Home » Artigos, Relacionamento

A verdade sobre relacionamentos à distância

15 setembro 2011 27 Comentários       Postado por Rose Carreiro

Vocês se lembram de mim? Probably, NOT!, diria Borat. O que é compreensível, já que faz quase um ano que eu não apareço por aqui pra falar da minha vida a dois. Não falo porque não tenho tempo, ou porque não aconteceu nada grandioso, tipo eu engravidar, casar ou comprar um apartamento. No máximo eu arranhei o carro do meu noivo numa lavagem com Scotch Brite. Mas hoje eu vim pra falar umas verdades pra vocês: A verdade é…você quer a verdade? Você não pode com a verdade!

OK. Você quer saber como se dar bem num relacionamento à distância? Here we go.

Vez ou outra a gente recebe e-mails de leitores desesperados por uma solução para seu namoro à distância. Sejam adolescentes morando a milhares de quilômetros, jovens em cidades vizinhas ou mulheres de meia-idade apaixonadas por namorados virtuais, sempre tem alguém passando pelo mesmo dilema: a distância complica as coisas, a ausência do outro dói, existe o ciúme, a desconfiança, a insegurança.

Pois bem, hoje eu acordei querendo dar um choque de realidade nas pessoas e vocês serão o alvo: não, não vai ser fácil. Sim, você vai sofrer, vai se sentir sozinho, vai ter milhões de dúvidas cada vez que se levantar da cama, o diabo vai testar sua fidelidade… tudo isso vai acontecer. Mas isso não quer dizer que um relacionamento assim não possa dar certo. Até porque eu estou aqui pra dizer que o meu deu. Faz dois anos que comecei a namorar um cara de outro estado e hoje moramos juntos há mais de um ano.

Amor à distância dá certo, sim... mas, por quanto tempo?
Amor à distância dá certo, sim… mas, por quanto tempo?

E por que deu certo? Porque nós não ficamos só nos planos. Nós agimos. Claro que, além disso, outros fatores conspiraram: eu já não tinha 18 anos faz tempo, ele também não. Eu pretendia mudar de cidade, não estava feliz no trabalho, ele estava disposto a me “carregar” até que eu me estabilizasse. Então resolvemos ficar noivos e eu vim pra cidade dele. Sem maiores melosidades, foi basicamente isso. Claro que foi difícil, minha família não gostou muito, eu vim pra uma cidade nova, sem amigos, sem um “suporte”que não fosse o dele, mas quem disse que a vida é fácil?

Então, se você tem um relacionamento desses, não tem muito mais o que fazer do que colocar os planos e sonhos em prática. Senão, vocês nunca vão sair do lugar. Obviamente, os dois têm de ter noção de que, se acabar, a vida vai continuar e vai ser uma merda… já pensou: você sozinho em outra cidade, sem ter onde morar, dependendo da pessoa que não te quer mais? Só que ficar esperando ganhar na Mega Sena pra viver juntos felizes para sempre é como ver um filme com o Brad Pitt e ficar imaginando como seria se ele fosse seu… tudo lindo, nada real.

Assim eu termino, sem final feliz, porque a vida não é um conto de fadas.

Related Posts with Thumbnails
27 Comentários      Postado por Rose Carreiro
­
­

27 Comentários »

  • patricia disse:

    E verdade nao e nada facil namorar a distância falo por experiência namoro a dois anos assim e tens dias dificeis sem falar que sempre tem alguem pra dar pitaco eu sempre caio em lagrimas quando chega a hora de nos separarmos mas o amo e ele tb me ama quando estou em crise o que sempre penso e pq ele esta comigo pq me manda passagens pra mim ir ao seu encontro ai passa toda duvida .

  • Mayara disse:

    Quando a gente vem aqui e fala a verdade, ninguém quer saber, né?

  • Rafael R disse:

    É gostoso acreditar em algo tão complexo e difícil, mas não da pra passar muito tempo vivendo apenas disso mesmo. A disciplina que é exigida só perde para a extrema necessidade de fazer algo concreto e REAL, ir atrás e não ficar sofrendo em casa chorando e pensando em como a vida é difícil.

    Namoro a distância existe, mas não é pra todo mundo. E também não é para preguiçosos. FAÇA!

  • Denise disse:

    Oi Rose,
    Passei por isso também há um ano e meio. Conheci uma pessoa e ele me fazia declarações todos os dias. Eram textos românticos de deixar qualquer musa do Nando Reis se mordendo de inveja. Larguei tudo e mudei de estado pra ficar com ele. Foi dificil, mas superamos. Em pouco tempo estávamos morando juntos, mas não era como antes. Depois de um ano aqui ele terminou comigo e ninguém conseguiu fazer com que ele mudasse de opinião.
    Fiquei sozinha, sem dinheiro, sem família e sem ter pra onde ir.
    Não sei se passaria por isso outra vez e nem se recomendaria a outras pessoas. A única coisa que eu posso dizer hoje seria: aproveite. Mas não abra mão das suas coisas e da sua família por outra pessoa.
    abç

  • Patricia Marques disse:

    Esse mês completam 9 meses que estou passando por isso. Dói dói muito, só quem passa sabe o que é! =/ E já estamos fazendo o possível para ano que vem casarmos e eu mudar pra lá. É cedo? Só Deus sabe, e é ele quem vai ajudar tudo dar certo!

  • doze disse:

    Namoro à distância há 10 meses. Conheci a em uma festa na casa dos meus pais em outubro de 2010. Eu moro no RJ e ela em BA, mantivemos contato pelo MSN por dois meses, foi muito bom descobrimos muitas semelhanças e acabamos nos encantando um com o outro. Ela voltaria ao RJ no fim do ano para passar natal e réveillon e nos encontramos, foi tudo muito rápido ficamos na sexta e decidimos começar o namoro no sábado, como eu a conheci em família ela já entrou pela porta da frente e se encantou e com a minha família e minha filha. Foram 12 dias fantásticos. Logo depois ela voltou para a cidade dela e nós continuamos o namoro a distancia por telefone e MSN. Confio nela e passo confiança, quando estou com alguém de verdade, sou muito sincero na relação. Como ele precisava vir ao RJ todo mês, ela ficava na minha casa (casa dos meus pais, já que sou separado e estou correndo atrás de um canto para mim). O convívio era maravilhoso, todos estavam amando ela (simples, sincera, delicada, amorosa, linda, educada…). Tenho uma família muito liberal e falamos de tudo, varias vezes que eu chegava do trabalho, a encontrava no quarto da minha mãe no maior papo com minha mãe e filha, iam à praia juntas e viajavam no nome do nosso filho. Fui à cidade dela, conhecer os pais e depois a cidade da avó, conheci e me dei muito bem com todos. A mãe já me assustou com o assunto de casamento, eu pensava que era muito cedo para isso, porém depois de cinco meses decidir pedir ela em noivado, para oficializar a minha intenção. Ela ficou felicíssima e ficamos noivos. Sendo assim começou a falar compulsivamente em nos casarmos, eu queria montar uma casa morar junto e um ou dois anos depois casar, mas ela insistia que não poderia morar junto sem casar. Até ai tudo bem, eu topei casar e marcamos o casório para dezembro, já que nesse mês ela já viria morar no RJ. Por motivo de força maior adiamos para julho do próximo ano, e depois ela decidiu unilateralmente que seria em novembro deste ano. Imagina minha cabeça, porém segui em frente afinal o amor move montanhas. Mês de setembro ela veio para o RJ e fomos passar uns dias em Búzios, na volta, aniversário de uma tia onde anunciamos o casório e a alegria foi geral ela já chamava minha filha de filinha. Passaram se dois dias e a deixei na rodoviária, uma semana depois ela esfriou de uma maneira que eu não entendi, não me explicou só falou que não queria casar agora que era um passo muito grande e precisava me conhecer mais, perguntei se ela queria terminar tudo e ela disse que não queria casar mais continuar como estava. Não me importaria se ela decidisse isso junto comigo conversando e sendo madura, mesmo depois de ter me pressionado tanto para casar, medo e insegurança são normais. Bom eu sou uma pessoa transparente, não a trai, não tenho vícios, sou sincero e convicto. Já ela e calada e não esboça muitas emoções, mas, dizia que me amava e esta certa do que queria. Eu sempre achei que deveríamos esperar mais, porém fiquei muito chateado com essa mudança repentina e a frieza com a qual ela passou a me tratar, não nos falámos direito há umas três semanas e as duas vezes que eu liguei ela me disse que precisava conversar pessoalmente. Não acredito ser outra pessoa, pelo que eu a conheço, e pelo fato de estarmos sempre em contato mesmo a distância , ex-namorado eu sei que ela terminou sem quere mais contato e por ter horror a ciúmes. Nunca passei por tal situação, sempre que terminei um relacionamento eu conversava ou dava o sinal de que não estava satisfeito, eu nunca deixaria uma pessoa que eu dizia amar sem uma satisfação do que esta acontecendo, ainda mais por um mês, logo ela que me ligava de 2 a 5 vezes por dia para dizer que me amava. O sofrimento de rejeição é muito grande, e dessa vez não sou só eu que estou sofrendo, toda minha família foi abalada com essa situação. Já estávamos preparando o casório. A mãe e avó dela estão fazendo o enxoval, a irmã o bolo, a tia os bem casados. Liguei para a mãe dela para me desculpar, já que eu sei que ela está fazendo o enxoval e acabei sendo eu a dar a noticia, pois, embora ela tivesse me dito que contou para a mãe, isso não foi verdade. Não sei mais se posso confiar nela, não sei o que está acontecendo e o que eu devo fazer. Desculpe mas, Tá foda!

  • Afrodite disse:

    Doze nossa que história a sua eim?parece até novela mexicana,como ficou a situação como vc está?de noticias.boa sorte

  • DOZE disse:

    É Afrodite parece mesmo rsrs,mas,como esperado ela terminou comigo na sexta. Veja só, marquei com ela para ir a um restaurante tranquilo, o mesmo que nós fomos no primeiro encontro. Ela me fez parar o carro na casa do tio dela e ir à pé até uma pizzaria, acho que estava com medo da minha reação, ela já teve um namorado que forçou um acidente de carro quando ela terminou com ele, mas eu sou da paz, eu a amo e nunca faria nada para magoa-la. Bom não deu para conversar direito e não consegui expôr meus sentimentos e ela terminou dizendo que não quer estar num relacionamento agora e só quer focar no trabalho quando vier para o RJ, mas, quer continuar tendo contato com a minha família, “com a minha família”. Ao deixa-la em casa eu meti a mão no meu bolso e entreguei a ela a aliança nova de noivado, ela olhou espantada sorriu, ai eu disse para ela guardar que ainda voltaria para o dedo dela, mas ela não aceitou e me devolveu. Passei um final de semana horroroso, fotos, roupas, cremes, maquiagem e varias coisas dela habitam o meu quarto. Meu peito quase explodindo de angustia, ainda tentei falar com ela no domingo, mas, não consegui. Hoje pela manhã indo para o trabalho pela praia, em frente ao local onde ficamos, uma voz na minha cabeça falou assim, para aqui, eu parei estacionei o carro, atravessei a rua e do calçadão pude vê-la estendida na areia na praia, quase deserta, linda com o biquine que eu ajudei a escolher em cabo frio, mês passado. Lá estava ela a mulher da minha vida. Fiquei nervoso, vou ou não vou. Fui de sapato calça..todo arrumado. Parei em frente a ela que estava de bruços e disse oi, ela levou um susto e eu fui me desculpando. Me ajoelhei na areia e fiz o que não se deve fazer, expus todo meu sentimento, disse que ainda a amava, que era louco por ela e não pouparia recursos para faze-la feliz, que o que ela havia feito, a indiferença havia machucado muito, ela disse que isso passa. E o que aconteceu com todos os planos e com o eu te amo e quero casar com você que ela falava a exatamente um mês atrás. Bom consegui ver mesmo que por alguns segundos os olhos delas cheios de lágrimas, mas ela disse que precisava de um tempo e eu não tinha mais o que falar. Alisei o rosto dela e fui embora sem olhar para traz. Agora o que pega é emprestei 2100,00 a um 4 meses para ela e até agora não falou nada de me pagar, não estava preocupado pois ela ia se minha mulher então o emprestimo ia morrer. Mas a grana faz falta e não quero cobrar agora para não parecer vingança. Tem alguma idéia?

  • Paty disse:

    Nossa, “Doze”, fiquei comovidíssima com sua história.
    Sempre achei injusta essa história de sempre culpar só os homens, somos todos seres humanos e sofremos com as decepções e os problemas, mas cada um tem um jeito diferente de encarar essas dificuldades.
    Desculpe me intrometer, na verdade estava “divagando” na net, em histórias de namoro à distância, já que namoro há quase um ano assim, eu em SP ele no interior do estado, e como anda muito difícil aguentar a solidão, saudade, resolvi dar uma espiada nas experiências das pessoas.
    Enfim… achei q vc é um cara muito íntegro, e é desnecessário dizer o quanto vc merece alguém que o ame com sinceridade. Talvez ela esteja realmente confusa, existem várias hipóteses pra essa mudança brusca. E sem querer julgar, afinal cada um pensa e age de forma diferente, mas achei que independente do motivo, ela poderia ter sido mais sutil com seus sentimentos.
    Acho que se está tudo terminado MESMO, se a decisão é definitiva, não há problemas em cobrá-la. A não ser que vc acredite na possibilidade de uma volta, neste caso é melhor dar um tempo até tudo se definir. Senão, com jeito, dê um jeito de cobrar. Vc não estará sendo ruim, mal-educado ou qualquer coisa do gênero, não precisa se constranger com isso.
    Na verdade, ela é quem deveria se constranger em não te devolver o dinheiro. O correto nesse caso, seria ela mesma se prontificar a fazer isso, já que ELA teve a iniciativa de terminar a relação.
    Mas… sendo redundante, novamente: cada um é cada um.
    Muito boa sorte, querido! Seja feliz independente de qualquer coisa!
    Todos nós merecemos. Aliás, temos essa obrigação!!!
    Beijo!!!

  • DOZE disse:

    Obrigado! Paty,
    Mas, ainda não joguei a toalha, estou dando tempo ao tempo para dar a cartada final. Vou até o estado dela e pretendo surpreende-la, colocar os pingos nos is, acho que ela vale a pena mesmo sendo tão complicada rsrsrs. Se não funcionar, ai sim eu vou mudar o rumo da conversa. Volto com a certeza que acabou e arranco as lembranças pela raiz. Bjs

  • MeninaflorJoy disse:

    Olá!
    Contarei um pouco da minha experiência sobre namoro a distância.
    Trabalhamos na mesma empresa, ambos em cidades diferentes, eu em Belém e ele no RJ. Nos falávamos sempre por telefone para resolvermos problemas profissionais, nada mais que isso. Até que um belo dia houve a necessidade dele vir a Belém prestar serviços na empresa, até aí tudo bem, super tranquilo… mas quando ele chegou, apaixonei geral, e detalhe: eu não sabia que era ele a pessoa com a qual eu falava quase tds os dias. Enfim… nos apresentamos com um sorriso tímido. No final da tarde ele super simpático pediu meu msn, tivemos contatos (msn) na mesma noite e no outro dia já estávamos juntos, ele ficou apenas 4 dias e teve que ir embora, continuamos tendo contato só que dessa vez bem diferente, eu estava completamente encantada com ele, ele retornou a Belém sempre que a empresa precisava e eu ia para lá sempre que tinha um feriado, para mim era mais fácil conseguir uns dias de folga para emendar com o feriado, para ele era complicado, pois a gerência de lá era outra, enfim, não fizemos planos e tudo foi acontecendo naturalmente, nos tratávamos como namorantes (namoro distante) rsrs… até que um dia tive uma crise de “ciúmes” por conta de postagens de fotos e mensagens em um site de relacionamento, falei muita bobagem, julguei, saí do limite, confesso que errei, ofendi sem ao menos perguntar o que estava acontecendo, mas era o meu momento de fúria, acabei terminando tudo, não conseguia nem falar com ele. No outro dia o “sangue” ainda estava fervendo quando ele perguntou se podia explicar o que estava acontecendo, falei que não queria mas saber, afinal já tinha acabado tudo, mas ele insistiu e explicou, no momento não acreditei mais uma vez, e ele por fim disse: – realmente não dá para continuarmos juntos. O tempo foi passando e eu fui tentar encaixar as peças da história, quando na verdade ele estava certo, o meu ciúme me cegou completamente e até hoje pago por isso. Tentei voltar, mas ele não quer. Não insisto, afinal eu penso se houvesse amor da parte dele com certeza ele voltaria. Hoje só lamento e agradeço pelos momentos bons que aconteceram, ainda o tenho no peito com muito amor, mas a vida continua.

    Um grande abraço a todos.

  • Carol disse:

    eu namorava com um cara de sp e eu moro no interior, nos conhecemos a 1 ano mais cheguei a namorar ele 5 meses nos conhecemos na praia mais foi diferente e havia uma diferença de idade eu tenho 15 e ele 14 eu estava passando natal e ano novo e ele tinha a cobertura no prédio em que eu fiquei eu estava triste por um menino que o gostava e estava tendo um caso ter me traído isso fez com que passa-se ate mal pois colocaria minha mão no fogo que ele me amava mais prosseguindo eu estava afim de ficar só e estava sentada na recepção do prédio esperando uma amiga que me deu bolo(não apareceu) e ele apareceu se comprimento ele tinha fama de ser o “galinha” não o liguei para o que disse mais depois de muitos não dado a ele que ele queria que queria ficar comigo eu cai sobe seus encantos ele é carinhoso ,romântico ,bonito e temos grande semelhanças como todos fala “amor de praia não sobe serra” voltei para minha casa no interior e ele para a casa dele em sp na zona leste passando a vida sem termos trocado contato eu resolvo dar uma chance ao menino que me traio e ele pediu minha mao aos meus pais no começo ele era super. legal comigo e assim foi ate que um dia eu achei o contato do bruno e nos voltamos a falar alguns tempo ele falou que não me esquecia por ele ter a fama de “galinha” não o liguei muito mais vi que de novo fiquei sobe encanto dele mesmo sendo um amor a distancia rsrsrsrsrs…terminei com o menino para ficar com ele ficamos feliz ate o 4 mês eu comecei me sentir só meus pais não estava uma relação legal comigo e deixei ser levada a ponto de perde a alma tentar suicídio mais eu falhei pois minha mãe apareceu na hora e não tive coragem de termina e ele não soube de nada pois saberia que ele ficaria magoado pelo meu ato egoísta mais eu o amo e ele diz sentir o mesmo por mim mais deixando levar tudo isso eu o terminei com ele e dois dias depois ele encarou 200 km de viajem so para me ver sem saber se iria voltar com ele ou não e ele se declarou pediu minhas mãos ao meu pai e fiquei feliz ate um certo tempo que o pânico c0meço a voltar de novo de eu ficar triste me sentir sozinha e eu tinha um melhor amigo que no fim eu estou com ele mais quer saber eu falei para meu ex que um dia vo volta para ele mais com a aliança de ouro e ele o mesmo para mim estamos esperando nos dois completar 18 e si ate la pode mudar mais eu tipo tudo para ficar com ele e me sinto um lixo um nojo não sei como me descrever um bicho sem coração como posso tar iludindo falando que amo alguém que não amo e esperando um tempo chegar para ficar com outro mais fui fiel aa todos não aprovo a traição e essa é minha historia eu aguarda lentamente a minha vida voltar para mim. Não sei se to fazendo certo queria opinião? Mais to seguindo meu coração.

  • Na disse:

    Gente eu tenho 15 anos e o meu namrado 17 , eu moro em Sao paulo e ele no Mato grosso do sul.. Nao da pra ele vim me ver e nem eu ir ver ele .. Nos fomos se conhecendo e se conhecendo ate q eu comesei a me apixonar por ele .. Fas 1 ano q agente ta junto eu ainda nao o vi .. Mais sabe quando vc encontra uma pessoa em que confia, admira , e apaxonada , ama , senti falta , faiz vc se sentir viva entao ele me faz sentir assim ..
    Mais eu to dessisperada pq e muito ruim fica sem elee , eu queria muito ve ele, doi muito sem ele cmg .. doi dimais eu so queria ve ele eu sinto uma angustia uma dor muito forte quase todo dia eu choro por ele n ta cmg …
    Eu sinto q agente tem futuro .. eu sinto q ele me ama sei q agente sempre tem q ser forte . Mais aparece q o mundo na dismonorando em cima de min e q eu vo te q aguenta mais ta muito ruim assim
    Nao sei oque faço =/
    Alguem tem uma susgestao ai ??

  • Carol disse:

    Olha na eu sou a carol a de cima so posso te dizer que o que voce passa sei como que é parece que nos tornamos mais fraca cada dia mais mesmo namorando eles choramos por saber que nao podemos ter ele com nos e isso machuca muito de mais espero que respondi a tempo sua pergunta e que é uma face hoje sou feliz com Bruno passo por essa realidade todos os dias mais precisei dar um tempo para ver se ador iria passar … me provou que sem ele as coisas ficariam pior e eu teria outro motivo para chorar entao a calme-se é uma crise converse com ele e espero ter ajudado Tudo passa

  • Leitora assídua disse:

    Bom leitores, meu caso não é diferente das postagens aqui… namoro à distância tb, mas é como foi escrito no post motivador, é necessário fazer planos, vou contar pra vocês o óbvio namorar a distancia não é nada fácil, passei por uma crise no namoro horrivel no final do ano passado e início desse ano, cheguei a terminar e tudo mais, como se não houvesse volta… mas não mandamos no coração… o que é pra ser nosso não nos abandona… por mais que tentei lutar contra esse sentimento, o meu namorado sempre se aproximava… bem, largada a insegurança de lado ( sim, o fato que motivou toda a confusão e o rompimento passageiro…) posso dizer que amadureci e meu namoro tb… entendi que não posso controlar a vida do meu namorado, qdo se namora perto já nao se controla, imagina ambos morando distantes… a primeira coisa que deve existir é o respeito, pois confiança 100% não temos nem na gente mesmo… o respeito é a base de tudo!A segunda coisa é viver, isso estudar, trabalhar, sair com as amigas ( não pra festa, boates,…) um cinema, um sorvete pra gente distrair é tão bom… E ao mesmo tempo em que vivemos, fazemos planos, lógico, estamos comprando apartamento, estou vendo um emprego na cidade do meu namorado, pois não tenho coragem de me mudar pra depender dele, pois vai que acontece de não dar certo! Enfim é isso, qdo somos seguras das nossas atitudes, as coisas só acontecem se permitirmos, então amigas leitoras VAMOS SER MAIS SEGURAS, CONFIAR MAIS NOS NOSSOS INSTINTOS FEMININOS E SEREMOS MAIS FELIZES e felicidade só atraí felicidade!!!!
    bjus

  • Rakell Borges disse:

    muito obrigada pelo conselho afinal nao e a minha historia mais vou tentar usar seus conselhos!!!!

  • Diene Thiago Oliveira disse:

    Nossa fantástico!! Realidade pura…

  • Grazy Sfc disse:

    fato…

  • Thais Santos disse:

    adorei essa parte "Sim, você vai sofrer, vai se sentir sozinho, vai ter milhões de dúvidas cada vez que se levantar da cama, o diabo vai testar sua fidelidade… tudo isso vai acontecer" é assim mesmo….

  • Vanúzia Florentino disse:

    VIVO UM DILEMA ASSIM EU AQUI E, ELE LÁ BEM LONGE, MAS ACHO QUE ELE É MEIO INSEGURO, ESTOU DISPOSTA PRA IR PARA ONDE ELE ESTÁ, ALGUÉM TEM QUE DAR O PRIMEIRO PASSO É SÓ ACREDITAR…

  • Alline Rangel disse:

    amei o comentario oq vc falou é a pura verdade!!!

  • cindy disse:

    boa tarde..Bom vou tentar resumir minha historia ,já qe a sua me comoveu muito….
    Eu conheci uma cara de Portugal,ele me add no face,eramos grandes amigos,ele gostava de uma colega minha dava a maior força,eu era casada,ele muito romantico eu gostava muito de falar com ele,um dia ele teve certeza qe o relacionamento com a minha amiga n dava certo e nesta noite eu desabafei com ele toda minha vida ,qe n amava meu marido mas estava casada pela minha filha…Ele me deu muitos conselhos e escreveu uma texto muito lindo p mim..eu me encantei…começamos a ficar mais intimos conversavamos sobre tudo,uma outra noite ele me falou qe qeria me levar em uma praia bem linda onde só ouvesse nos dois…ele muito romantico como sempre..eu passei a ve-lo de forma diferente..Então meses depois eu falei qe tava gostando dle e ele disse o mesmo…eu falei p ele qe n dava mais p ficar casada qe ja n sentia nada pelo meu marido,então me separei e fui morar sozinha c minha filha..e depois de alguns dias começamos a namorar a distancia.muito dificil eu muito ciumenta as vezes insegura,mas ele sempre falando qe me ama,e sempre comigo passamos toda noite juntos pela cam até altas horas,ele nunca me deixa ficar só ele me liga,passa msg cada dia eu amando mais ele..estamos juntos a 7 meses..ele n veio ainda porqe sem grana,eu então decidi qe vou comprar as passagens dele,lá as coisas estão dificeis.._Ai está a duvida gente,será qe devo fazer isso..eu tbm n tenho muita grana,eu tava juntando p comprar minha moto ,pois tinha uma mas vendi p investir em uma loja qe tenho…Eu acredito qe ele me ama,e eu o amo muito…será qe devo?

  • linda disse:

    ola gente conheci um homem ele uma romântica nos falamos ja algum tempo eu to gostando dele sei que esta recente mas tenho muitas duvidas tenho medo tb sei ñ sou nem uma adolescente tenho 24 anos e ele 34. So que ele tao longem ele vive em outro pais e queria saber qual a forma de saber se ele e sincero comigo ele diz que esta apaixonado essas coisa me elogia eu sinto que e verdade mas tenho duvidas ainda…

  • Vilma Stallone Convê disse:

    É CLARO Q PODE DAR CERTO.

  • Malu disse:

    Oi gente .. eu estou namorando 4 meses a distancia , mais que a gente namora faz um ano e dois meses … eu tive que ir embora por causa da minha mae e do meu padrasto que arrumou um emprego melhor em outra cidade .Como eu sou de menor e não me sustento ainda tenho que ficar dependendo deles pra ver o meu namorado . Dinheiro não é problema pra gente ele sempre da um jeito de juntar dinheiro . O problema é o meu padrasto que nunca gostou muito de eu namorar e agora a minha mãe que não gosta da ideia de deixar eu ir pra casa dele sozinha . A única solução que eu tenho é que graças a Deus eu já to no terceiro ano , e já to procurando uma republica e quero fazer faculdade na cidade do meu namorado . Eu acho que namoro a distancia pode dar certo sim . eu conheço uma estoria que o homem foi pra espanha e ela ficou aq no Brasil . Eles ficaram dois anos só se falando pelo telefone e ele mandava todo mês o dinheiro pra ela construir a casa deles . Até Hoje eles estão casados . Acho que disatância não atrapalha amor nenhum , se não deu certo é pq ou as duas pessoas ou pelo menos uma delas não amaram ou amou o suficiente né ?!

  • Henrique Teixeira Dos Santos disse:

    Eu espero que eu tenha um final Feliz em Fevereiro pois irei conhecer alguém tem mexido muito comigo.

  • Lícia Mayra disse:

    E quando a ação que vai possibilitar o “felizes para sempre” demora em média uns 5 anos pra acontecer…? Estou me graduando. Ele também. Em cidades diferentes. Por questões financeiras e também por causa das oportunidades de trabalho, ele não pode sair da cidade dele. Por questões de oportunidades de estudo e por causa da minha dependência financeira a meus pais, também não posso largar tudo da cidade onde estou. Trabalhamos para juntar dinheiro, sermos independentes financeiramente e, finalmente, juntar as trouxas. Mas todo esse processo ainda vai levar um bom tempo…
    Mas estamos namorando há quase 2 anos e, mesmo enfrentando alguns problemas extras (como se os causados pela distância não fossem suficientes), não desistimos. Tentamos nos ver pelo menos duas vezes por mês, já que nossas cidades ficam a 5 horas de viagem uma da outra, mas nem sempre a disponibilidade financeira ajuda. A vontade mesmo é de se ver todo dia. Mas tenho esperança de que um dia voltaremos a estar juntos todos os dias, como era quando nos conhecemos *.*

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>