Home » Relacionamento

Comprometimento: Ajudar seu parceiro com sua “bagagem”

10 fevereiro 2011 4 Comentários       Postado por Rafael R

Em outras duas oportunidades, falamos por aqui sobre o passado dos parceiros e como isso pode influenciar no presente. Mas algo que pode ser tratado aqui é sobre outros tipos de “bagagem” que nossos parceiros carregam. Traumas, problemas, dívidas e tudo o mais que possa de fato mudar seu relacionamento atual. E hoje em dia, isso é mais comum do que deveria ser, provavelmente.

Eu sempre parto de um princípio básico: Se eu estou com alguém, eu estou até o fim. Não importa o tipo de problema, tudo fica mais fácil quando resolvido em conjunto. O ditado popular “duas cabeças pensam melhor do que uma” funciona perfeitamente aqui. Então, a questão que devemos responder seria “Será que meu parceiro/minha parceira está disposta a dividir seus problemas comigo?”. E, por mais estranho que pareça, isso implica num grau de comprometimento que, pra mim, ao menos, parece normal. E se por um lado existe um problema, por outro deve existir alguma solução para ele.

Um problema que vem se tornando comum, com o passar dos tempos e com a correria cada vez maior de nossos dias, é uma doença chamada depressão. Já ficou comprovado que é um problema médico que precisa ser tratado, então nem vou entrar nesse mérito. Mas eu acredito que quando você trata isso cercado de pessoas que gostam de você e te querem bem, a coisa pode simplesmente funcionar melhor. Vejam, estamos falando de pessoas queridas lidando com um problema que existe da melhor maneira possível. Nesse caso, a união definitivamente faz a força.

Bagagem de casal
A bagagem do seu ex nem sempre será bonita assim.

Poderiam também entrar nesse pacote outros tipos de problemas pré-existentes, como relacionamentos ruins com a família, possíveis dívidas, são tantos os casos que fica meio complicado enumerar todos… Mas algo que todos têm em comum é que, se são coisas que possuem uma solução em algum nível, deveriam ser mais fáceis de lidar quando sabemos que podemos contar com alguém. Tem coisas que não adianta você dar uma de herói, você talvez não consiga resolver sozinho/a.

Então, se você está preparada pra se comprometer com alguém, ponha em mente isso: problemas vão e vêm, todos temos alguns. Cabe a você saber que pode contar com alguém que estará ao seu lado nesse momento complicado. E se for o inverso, saiba que se você quer mesmo se comprometer com alguém, quer estar junto, talvez você precise de um pouco de coragem pra lidar com coisas que talvez você nem goste, mas que precisam ser resolvidas. Comprometimento, no final das contas, é isso.

E aí, pronto pra começar a buscar uma solução pra isso?

Todos temos problemas, uns mais, outros menos, uns maiores, outros menores… mas se tiver alguém do seu lado, aquela pessoa que você pode confiar, você vai conseguir resolver. E você, já teve algum problema atípico que acabou se resolvendo com o tempo? Seu parceiro/sua parceira entendeu, ajudou e esteve lá o tempo todo? Divida sua história conosco. Entre em contato e saiba como participar.

Related Posts with Thumbnails
4 Comentários      Postado por Rafael R
­
­

4 Comentários »

  • Bruno Agostinho disse:

    Nessas horas companheirismo e compreensão são fundamentais. Saber ouvir, conversar e apoiar.

  • Rose Carreiro disse:

    Concordo com o Bruno. E, bom, quando fiquei sabendo que meu tio lá em Petrópolis ia ser operado, só liguei pro Rogers e falei: acho que vou pra lá, tudo bem? Eu já sabia que a resposta seria sim.

  • diviane disse:

    BOM GOSTARIA DE ALGUMAS OPINIÕES.
    TENHO UM RELACIONAMENTO DE QUASE 20 ANOS,SEMPRE TIVEMOS PROBLEMA DE COMUNICAÇÃO,POIS ELE NÃO ADMITE OS ERROS.ENFIM ,NOSSA ULTIMA BRIGA AGORA CHEGOU A SER RIDICULA,MAS ACONTECEU ASSIM: ELE ESTAVA TROCANDO DE CARRO DE NOVO,E TINHA CONDIÇÃO DE PAGAR A DIFERENÇA EM DINHEIRO,COMENTEI QUE ERA MELHOR,PRA NÃO FINANCIAR PAGAR JUROS E COISA E TAL,MAS ELE FEZ O FINANCIAMENTO IGUAL E DISSE QUE NÃO QUERIA FICAR SEM DINHEIRO,ENTÃO PERGUNTEI,MAS QUANTO TU TEM DE DINHEIRO, A PRIMEIRA RESPOSTA FOI:”NÃO TE INTERESSA!” LOGO EM SEGUIDA DISSE QUE NÃO SABIA QUANTO TINHA,E FALOU EU ACHO QUE TANTO,OU TANTO…MAS EU SEI EXATAMENTE O QUANTO ELE TEM,E NA HORA ME IRRITEI E DISSE QUE MENTIU PRA MIM…TÔ CANSADA,MAS ACREDITO QUE UM CASAMENTO NÃO DEVE TER ESSE TIPO DE PROBLEMA.

  • Ana disse:

    Entendo isto tudo e concordo. Mas e se o problema for a falta de comprometimento do outro? Como é que nos podemos comprometer com alguém e ajudar essa pessoa quando o problema dele é exactamente a falta do comprometimento?

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>