Home » Artigos

Amor x Carreira. A balança que a vida não equilibra.

20 janeiro 2011 10 Comentários       Postado por Diogo Batalha

Esse é provavelmente o post mais pessoal que eu já fiz para o Diário de Casal.

A verdade é que esse é até um tema difícil de se tratar por causa das muitas variáveis e pontos de vista, mas eu escolhi tratar do ponto de vista que rege e guia a vida da maioria das pessoas que não podem ter tudo: as escolhas.

É triste, mas elas existem e, na maioria das vezes, as mais importantes não são fáceis e geram consequências para qualquer um dos lados escolhidos.

Eu diria que uma das questões muito comuns quando se é um casal é tentar conciliar carreira e amor ao mesmo tempo. Se não é o ponto mais difícil de um relacionamento, é um dos mais difíceis.

Falo por exeperiência própria. Já contei aqui no DDC como conheci a minha guria (agora ex, talvez… quem sabe) e como precisei mudar de cidade para ficar mais perto dela, até ela conseguir mudar para Porto Alegre e vivermos felizes para sempre.

O problema é quando na sua profissão existe um grande polo de mercado, que fica na maior cidade do país. E aí calha de uma das maiores empresas do seu ramo, aquela que te inspirou a começar na profissão e única no Brasil a ser eleita quatro vezes a melhor do mundo na sua área, te chama para trabalhar lá. É aí que chegamos na encruzilhada: como proceder?

Se fosse olhar pela lógica, a lógica seria aceitar sem temer. Explico: imagine você, querido(a) leitor(a), como estará daqui a 15 anos. Você se imagina ainda trabalhando na sua profissão? E ainda se imaginando com a mesma pessoa ao seu lado?

Logicamente, é mais provável a primeira opção do que a segunda. Então seria como se, na prática, você já estivesse casado com a sua profissão, pois vai seguir com ela o resto da sua vida. Poderia até mesmo dar como exemplo os meus pais, que ficaram 18 anos juntos. Então, minha mãe decidiu se aposentar mais cedo para cuidar melhor dos filhos e, tempos depois, meu pai se separou dela e, hoje, ela ganha menos do que poderia estar ganhando se continuasse trabalhando.

Porém, o amor não tem lógica. Se tivesse, ninguém estaria junto. Ser um casal dá trabalho. É ter que estar sempre lá pelo outro é ter que aguentar muitas comissões de inquérito. Mas o sentimento de querer estar junto supera tudo isso.

Mas, voltando à empresa de quatro parágrafos atrás. Ela me chamou, e eu vim passar 3 meses em São Paulo com a ideia de fazer um bom currículo e voltar para Porto Alegre em um status melhor. Porém, eles me quiseram por mais tempo e ela já não tinha a certeza de ir morar em Porto Alegre. É aí que a porca torce o rabo.

Próxima escolha: (a) Ir e esperar?  (b) Ficar e esperar? (c) Esperar e decidir? Decidi ficar e esperar.

Bem, acontece que um relacionamento é uma via de mão dupla e quando algo muda, tudo muda. “A vida é assim. As escolhas que a gente faz definem o que a gente vai ter” – É o que ela me disse. Eu mudar para São Paulo deu mais dor de cabeça (principalmente para ela) que resoluções. Agora, se não for para ficar junto, no memso teto, não vamos ficar juntos de maneira nenhuma. Ela cansou. E eu compreendo.

Mas, já que usamos meus pais como exemplo, vamos pegar como exemplo os pais dela. Eles são casados desde os 18 e 19 anos, construiram uma família juntos (da qual nasceu uma filha loira linda, diga-se de passagem) mas hoje, vivem separados. Mas calma. Não se divorciaram. A mãe dela foi promovida a gerente numa agência de uma cidade vizinha, o que implica em que ela só volte para casa aos finais de semana.

Eu trocaria todos os dias da minha vida ao lado de outra garota para ficar apenas os finais de semana com ela. (da minha ex, não a mãe dela :p) Mas para ela, isso não é o bastante. O que é justo. Os pais dela passaram quase 25 anos juntos antes de terem se separado. Nós não passamos nenhum.

“Eu te amo, mas só amar não é o bastante.” Bem, hoje estamos separados. Ela ficou em primeiro lugar na Federal de Santa Maria, no interior do RS, o que inviabiliza bastante nossa situação.

Já o resultado do vestibular de Porto Alegre sai dia 24. O que nos deixaria a apenas um avião de distancia… nos finais de semana.

Talvez eu tenha sido egoísta. Eu cada vez penso mais que sim, mas não tenho certeza também. Namorar assim, sem poder ficar sempre perto fisicamente ou ter certeza de nada… É quase que efêmero.

Mas, três anos não são três dias. “Me ama o suficiente para entender que eu tô cansada de um relacionamento a distância?” – Ela me perguntou. É preciso amar muito uma pessoa para poder deixá-la ir… se ela quiser ir.

Sei que esse post ficou grande. Mas é um assunto tão complexo que não há como tratar em curtas linhas disléxicas. Esse é só um ponto de vista sobre como é a relação amor x carreira e as influências que elas podem ter.

Espero que essa experiência possa ajudar quem passe pela mesma situação. É uma escolha como várias outras. Mas de um lado você sempre vai perder e correr riscos.

Pra mim, acabou dessa forma. Ou não. Mas isso, quem vai dizer é o futuro. E logo em breve ele virá.

Na vida, não se pode ter tudo. É isso que faz dela uma máquina cruel. Isso é tudo o que eu tenho a dizer sobre isso.

(As tiras desse post são criações de Bá e Moon)

Related Posts with Thumbnails
10 Comentários      Postado por Diogo Batalha
­
­

10 Comentários »

  • Mayara Godoy disse:

    Diogo, primeiro eu queria te agradecer por escrever sua história para o Diário. Sei que deve ser uma situação dolorosa, e não é fácil expor assim a vida da gente.
    Mas sei que você fez por uma boa causa também, afinal, deve haver inúmeros casais na mesma situação.
    Isso é o que eu chamo de uma situação impossível. Ter de escolher entre duas coisas que você quer e ama muito.
    Não sei se você fez a escolha certa ou errada, afinal, não sei se existem escolhas certas ou erradas nessa vida. Talvez existam escolhas mais fáceis e escolhas mais difíceis, mas só a gente mesmo, depois de muito tempo, pode entender se, naquele momento, escolheu certo ou errado.
    De qualquer maneira, espero que tudo fique bem entre vocês, afinal, a gente percebe que vocês se amam muito.
    Sorte!

  • Rose Carreiro disse:

    Deu vontade de chorar. Eu mudei minha vida toda pra ficar com o meu noivo, e felizmente arrumei trabalho aqui rápido, estamos juntos há quase um ano (aqui, fora o namoro) e espero nunca ter de escolher entre ele e o trabalho.

    Força.

  • Luana disse:

    Difícil, gente… Muito difícil. As promessas no começo são muito lindas, o futuro parece promissor e a gente decide que quer o relacionamento mesmo assim. E depois? Aí, como vc disse no post, é uma via de mão dupla. Pode ser que dê certo, pode ser que não.
    Meu relacionamento também sofre com essa possibilidade de distância. Pra quem muda de cidade, a vida muda, são outros lugares, outras pessoas. Tudo mais reluzente do que antes.
    E quem fica? A vida continua a mesma, mas agora com um sofrimento a mais. Tudo bem menos reluzente.
    Mas não acredito que seja impossível. Acredito que seja um exercicio de confiança que vai dar frutos a vida toda.

    Espero que as coisas se ajeitem da melhor maneira pra vocês!
    =)

  • Diego Fávero disse:

    Putsss, situação complicadíssima, hein .. =(

  • tata disse:

    achei um pouco triste o post mas ,lembrei de algo que talvez possa ajudar…
    Li uma vez um livro chamado.
    “E o amor venceu”….
    o amor
    ainda acredito que o amor é o maior aliado.
    Ame-a de coração, demonstre por atitudes… ainda que de longe e Alguem lá em cima pode “mexer os pauzinhos”
    e nas situações complicadas da vida como nas fáceis, reze. entregar pra Alguem que é muito maior que o problema …e descanse.
    Que o amor vença na vida de cada um aqui…

  • Thaise Pregnolatto disse:

    Meu namorido também deixou tudo em BH e veio para SP por minha causa. A gente analisou e chegamos juntos à conclusão de que eu estava melhor colocada no mercado do que ele e que ele teria maiores chances aqui. Para o momento, acho que foi a escolha certa. Mas é difícil ver como ele sente falta dos amigos e da família. Por isso, é a minha vez de abrir mão: a primeira opção para feriados, natal, ano novo, festas é sempre LÁ. Não importa o que tenhamos por aqui, se der a gente voa para BH.

    No mundo de hoje, onde não existe mais um que trabalha e o outro que segue, fica difícil…vão haver momentos em que um vai precisar abrir mão de alguma coisa. Duas pessoas subindo na carreira e um relacionamento só às vezes é algo difícil de conciliar.

    Nosso combinado é de que vamos sempre ponderar juntos, as questões financeiras e as possibilidades de crescimento. E no meio tempo, vamos sim abrindo mão das coisas…ele de estar perto da família dele, eu do meu mestrado no exterior… Mas a vida é feita de escolhas o tempo todo, não? Às vezes a gente acha um ou outro jeitinho… a questão é querer achar.

    E o tempo ajeita tudinho para quem se ama. Não tenha dúvidas…

  • Jéssica disse:

    Muito comovente e real seu post. Sempre me faço essa pergunta, o que vale a pena na vida?
    Eu nao consigo me encontrar ainda na vida, carreira, amor…
    Mas desejo que tudo de certo pra vcs. Só posso dizer que tudo que é realmente nosso nunca se vai, so foi nao era nosso. E o “fim” nao é bem o termino de tudo é a oportunidade de um novo começo com mais experiências.
    Boa sorte pra vc!!!
    No fim tudo fica bem!

  • Juliane disse:

    sinceramente, voce não fez a escolha errada. e nem foi egoísta.
    acontece que a gente deixar de aproveitar nossas oportunidades por causa de alguém nem sempre dá bons resultados. se for pra ser amor, voces vao ficar juntos no futuro.

  • Vitor disse:

    Muita gente passando por isso hein?

  • Relacionamento x Carreira | Mulherzinhas disse:

    […] uma pessoa atualmente que pensa totalmente ao contrário do que ela acredita e tem como objetivo. O que fazer neste caso? Levar adiante o namoro, terminar ou manter mais no […]

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>