Home » Amigos, Histórias

“Amigas vs Relacionamentos – Escolha complicada”

11 julho 2011 4 Comentários       Postado por Ele / Ela

Por: Carol*

Sou uma garota – mulher né, já estou com 24 anos – mas acredito que não passei por muitas coisas na minha vida. Sou filha mais velha, sempre fui comportada e exemplo de filha, daquela nem saia para não contrariar o pai. Sempre fui daquelas meninas apaixonadas, me apaixonei pelo garoto mais bonito e o popular da escola. Ele era perfeito, não tinha como, todas as meninas eram apaixonadas por ele e eu era como naqueles filmes de comédia romântica (a gordinha, baixinha que não era nada vaidosa). Bom, eu fiquei durante uns 3 anos idealizando (naquela tempo eu tinha 12 anos) eu cheguei a fazer até trabalhos para ele, mas ele era simpático comigo -até hoje não sei se é porque ele era meu amigo e me via assim ou para conseguir cola na prova.

No final ele ficou até com a minha amiga e a boba, aqui, chorando. Meu primeiro beijo não foi nada romântico, foi presa num banheiro. Mas continuei tentando idealizar meu príncipe encantado. Meu primeiro namoradinho (que era aquele rolo que eu realmente era encantada) meu deixou e terminou comigo do nada e anos depois descobri porque, ele é Gay (só eu para não ver né!). Aí desisti por um tempo de encontrar meu príncipe e vi que na idade que eu estava 15 anos eu tinha que curtir a minha vida e ter boas amigas para sair e me divertir e foi oque eu fiz, não ia muito para balada devido meus pais não serem tão liberais, mas pude conhecer vários meninos, alguns se apaixonaram por mim e não foram correspondidos, fui maldosa, o que me arrependo. Afinal magoar e ferir o sentimento alheio é uma maldade sem precedentes.

Magoei alguns, outros me magoaram, isto é a lei da vida a partir do momento que nos relacionamos. Saí, conheci, fiquei, também não foram muitos, mas no terceiro ano do ensino médio, quase no final do ano minhas amigas falaram que tinha um garoto lindo e amigo delas que queriam me apresentar. No primeiro dia fiquei meio assim, mas fiquei com ele, achando que seria só mais um dos que conheci, fui atrás dele e liguei (hoje em dia eu acredito que procuraria ele), fomos saindo aos poucos, óbvio que as minhas amigas iam comigo, eu não sabia, mas ele não gostava nem um pouco das minhas amigas me acompanharem até que quando chegou a minha formatura e eu achava que era muito cedo para apresentar para os meus pais e não convidei ele, e isso foi a ponto final para ele.

Dias depois da minha festa, ele terminou comigo. Eu fiquei arrasada, chorei, sofri e muito e três dias depois ele começou o namoro com outra menina, que era a melhor amiga dele. Pronto, daí larguei mão de acreditar em amor e com a empolgação de início de faculdade, fui esquecendo e saindo com outro cara. Depois de um tempo voltei a falar com ele, e eu gostava dele. Resolvemos voltar ao nosso rolo, até que ele me intimou para apresentar para a família. Minhas amigas não queriam que eu namorasse, mas eu já estava namorando há 3 meses e minha decisão foi triste e digo que foi pior que términos de namoro: Terminar uma amizade de mais de 5 anos.

Sozinha

Até hoje acredito que há uma mágoa grande em mim que na qual não consigo confiar em amigas mulheres e nem em amizade, elas foram cruéis no pior momento da minha vida. Demorei para me erguer e com a ajudar do namorado consegui melhorar (não esquecer!). E o melhor quando dizem que a faculdade é a melhor época da sua vida, acreditem, estão realmente mentindo, os melhores anos são o ensino médio. A faculdade é uma disputa de quem é o melhor ou se dá bem, é a mini-sociedade que futuramente vai viver, não sei se escolhi a dedo (podre!) a universidade, porque me arrependi os 4 anos que estudei. O que as pessoas chamam de bullying eu sofri na faculdade (principalmente por uma colega exibicionista).

Eu sempre tímida e quieta, então era tortura psicológica pensar que ela ia me zuar na frente de todos (ela não perdia uma oportunidade e a palavra dela era lei), então finalizando, minha colação de grau parecia minha carta de alforria, minha liberdade de volta. Meu namoro não foi o conto de fadas que idealizei e muito menos imaginava, é um cara normal, me ajudou e muito foi amigo e companheiro na hora que mais precisei, teve brigas (claro!), separações (acho que bastante) mas meu gênio é super chato também! O mais difícil não é iniciar um namoro é cultivar esse amor sempre e saber o quanto você ama ela e ela saber que pode contar com você!

Estamos juntos há 5 anos juntos, nos formamos. Como a vida é um roteiro aberto agora estamos longe (mudamos de cidade devido a continuação dos estudos). Essa etapa de namoro a distância é um sofrimento para quem estava acostumada a ver seu namorado toda semana, mas nada que na minha vida não consegui superar. A única coisa que queria mudar é que hoje me transformei numa mulher tão fria em questão de amizades que me assusto quando há gentilezas e carinhos, não acredito nisso e muito menos amizade entre amigas e sim uma concorrência para quem passa a perna na outra e ver a desgraça alheia. E é isso que a minhas ex-amigas se transformaram para mim, monstros amaldiçoados a viverem sozinhas e invejando a felicidade alheia.

Quer participar do Diário de Casal? Descubra tudo o que precisa e envie seu relato hoje mesmo.

Related Posts with Thumbnails
4 Comentários      Postado por Ele / Ela
­
­

4 Comentários »

  • Carol disse:

    Olha eu te dou um pouco de razão quando a faculdade não se faz amigos.. é sim um querer “subir em cima do outro”. Durante o colégio tive amigas que me “trairam”, e ao contrário de você sempre fui muito “independente” saía, frequentava lugares, e tbm sou a mais velha.
    Mais com isso com a amizade foi muito dificil sim acreditar em alguém.. e principalmente aproximar o seu “homem” a elas. Hoje bem diferente passados alguns anos conheci amigas ÚNICAS, que me respeitamm, “o” respeitam, e eu confio plenamente. Pode demorar um pouco, a sensação é de que nunca “chegará” a pensar em poder confiar principalmente em “amiga – mulher” de novo, mais chega. Infelizmente minhas amigas por conta de faculdade moram longe mais isso nos torna cada vez mais próximas.. e acredite, o namoro a distância só aumentará o amor de vocês.
    atenciosamente uma pessoa que passou e passa por tudo isso =) COM MUITA FORÇA E CORAGEM.

  • Nadia disse:

    ola estou morando junto com meu namorado a quase 1 ano estou gravida de 4 meses tenho 21 anos e antes minha vida era so balada amigas noitadas etc… eu o conheci numa balada mas depois que decidimos morar juntos decidimos que algumaas ´´amizades´´ antigas teriam que ser deixada para traz eu que vivia cheia de amigas estranhei no comeco! mas hj como vou ter uma familia abri mao e nao me arrependo dessa nova faze na minha vida …sei que as AMIGAS que sao AMIGAS de verdade vao me apoiar por esta minha decisao e respeita meu namorado
    Bjuhhh

  • Patrícia disse:

    Carol (dona do post) eu sei bem o que você passou, mas comigo não foi na faculdade, passei pro amigas falsas no colegial (2ª ano) foi o pior ano da minha vida, a pior coisa é chegar na escola e ser chamada de diversas coisas, esse é o verdadeiro bullying, sorte as crianças de hoje!

    Até hoje não confio em amizade feminina, sempre passei por amigas que provocavam rapazes que estavam comigo, claro que é culpa dos rapazes que eu escolhia a dedo (podre) mas amiga que é amiga não faz isso!

    Hoje tenho meu namoro a distância também, e digo a você o amor de vocês só vai aumentar, a saudade que sentem vai ser boa para vocês, é muito difícil, mas quando existe o amor de ambas a partes o tempo voa e logo chega o dia de ficarem juntos! Boa sorte e tenha confiança em você e nele também!
    E é claro, não conto nada dos meus planos com as amizades (as poucas que tenho) afinal nao consigo confiar em mais nenhuma mulher (tirando minha mãe e minha irmã, é claro)

    Espero que nos duas possamos um dia ter uma linda amizade feminina como essas de filme, não é mesmo…

    Um abraço

  • Leitora disse:

    Oi Carol… nossa sei que é uma barra essas amizades falsas… passei por algo diferente, mas que tiveram as mesmas falsas amizades. Namoro à distância também, conheci meu namorado através de uma “amiga” da faculdade que era amiga dele há tempos, ela me apresentou a ele com o intuito de ser só mais uma na lista dele, só que nos apaixonamos e como ela era uma pessoa que saia comigo para as festas ( na minha época de solteira), quando viu que a coisa estava séria entre nós, ela fez questão de falar um monte de coisas pro meu namorado sobre quando eu era solteira, não contente começou a mentir para ele, me difamando, tive muitas brigas com meu namorado por causa disso, pois ela inventou coisas e o que eu vivi antes de conhecê-lo só diz respeito a mim, bom hoje não converso mais com ela, a evito de todas as formas, porém ela sempre acha um jeito de aparecer, por ela ter amigos em comum com meu namorado, as vezes eles se encontram nos lugares e ela faz questão de sair toda dada, eu peço pra ele cortar esse tipo de comportamento, mas é dificil pois uma vez piriguete, sempre piriguete, mas acredite ainda existem amigas boas por aí… Espero que você encontre as suas!!!!

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>