Home » Amor, Geral

Ah, o amor…

8 dezembro 2011 7 Comentários       Postado por Mayara Godoy

(suspiro)

Desde que nascemos, somos ensinados que o amor é lindo, sublime, sensacional, suporta tudo e blá blá blá Whiskas Sachê. Para nós, mulheres, a fantasia vai além: crescemos assistindo a filmes de princesas, nos quais elas encontram o príncipe encantado e são felizes para sempre.

Mas, na prática, a coisa não é assim, tão poética.

Lamento dizer, mas não existe amor incondicional (exceto o amor de mãe, é claro), nem mesmo eterno, se não for muito bem nutrido, diariamente.

Amor com amor se paga
Amor com amor se paga

Em outras palavras, significa dizer que temos, sempre, de cuidar do nosso amor, se quisermos que ele permaneça vivo até que a morte nos separe.

O amor, portanto, nada mais é que um conjunto de várias outras coisas. Compreensão, amizade, respeito, admiração, companheirismo, altruísmo, dedicação e mais uma imensa lista de substantivos abstratos, que, na prática, fazem toda a diferença.

Amor, meus caros, é o que faz com que ele suporte a TPM dela todo santo mês. É o que faz com que ela recolha, diariamente, os tênis dele da sala, sem ficar resmungando o tempo todo.

Amor é o que o faz compreender que ela precisa de mais sapatos, mesmo tendo os armários abarrotados. E é o que faz com que ela seja compreensiva quando ele não pode lhe dar atenção, porque precisa estudar.

Amor é o que faz com que ele tolere as crises de ciúme dela, e o que faz com que ela engula, por vezes, aquela amiga dele, da qual ela não vai com a cara.

Por amor, ela o libera de lavar a louça, mesmo sendo o dia dele. E também é por amor que ele aceita acompanhá-la a um show que detesta, só porque ela adora.

Amor é o que faz com que ela aceite que ele nunca vai aprender a abaixar a tampa do vaso. E é o que o faz aceitar mudar de lado na cama, só porque ela quer dormir no canto.

Amor é o que o encoraja a mudar todos os planos, só para vê-la bem. E é o que a faz derramar lágrimas só de pensar no quanto tem sorte por tê-lo ao seu lado.

O amor, portanto, não é fácil. Nem tudo são flores. É cheio de concessões e exceções.

Mas, no balanço de tudo, vale muito a pena. Talvez, seja a única coisa nesse mundo que valha a pena, no fim das contas.

Related Posts with Thumbnails
7 Comentários      Postado por Mayara Godoy
­
­

7 Comentários »

  • sincer@ disse:

    nossa, que texto babaca e machista. quer dizer que só a mulher tem ciúmes, é fútil, e só o homem quer estudar? e só a mulher se importa com a organização da casa? gente, século XXI, vocês precisam rever seus conceitos!

  • anonimo disse:

    achei bastante interessante a sua dissertação sobre o amor! É tudo isso e um pouco mais! Gostaria de agradecer ao DDC sobra as varias materias sobre relacionamentos, tenho lido muito ultimamente, pois estou passando por uma situação bem delicada, que requer muita paciencia e determinação. Muito obrigado mesmo e continuem assim!

  • Mayara (author) disse:

    Sincer@, pelo visto você não tem lido muito os textos do Diário de Casal ultimamente…
    O texto não tem nada de machista. É apenas uma reflexão sobre algumas situações cotidianas, algumas coisas comuns, pelas quais muitos casais passam.
    Mas, cada um interpreta como quer! Só não gostamos de falta de respeito, ok?
    Beijos.

  • Rafael R disse:

    sincer@, só aprovei seu comentário pra te convidar a ler mais artigos aqui, rever direitinho as palavras que você usou e se desculpar com a Mayara nesse espaço. Eu tenho certeza que entre todos que colabaram com idéias aqui nesse blog, ela é uma das que faz com mais brilhantismo e que tem as melhores idéias sobre relacionamentos, tanto que o marido dela é um cara de extrema sorte por tê-la com ele diariamente. Vai por mim, se você não entendeu você deveria MESMO reler com calma. ;)

  • Carlos disse:

    Quero parabenizar a autora deste excelente post e a agradecer: porque ler estas coisas são um acalento para quem ama mas cai dentro da roda viva, nas horas repetidas e na rotina.

    É necessário, mister, lembrar-se da importância do amor e de mantê-lo.

    Mais uma vez, obrigado!

  • Jacqueline Lisboa disse:

    Olá, primeiramente gostaria de parabenizar a autora, perfeitas as palavras para definir um pouco do que é esse sentimento louco que é o amor.
    AMEEEEI:P

  • Sr. Misterio disse:

    O post é excelente.
    Amar não é para qualquer um, é para aqueles que estão disposto a renunciar uma vida se for preciso.

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>