me tornei a pior pessoa do mundo, por mais que o ex em questão não tivesse nem um pouquinho de raiva. E não se iluda que o ex vai te defender, isso é bem pouco provável, o máximo que se consegue nessa situação é o silêncio.

reunião de família
Na foto, uma família comum. Na prática, guerreiros contra VOCÊ!

O que fazer quando você percebe que a família começou a operação “maldita ex”?

1. Foco na tua decisão e porque você a tomou. Se você entrar na “pira” da família, pode ser que comece a nutrir sentimento de culpa que não há razão alguma pra existir. Vocês dois sabem porque acabou e, evidente, a família sempre vai achar que o ex é a vítima.

2. Por mais que seja chato no começo, não force contato. Evite ligações, e-mails e redes sociais. Se alguém fizer algum contato primeiro, corresponda, mas sem achar que eles vão ser seus melhores amigos.

3. Não procure saber por terceiros se estão falando mal de você, isso causa dor, decepções e mágoas que não são necessárias na sua vida pós-término.

4. Sempre deixe claro que o término é DE VOCÊS e da conta de vocês, que sabem o que aconteceu e porque aconteceu.

Com sorte, a tormenta passa e todos sobrevivem. E com mais sorte ainda, você consegue ter um relacionamento saudável com todos, com o ex-namorado, com o ex-namorado e com a ex-família.

2 Comentários      Postado por Ele / Ela
8 abril 2012 2 Comentários Postado por:

Coisas dele, Relacionamento »

Existem exceções e para esses eu já aviso: Esse texto não cabe a todos. Mas se você é um cara bacana, que tem alguns amigos e principalmente amigas e para de falar com eles por estar namorando, fica a dica. Não seja babaca. E vou explicar o porque disso.

Eu tenho um pensamento simples sobre namoros: Eles servem para somar coisas boas a sua vida, não excluir ou tirar de você coisas que você gosta. E é por isso que eu jamais vou concordar com o fato de que uma namorada acha que pode mandar em você, nas suas amizades ou com quem você conversa. Claro que estamos falando de coisas saudáveis, amizades simples e que não tenha segundas intenções. Mas eu acho bizarro alguém achar que pode ou deve MANDAR em você. Não é pra isso que um namoro existe.

amigos-casal
Existe um jeito de ficar em paz com todos, não frustre seus amigos!

Resumindo, funciona assim: Se a sua namorada MANDAR você parar de falar com alguém, você tem duas possibilidades. Uma delas é seguir a vontade dela e ser um completo babaca, por estar se afastando de seus amigos e amigas por causa dela e de teorias de achismo puro, que só existem na cabeça dela. E a outra é não parar de falar com as pessoas, desde que claro essas amizades não atrapalhem o seu relacionamento. Veja bem, não estou falando de você ter free pass para ficar de conversa mole com a mulherada, estou falando sobre amigas. Todos têm amigos e isso não deve ser um problema pra ninguém.

Existem exceções, como eu disse. As vezes a sua namorada cisma de graça com alguma amiga e isso não é motivo para parar de falar com ela. E você, que é um cara do bem e não pretende trair sua namorada, não deve cair nessa. É tudo uma questão de confiança, portanto. Ou você – e ela, claro – confiam um no outro ou começa a parte triste do namoro onde um manda no outro, proíbe de falar com alguém, dá chilique quando você sai com alguém e por aí vai. Repito, não caiam nessa. E se você é desses que ainda dá motivos para sua namorada reclamar, aí o problema é com você e eu sou obrigado a concordar com ela. Evite-as.

Seja um bom namorado, tenha suas amizades e conviva na paz com seu par. É simples, não dá o direito de nenhum dos dois “mandar” no outro e todos ficarão felizes, inclusive seus amigos e amigas. Essa é a dica que deixo hoje pra vocês.

Related Posts with Thumbnails
2 Comentários      Postado por Rafael R