Home » GLBT

Desencontros – Amigo ou conhecido?

15 junho 2011 5 Comentários       Postado por Ele / Ela

Por: Rodrigo Marchon

Conhecemo-nos numa tarde de primavera, dia 22 de outubro pra ser mais exato. Com um olhar ele me cativou, com um olhar ele me conquistou, e num simples oi me apaixonei. Dois anos se passaram, tantas coisas vivemos, tanta dor dividimos, tantos sorrisos compartilhamos… Como um irmão! Assim ele sempre me viu, como um amigo sempre me amou. Um dia me olhará diferente? A pergunta que me fiz durante algum tempo. Esperei, esperei o dia em que me amaria, me amaria em minha cama como seu homem, seu companheiro, seu cúmplice de todos os momentos…

Chorei, por ele, chorei e muito. O vazio me corrompeu a alma e foi difícil suportar. Não sei quanto tempo mais agüentaria tamanha dor pelo seu toque, o carinho que me queimava a pele, me arrepiava, me ascendia, me iluminava… As palavras servem pra expressar o que não consigo explicar, o que somente transparece quando meus olhos encontram os dele.

Minha alma toda noite, clamou, chamou tanto pelo calor da pele, pela maciez do toque… Quantas vezes precisei ouvir a voz ou apenas ler uma simples mensagem no celular. Estive esperando, não importava a circunstância.

“Meu amor será sempre seu.” Foram minhas palavras por muito tempo. Pedi a Deus que me mostrasse se esta era realmente a estrada que eu deveria seguir, queria a estrada que me levasse a ele ou a um caminho que me deixasse em lugar onde nunca o reencontrasse só assim teria a certeza de que acabou. A certeza de que poderia enterrar minhas esperanças. Esperanças de um dia ouvir dizer ‘EU TE AMO’…

Precisei de uma resposta, dele ou Divina (preciso descansar). A resposta veio, mas nem dele e nem Divina. Precisou entrar outra pessoa na jogada para eu acordar de um sonho/pesadelo que estava vivendo.

Nos encontros desencontrados entre dois homens o fardo é pesado demais, as decisões cada vez mais difíceis. Ter esperança? Uma esperança que está esvaindo por entre os dedos, escorrendo pelo corpo e sendo absorvida pela terra.

Amigo ou conhecido
A linha tênue que distancia o amigo e o torna um conhecido, manja?

“Acho que continuarei te amando por toda a eternidade!” Será? Bem, finalmente tomei a decisão mais difícil que poderia, depois de tanta dor, esperando que ele me olhasse diferente, a separação foi inevitável, não aceito por ele, lógico. Não acredito no quão forte estou sendo em resistir a atender os telefonemas, ou em não responder as mensagens.

Desejar-me um “Feliz dia dos Namorados”, quando eu não precisava lembrar que existia? Eu precisei e não estava lá, agora não precisa mais. No momento só tenho que esperar o tempo passar e ver o que vai me restar desse relacionamento. Uma amizade ou apenas um conhecido.

E é com esse texto que damos início a uma nova categoria de postagens, a GLBT. Bem vindo, Rodrigo, e lembre-se que as portas do DdC estão abertas para você. Caso queira fazer parte disso, saiba como participar e não deixe pra depois!

Related Posts with Thumbnails
5 Comentários      Postado por Ele / Ela
­
­

5 Comentários »

  • Camilla disse:

    Bom Ddc, só posso dizer que “demorô”!!!
    Essa história me fez lembrar a da Femina Daza e Florentino Ariza em o Amor nos Tempos do Cólera. Esse tipo de amor demais, amor eterno e não correspondido, não faz bem…Como o coração tem razões que a própria razão desconhece, é bom vc saber, Rodrigo, que vc ainda vai sofrer, mas cada dia menos, até o dia em que não vai mais. A primeira etapa já foi passada, que é dar um basta nas súplicas. Depois, o tempo vira nosso companheiro. Mas se permita chorar quando quiser, rir quando quiser e, principalmente, ser feliz! Se não deu esse, outro dá. There are so many special people in the world!

  • Penelope disse:

    Por mais que isso pareca banal, já que as pessoas sempre falam, o tempo realmente melhora as coisas. Apagar não vai, mas com certeza ameniza e você fica pronto para seguir em frente. Mas para isso, você precisa ter força e acreditar que existe alguém que vai te fazer muito feliz te esperando.

  • Juliana Salles disse:

    A Camilla lembrou muito bem do amor entre Femina Daza e Florentino Ariza em o Amor nos Tempos do Cólera. Amor este recheado de desencontros para ficarem juntos muitos anos depois.
    É ficção, eu sei, mas histórias de amor acontecem o tempo todo e gosto de pensar que se aquela pessoa é pra gente, não importa o tempo que passe que ela vai voltar, vai reaparecer e o amor finalmente vai acontecer…pode não ter acontecido antes por não ser a hora certa…
    Acredito que o tempo cure as feridas, que as vezes deixam cicatrizes…mas tempo ainda é o melhor remédio…as vezes só ameniza…mas colocar um terceiro na história é arriscado e pode-se magoar alguém especial…
    Rodrigo, desejo a você muita felicidade e forças para superar esse amor!!

    Parabéns equipe do DdC!!

    Beijos

  • Rodrigo disse:

    Obrigado Rafael, pode deixar que já estou me sentindo em casa. Meninas obrigado pela força.

  • Renata Lino disse:

    Equipe do DdC e Rafa, parabéns por começar as postagens desta categoria, nem todos os blogs e sites teriam essa coragem e abertura. <3

    Rodrigo, amo você querido! Você mora no meu coração e tudo vai passar, você sabe disso. Parabéns por descrever tão bem seus sentimentos, sempre falei e repito aqui, você tem um talento incrível e tem um grande e linda jornada pela frente. Já disse pra você e repito aqui, você é lindo e apaixonante e não só eu verei isso a partir de agora.

    Quanto ao tema do texto, torço pra que você supere todos esses sentimentos, ou não. Já te disse que ainda é cedo pra dar veredictos neste caso, ainda tem muita água pra passar debaixo dessa ponte, afinal: "a distância traz prestígio", vamos ver se ele não te surpreende e você acaba sem ter coragem de dizer não. Tudo é possível.

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>