2 abril 2012 1 Comentário Postado por:

Coisas dela, Histórias »

Por: Jéssica Paula

Hoje venho aqui agradecer uma pessoa maravilhosa que entrou em minha vida a quase dois anos e me faz muito feliz e que me fez acreditar em amor verdadeiro! Me lembro como tudo começou, foi de uma maneira estranha. Nos conhecemos pela internet, através de uma amiga que ele estava meio “enrolado”, no entanto me apaixonei a primeira visita, uma coisa sem explicação e que eu nunca havia sentido antes, um tempo depois esta amiga estava namorando ao perceber, pensei em dexá-los em paz, mas descobri que não era com ele.

Foi então que descobri que era reciproco o interesse que tinha em conhecê-lo, marcamos e de uma forma inusitada nos conhecemos, ele me chamou para assistirmos o ultimo jogo do Brasil na copa de 2010, o Brasil perdeu para Holanda e eu ganhei um presente, meu amor!

Vivemos em uma época diferente, onde acreditamos em um amor único e que não permite traições ou mentiras e que vai ser para sempre e resistira ao tempo!

Minha vida mudou completamente, me sinto amada e protegida. De começo brigamos um pouco, tinha muito medo de perdê-lo – ainda tenho mas aprendi a confiar mais nele – e ele por ser mais novo saia um pouco, o que me chateava. Tinha medo de perdê-lo, sempre fui muito insegura! Ainda havia outros motivos, meninas davam em cima dele e ele achava que não pois não entendia que o que elas queriam. Não era só amizade. Terminamos uma vez por isso e naquele dia meu mundo virou de ponta cabeça, percebi que apesar do pouco tempo que tinhamos ele já tinha um lugar que era só dele em minha vida e o tornava insubstituível e sem ele já não dava mais.

Mas passamos por muita coisa juntos, já choramos, rimos, andamos na chuva, brincamos, “histórias,nossas histórias”, tudo junto o que fortalece cada vez mais nosso amor. De lá para cá muita coisa aconteceu, muita gente não acreditou que fosse dar certo, muitas histórias tentaram nos separar, mas como ele mesmo fala “nosso amor é mais forte e supera TUDO!”. Sabe, hoje percebo que apesar da diferença de idade que temos ele me faz sentir a mulher mais amada e desejada do mundo!

casal-guarda-chuva

Ás vezes sou meio ciumenta sim, mas aqueles olhos azuis e aquele amor que único é só meu e de mais ninguém, não suporto nem pensar em dividir ou perde-lo. A pouco tempo quase o perdi de novo, por bobeira, briguinhas e alguas outras coisas que o motivaram a terminar nosso namoro, pensei e resolvi não insistir ,não ir atras, o que geralmente eu fazia, mas achei melhor deixar ele pensar e perceber se realmente me amava, machucou. Foram longos e interminaveis 6 dias que me machucaram muito e mais uma vez nosso amor venceu e ele percebeu que realmente me ama, agora nosso amor esta tatuado em nós para sempre!

Hoje meu maior desejo é nos casarmos, conto os minutos mesmo sem saber quando, pois ele com 18 anos(eu com 21), planeja uma faculdade, um carro e dai sim nosso casamento, mas é algo tão mágico e especial e mesmo sabendo que não é possível agora vivo nesse mundo de sonho, isso me deixa chateada ás vezes, pois queria que fosse agora porque já não consigo ficar longe dele, o que me consome é a saudade, mas entendo!

Estamos para completar 2 anos daqui a três meses e a cada novo dia renasce em mim um sentimento que só aumenta! Queria gritar para o mundo todo ouvir o quanto sou feliz ao lado dele, mas dizer que o amo todos o dias é dizer ao meu mundo o quanto ele é especial em minha vida. Porque tenho certeza que ele é o Homem da Minha Vida!

Nossa história é única e especial e pretendemos envelhecer juntos,vendo nossos filhos e netos crescer! Só quero ele saiba que: o amo de verdade e que sou muito feliz com ele e para sempre!
C e J

1 Comentário      Postado por Ele / Ela
29 março 2012 6 Comentários Postado por:

Amor, Coisas dela »

Por: Anônima*

Olá, tenho 23 Anos estou há 2 anos com meu atual noivo de 26 anos.

Conheci meu namorado no carnaval de 2010 e logo nos apaixonamos, começamos a namorar e no início eu não tinha exatamente certeza se gostava dele ou não, se o amava mesmo ou não.. mais com o passar do tempo fui me apaixonando cada dia mais, depois que completamos um ano de namoro o namoro começou a ficar desgastado, começou a ficar estranho, sempre me dediquei ao Maximo e nunca tive o mesmo em troca, fui traído e acabei descobrindo, depois disso nunca mais foi igual antes, sempre brigamos, sempre tem desconfiança é um verdadeiro inferno.
Quando estamos separados (normalmente durante a semana pois trabalhamos e estudamos) ele não me liga, liga no Maximo para falar que vai a tal lugar com não sei quem, ou pra dar bom dia ou boa noite, não temos muito dialogo por telefone, ele mal responde minhas msg, nunca consegue vim me visitar durante a semana, mesmo que seja rapidinho depois do trabalho já que ele tem carro e chega em casa em 20 minutos, quando conversamos no MSN ele demora pra responder, sempre inventa alguma desculpa. Já peguei ele de papo com outras pessoas no Inbox do face, por e-mail… convesas que não são exatamente traições, pois não chega a marca nada, acho que é mais aquele jogo de conquista, coisa que todo homem parece que tem a necessidade de fazer, talvez eu esteja com alguma paranóia por ele já ter me traído, mais não sei, fico desconfiada

Em fim, AMO muito, disso eu não tenho duvidas, sei que eu preciso confiar mais no que ele fala, mais o que me falta de verdade, até para tentar confiar mais no que ele me fala, é carinho, atenção.. isso me faz muita falta, ele é meio seco, meio estranho, no começo do namoro não era assim.. nos viamos todos os dias, nos falávamos toda hora, ficávamos horas e horas no telefone conversando e nunca faltava assunto, sinto falta disso

Quando passamos o final de semana juntos é maravilhoso, super carinhoso, atencioso, faz tudo para me agradar, mais quando estamos longe é um parto p/ conseguir falar com ele, para conversar. uma vez fiquei de passar na saída do trabalho dele para nos encontrar, ele falo que tudo bem, mais eu demoro uma hora e meia para chegar lá de ônibus, e ele chega em casa em apenas 20 minutos de carro, então acabei ligando pra ele e falando pra ele passar em casa, que era mais fácil, ai ele falo que já que eu não ia p/ lá, que era melhor agent se ve outro dia que ele ia aproveitar para ir na academia.

Não sei mais o que fazer, estou pensando seriamente em desistir de tudo pois conversar não adianta, já conversei, já expliquei e nada funciona, ele é cabeça dura, acha que ele já faz o bastante mais mesmo assim fala que vai melhorar mais essa melhora dura um mes, depois volta tudo ao normal.

Não sei se ainda continuo tentando, se deixo de lado toda essa minha necessidade de receber carinho, receber atenção, de sentir que tem alguém que me ama o tempo todo e não só quando estamos juntos, ou se jogo tudo pro alto e corro o risco de me arrepender e depois não ter volta.

Já tentei terminar varias vezes, mais ele sempre fala que não, que me ama, que não vive sem mim, já me pediu em casamento. mais depois disso não falo mais nada.. nunca mais toco no assunto… me chama de noivinha mais não sai disso.. tenho medo dele não me amar de verdade, só estar acomodado com nosso namoro e com isso acabar ele mesmo confundindo os sentimentos.

Quer participar do Diário de Casal e compartilhar a sua história com o mundo inteiro? Saiba como participar e não deixe para depois!

6 Comentários      Postado por Ele / Ela
27 março 2012 3 Comentários Postado por:

Amor, Coisas dela »

Por: Fernanda Feitosa

Chega um momento do relacionamento em que você olha para pessoa que esta ao seu lado e você tem a certeza de que ela é ou não a pessoa com quem você quer dividir o restante dos seus dias, construir sua história. E quando esse momento chega, junto com ele vem as decisões a serem tomadas.

Sou adepta ao romantismo, daquelas que ainda acreditam que não existe nada mais belo que um pedido de casamento formal, o vestido de noiva, o buquê, a igreja… enfim, tudo nos mínimos detalhes… porém infelizmente (ao meu ponto de vista é claro) as coisas não são mais como antigamente! Uma pena…

Vejo os casais de hoje que mal se casam e depois de algum tempo já tem um advogado pra cada lado cuidando da divisão de bens, com quem vai ficar os filhos se já existirem ou aqueles casais que já fazem aquele contrato prévio dizendo de quem é o que… E parando pra pensar nisso, eu me pergunto: Como ser realista em pleno século XXI e não deixar de lado aquele doce sabor dos tempos antigos?
Porque vamos combinar, não vejo um ser hoje que não se casa já pensando em que no dia que se separar, o carro é seu e o apartamento é meu e assim vai…

Então eu faço um apelo a volta do romantismo, a volta da conquista diária, do querer surpreender, do reconquistar a cada dia o que se perdeu com o passar do tempo, o que se perdeu em meio as vidas turbulentas, relacionamentos sem diálogos e do comodismo, sendo esse o maior vilão de todos os relacionamentos.

E quem disse que casar é uma tarefa fácil? Mais também não é um bicho de sete cabeças!!!

Como tudo na vida a escolha de dividir sua vida com um outro alguém requer paciência, tolerância, muito dialogo e companheirismo, pois uma coisa é certa se ocorrer uma briga você não vai conseguir ir para a casa de seus pais e ele para a casa dos pais dele, sim você terão de dividir o mesmo espaço e CONVERSAR e principalmente uma das partes (ou as duas) terá que ceder e enfim se entender.

romance

O casamento é um negócio como qualquer outro, porém o seu sócio é para toda vida e é assim tem que ser!! Ele vai passar junto com você todos os altos e baixos que estiver por vir e é com ele que você vai poder e dividir tudo o que quiser.

E quando chegar o momento, quando você olhar para a pessoa que esta ao seu lado e mesmo com todas as diferenças que existirem entre vocês você tiver a certeza de que é a pessoa certa, não tenha medo! Entregue-se, ame e seja amada (o) sem receio do que está por vir, sem pensar que um dia pode acabar (porque a pior coisa é você já começar uma coisa pensando que ela pode um dia ter um fim) e tendo a certeza de que independente de tudo, você sempre vai ter para quem voltar e com quem contar, você vai ter alguém para chorar e rir com você.

Viva ao tempo dos buquês de flores, das caixas de bombons, das cartas de amor! Viva os que ainda acreditam no amor!

Faça como a Fernanda, envie seu texto, história ou opinião para o Diário de Casal e compartilhe isso com o mundo inteiro. Saiba como participar e não fique de fora!

3 Comentários      Postado por Ele / Ela
20 março 2012 9 Comentários Postado por:

Coisas dela »

Na última semana, pipocaram notícias na internet sobre pesquisas científicas acerca da preferência feminina em relação à barba. Alguns estudos concluíram que nós, mulheres, odiamos a barba. Outros, pelo contrário, chegaram à conclusão de que amamos. Bem, enquanto os pesquisadores não se decidem, eu meto aqui o meu bedelho.

Barba: definitivamente, sim!

Fala sério, hein, gente? Uma barbinha à la Gerard Butler sempre vai bem, né?

Particularmente, eu adoro barba! Homem barbado (e não barbudo!) tem um “quê” a mais. Porém, essa não é uma regra, é claro. Há homens que ficam supercharmosos de barba. Outros, nem tanto: acabam ficando com a expressão séria demais, ou parecem muito velhos – enquanto o atraente, ao meu ver, é ficar com cara de cafajeste. Há que se analisar caso a caso, obviamente.

Mas, atenção: não é simplesmente largar os fios ao Deus-dará e se transformar no “náufrago”, ok? Barba bonita, na minha opinião, é aquela semicerrada, ajeitadinha, bem cuidada, com cara de “por fazer”. Aparência de relaxo, jamais! É claro que aquela pele lisinha, de barba recém-feita, parecendo bumbum de neném, é uma delícia… Mas, mantenho meu voto: a barba fica! Bom, também tem aqueles casos em que o cara não tem barba o suficiente, apenas uns pelinhos aqui e outros acolá… Neste caso, realmente, esqueçam!

Mas, como eu não vim aqui para monopolizar o assunto, agora, com a palavra, mulheres lindas, inteligentes e influentes dessa interweb:

Letícia Lichacovski, ou @leca_dpaula, a “menina com a cereja no ombro“. Jornalista e blogueira, noiva e, nas horas vagas, se apega ao violão e à cantoria solitária:

Depende do homem e da barba! Se a barba for muito falhada, então, não use! Mas uma ideia infalível e hipercharmosa é a barba “por fazer”. Eu não sou muito fã da barba cheia. No máximo, um cavanhaque, e olhe lá! Acho que dá certo para os caras que têm aquele rosto mais quadrado, queixo forte… No mais, acho que vira desastre!

 

Jacqueline Pereira, aka @nerdeliciouss: Fisioterapeuta, (quase) engenheira, blogueira, internética, com uma legião de personalidades, só que nenhuma delas fala menos que 140 caracteres:

Existem homens que ficam espetaculosos de barba, admito. Mas eu não curto, porque gosto de sentir a pele, gosto da suavidade e do cheiro da pele. Gosto de morder. Se você morde barba, fica aquela sensação áspera.

 

Aline Aguayo (@alineaguayo), jornalista não-atuante, publicitária semiatuante e ativa no mundo do SEO. Adora bike, passarinho, esmalte, brigadeiro e salto alto e tem 27 tipos de alergia. Inclusive de barba:

Eu acho fofa aquela barbinha por fazer. Mas me dá uma alergia do inferno. Me coça, fico toda vermelha. Mas eu acho bonita aquela barba estilo Brad Pitt. Não aquelas enormes, tipo barba de pai.

 

Poliana Corrêa, ou @polilhama, estudante de Comunicação, Social Media, 22 anos. São Paulina. Viciada em café, ex-fumante, degustadora informal de cerveja, adora lhamas e barbudos:

Acho que barba tem um poder mágico, é linda, dá um charme a mais. Deixa o homem mais “másculo”. Eu sou suspeita pra falar, porque sou uma apaixonada por barba. Tenho até um tumblr dedicado ao assunto: http://1001barbudos.tumblr.com/

 

Leilane Benetta – @leilanebenetta: Jornalista, curitibana e gente boa (por mais que isso pareça contraditório):

Nossa! Eu super amo. Barba mal feita, eu acho um charme só. Dá mais cara de macho.

 

Joice Viana (@JoiceViana), 28 anos, petropolitana radicada em São Paulo, essa vadia louca (a cidade, não a Joice). Feliz esposa de um barbudo convicto:

Quando eu era uma menina e gostava de meninos, eu achava que não, mas depois que um homem de barba te joga na parede e te chama de lagartixa, é sempre sim.

Mas tem o limite, né. Você quer uma barba cerrada roçando no seu pescoço, não um projeto de mendigo. Por isso, favor manter sempre a barba aparada. Mais Gerard Butler e menos Dom Pedro II. E, por favor, costeletas não ficavam bem nem no Elvis.

 

Natália Casado (@nataliacasado), publicitária com foco em Link Building, 24 anos. Gosta de cozinhar, cerveja e rock n’ roll!

E quem é que não gosta de um homem “sujinho”? Posso considerar a barba como a primeira qualidade (sim, barba é uma qualidade!) que observo em um homem e, com toda a certeza, ela remete à virilidade.

A barba deixa o homem sexy, másculo e o rosto mais sério, mas claro, nem todos eles combinam ou são providos dela para deixar crescer sem falhas.

Homens, aproveitem esses 30 minutos que levariam para fazer a barba com outra coisa ;)

 

E aí, homens, o que me dizem? Esse post foi de alguma ajuda? Essa é a hora de soltar o verbo!

Mulheres, concordam com as opiniões acima?

9 Comentários      Postado por Mayara Godoy
19 março 2012 2 Comentários Postado por:

Artigos, Relacionamento »

Já aconteceu com todo mundo, em algum momento da vida: Aquela pessoa claramente não quer estar do seu lado ou talvez até queira, mas ela não é boa o suficiente pra você. Nosso coração, burro como é, não entende com clareza isso e faz com que tenhamos sentimentos cada dia mais intensos por ela. E aí? Como lidar com um amor que é impossível?

Existem diversos casos onde isso acontece e precisamos tentar com força deixar o coração em segundo plano, nesses casos. Obviamente, se fosse fácil fazer isso eu não precisaria falar e tentar dar umas dicas sobre, mas temos que tentar com toda a vontade e garra que possuímos para conseguir. A nossa vida sempre deve ser nossa prioridade e temos que tentar enxergar a longo prazo cada passo que damos. Que tal identificarmos algumas características para saber se é o nosso caso? Vamos lá.

* Ambos procuram coisas diferentes: É um caso que acontece e não é nem tão raro. E é um caso onde quase tudo acontece quase sempre igual: nenhum dos dois está PENSANDO, estão apenas juntos e é isso o que importa para ambos. Feliz ou infelizmente, as coisas não devem ser sempre assim, exceto quando você está consciente dessa sua opção. Geralmente, uma das partes sempre vai querer mais do que a outra quer compartilhar e isso vai dar problema uma hora. Uma dica? Se você perceber que está rolando com você, procure ter uma conversa sincera. E se a conversa não seguir o caminho daquilo que você quer, pense seriamente em desistir disso. Como em todo caso similar, você sofrerá um pouco agora mas depois ficará tudo bem, eu prometo.

* Ambos têm valores diferentes, gostos diferentes ou prioridades diferentes: Um relacionamento é feito de dois, mas cada um tem sua vida e direito a suas próprias escolhas. Até aí normal, claro. O problema é que eventualmente algumas dessas opções podem interferir no relacionamento e demonstra claramente que uma das partes não está levando como prioridade a sua vida a dois. Isso não é feio, errado e nem ruim, mas para quem está do outro lado é tudo isso e mais um pouco, claro. Se você não consegue enxergar um futuro e um lugar para você nos planos da outra pessoa, pense bem se é com ela que você quer estar hoje. Dá pra compartilhar dos planos sem precisar abrir mão das suas próprias coisas, isso é o relacionamento.

* Existem outras pessoas que interferem no relacionamento de vocês: Essa é mais complicada, mas têm coisas que não mudam nunca. Uma delas é aquela situação onde, por exemplo, a família de um não aceita o outro sob nenhuma hipótese. Isso não é um problema em si, claro, mas ele leva a um grande: Quem a pessoa vai preferir, você ou a família? Você se acha no direito de interferir na família de alguém, acha que dará certo a ponto de a pessoa nunca mais se arrepender da escolha e que tudo ficará bem? Porque é necessário ter uma grande certeza quando isso acontece, não dá pra pensar no “E se…” nessa hora. Tem que ir e ficar até o fim, sem se arrepender. É o que você tem? Se não for, cuidado.

amortoxico
Se o amor for tóxico demais, fuja!

* A velha questão da distância…: Eu apoio publicamente o amor a distância, acho que a pessoa têm sim todo o direito de ter algo nesse sentido. Mas é muito importante que AMBOS estejam na mesma vibe, obviamente. E é indiscutível que ambos precisam ter um plano para diminuir essa distância em algum momento próximo da vida. Não da pra ficar amando virtualmente alguém por anos, não dá pra estar tão longe e sem ideias de quando se verão pelo resto da vida… Vocês precisam estar juntos nessa, precisam ter planos, precisam ter sonhos em comum e, principalmente, precisam FAZER as coisas acontecerem. É isso o que você tem? Novamente, se não for, desista antes de sofrer mais depois.

Devem existir outros pontos que impossibilitam o amor, eventualmente. Quais são as suas dificuldades atuais? Pense nelas com carinho, a partir de agora. Evite se magoar a toa, evite perder a capacidade de amar por sofrer demais por alguém. Você pode se dar muito melhor com alguém que esteja procurando tudo aquilo que você é, em essência. Dói, mas vai ser melhor. Não tenha medo de procurar o melhor pra você, seja como for. Ok?

Gosta do Diário de Casal? Quer ver ele sempre atualizado e com coisas legais? Não deixe de compartilhar os textos, tuitar tudo o que viu e indicar para todos os seus amigos. Cada vez que isso acontece, sabemos que estamos fazendo o bem e continuaremos fazendo isso para vocês. Comentários também serão sempre bem vindos, sejam quais forem.

Related Posts with Thumbnails
2 Comentários      Postado por Rafael R