Home » Amor, Relacionamento

A liberdade acorrenta

2 março 2012 3 Comentários       Postado por Ele / Ela

Por: Anônima*

Hora de acordar!

“Amor não resiste a tudo, não. Amor é jardim.” E mesmo sabendo disso, ainda temos o desplante de achar que o amor sozinho dá conta de tudo: das nossas expectativas, do ‘pra sempre’ e do ‘eu te amo’. Aliás, nos dias de hoje, ‘eu te amo’ é que nem bom dia… terrível banalização dessas 3 palavrinhas mágicas! Talvez aí esteja o grande problema dos relacionamentos amorosos atuais: a banalização! O fato de termos contas a pagar, supermercado, trabalho e ainda por cima, um corpo e uma mente a dominar, faz com que o imediatismo tome conta da vida da gente.

E aí, o que deveria ser coadjuvante passar a ter ares de protagonista na nossa vida… Sim, porque para amar outra pessoa é preciso primeiro ver em si mesmo todos os aparatos necessários para não depender dela. Ou então, salve-se quem puder nessa história de gato e rato que vira o relacionamento, já que a sensação de posse toma conta e aí danou-se…

Casal liberdade

Querer tudo a tempo e hora e ser educado pra viver assim destrói a possibilidade de se permitir ser surpreendido pela vida e por alguém especial que ela possa trazer. Querer amar não basta, é preciso permitir-se amar. E do jeito que vai o barco, acho que nem todo mundo percebe a diferença entre essas expressões. E assim, o God, quem poderá nos salvar? (O amor? Aaaaah coitado, ele não tem culpa de querermos largar toda a monotonia das nossas vidas nas costas dele!) Ora, se encontramos a pessoa certa, na maioria dos casos pensamos: ‘aaaah meu Deus, o amor bateu a minha porta.’.. Se nos decepcionamos: ‘é, vou esperar o amor verdadeiro aparecer’.

Ei, hora de acordar! Se o despertador pifou, o mundo não tem culpa! Amor verdadeiro não existe assim pronto. ‘Amor é jardim’ de verdade. A verdade se constrói com cuidado, com liberdade. E essas duas palavrinhas não são antônimos… cuidar também é deixar livre! E tendo em vista a efemeridade dos dias de hoje, é cada vez mais difícil não confundir zelo com posse… Se a gente acha alguém especial, quer mais é que essa pessoa não suma novamente na multidão, não é? Pois bem, é essa imprevisibilidade de poder sumir que faz a diferença. Afinal, não se perde quem se deixa livre. Eis a lição fundamental pra gente: a liberdade acorrenta!

Related Posts with Thumbnails
3 Comentários      Postado por Ele / Ela
­
­

3 Comentários »

  • Genilson disse:

    Olá anonima, o que eu vejo é que as pessoas se tornaram mais egoistas, por que queremos moldar o nosso formato de “amor” na pessoa, de uma maneira que nos agrade, e quando não conseguimos, dizemos que a pessoa ideal ainda não apareceu, e que essa foi só uma paixão, mas, amar não é somente querer o bem, beijar, abraçar, ficar juntos, etc…, amar é empatia, é se colocar no lugar do outro, para saber se o que estamos fazendo preenche a pessoa. Conseguir fazer isso não é facil, sempre tentaremos seguir as nossas vontades, isso é instinto anabolizado pelo ambiente que vivemos, o que ajuda é conversar, tentar captar o momento onde antes de beijar o ideal é perguntar: O que você sentindo? Como você esta? E estar preparado para as respostas.

  • Deh disse:

    Realmente “Amor é jardim” e é mais uma escolha de cuidar, do que realmente um sentimento existente apenas.

    Muito bom o post, parabéns.

  • TÁBATA disse:

    Adorei o post, acredito realmente nessa frase “…porque para amar outra pessoa é preciso primeiro ver em si mesmo todos os aparatos necessários para não depender dela.”

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>