Home » Especial

Espaço do leitor: estou desconfiado de minha noiva. O que fazer?

21 janeiro 2011 4 Comentários       Postado por Mayara Godoy

Este será um post diferente. Vamos publicar aqui a história de um leitor, que nos escreveu pedindo ajuda. Mas, pensamos que, como uma forma de aconselhar mais uma alma apaixonada, o ideal seria responder por partes.

* Os nomes dos personagens foram trocados, para manter a privacidade dos envolvidos.

Eu morava em Fortaleza e tinha 18 anos quando comecei a trabalhar com telemarketing. Depois de um ano na empresa, com o vaivém de funcionários, eu conheci a Michelle*, uma menina que me chamou muito a atenção. Já que não tinha nada a perder, fui ao encontro dela para conhecê-la melhor. Namoramos um ano, até ficarmos noivos. Aí você me pergunta: tão rápido e já noivou? E eu respondo: o amor muda nossas vidas.

Até aí, tudo relativamente bem, não fosse a pouca idade do Jefferson*. Particularmente, acho que aos 18 anos ainda não temos a maturidade e a vivência necessária para saber o que queremos para o resto de nossas vidas – e nisso se inclui um casamento.

Foi nessa mudança que tudo aconteceu. Depois de seis meses noivos, aconteceu o inesperado… Em uma noite de sexta-feira, eu estava em casa e ela (eu supunha), na casa dela, conforme ela havia me falado. Eis que, depois das 22h, meu pai me liga, me perguntando onde eu estava e se eu não iria me encontrar com a Michelle*. Eu respondi que não, que ela estava em casa e não queria sair. Foi quando meu pai respirou fundo e me contou que a estava vendo beijando outro – e complementou que essa não era a primeira vez que ela ia ao restaurante do meu pai com o tal cara.

Essa parte da história eu achei realmente inusitada. A guria foi ao restaurante do pai do namorado com o outro? Realmente, além de mau caráter, ela é bem sem noção… Mas, beleza, vamos lá:

Meu pai tirou fotos com o celular dele e me chamou para ir lá ver a cena pessoalmente. Chegando lá, dei de cara, realmente, com ela beijando o outro. Brigamos, discutimos e terminamos. Depois de tudo, ela veio me pedir perdão, mas eu não aceitei. Afinal, não poderia ficar com alguém que traiu minha confiança.

Concordo. Agiu bem em não voltar atrás na decisão.

Mas isso é passado. Hoje estou com 22 anos e conheci a Rosane*, uma menina de Curitiba que, por acaso, conheci na internet. Nos falamos por cinco meses, até eu decidir ir morar com ela.

Que a internet realmente é uma ferramenta muito eficaz para conhecermos novas pessoas, eu concordo. E não são poucos os casos de pessoas que se apaixonam pela internet. Porém, esse “conhecer” a pessoa fica muito na superficialidade. Somente uma convivência de perto nos mostra realmente quem a pessoa é. Então, talvez fosse o caso de ter alguns encontros, passar algum tempo juntos, antes de dar esse passo tão importante de morar juntos.

Hoje estamos juntos. Eu saí de Fortaleza para ficar com ela. Larguei tudo para trás. Vou me casar com ela no dia 3 de fevereiro. Mas, de um tempo para cá, não consigo confiar nela. Não sei o motivo, mas tento superar o máximo possível essas dúvidas. Ela falou que, se eu continuar com essa desconfiança, ela não se casa comigo. Estou sem rumo algum. Eu a amo, e ela também me ama. Mas está difícil.

Bem, aí nós poderemos analisar essa situação de diferentes ângulos. Primeiro: é normal a gente ficar um pouco traumatizado e perder a fé nas pessoas depois de sermos traídos. Porém, temos que analisar que, assim como existem pessoas desleais, existem outras dignas de confiança, e não podemos julgar uma pelos erros das outras.

O segundo ponto que quero colocar em pauta para os nossos leitores nos ajudarem aqui é a precipitação: como eu já comentei brevemente acima, será que com cinco meses de conversas apenas virtuais você conhece realmente a pessoa?

Agora, o que você tem que parar para pensar muito friamente – pense como se você estivesse do lado de fora da relação – e se a sua desconfiança tem fundamento ou se você está se deixando levar por outros fatores, como a insegurança e a ansiedade com o casamento tão próximo, ou pelas experiências ruins anteriores. Se, realmente, a sua noiva tem atitudes suspeitas – veja bem, se você tem reais motivos para achar que ela não está sendo fiel com você -, aí talvez seja o caso de repensar o casamento. Mas se isso for só neura da sua cabeça, observe que você pode estar pondo tudo a perder, pode estar desperdiçando a chance e o amor da sua vida, por uma fraqueza só sua.

Porque, só para finalizar, eu não vejo como um relacionamento pode dar certo sem confiança. Se for para viver na suspeita, não ter paz, então é melhor nem manter uma relação.

E agora eu aproveito para convidar os demais leitores a ajudar nosso amigo Jefferson*. O que vocês acham dessa história toda? Como ele pode fazer para superar essa desconfiança e ter um relacionamento mais tranquilo? Opine!

Related Posts with Thumbnails
4 Comentários      Postado por Mayara Godoy
­
­

4 Comentários »

  • Diego Fávero disse:

    se ela está disposta a casar, é algo bem confiável. Se ele não quisesse isso pra vida dela, pararia agora, antes do casamento.

  • silvana disse:

    Acho exatamente oq já foi dito, ele não pode generalizar as coisas e pessoas,cada um tem sua maneira de ser e agir, é como ter medo da chuva, ela sempre existirá, porém devemos trabalhar isso em nós prá que possamos viver e conviver melhor com as coisas da vida.
    Com relação à traição realmente não é legal, mas ninguém sabe o dia de amanhã e principalmente os motivos que levam uma pessoa a tomar essa atitude.

  • Lucas Sales disse:

    Ela jah fez algo que traice sua confiança??? jah te deu motivos para vc não confiar nela??? Se a resposta for “não” para as duas perguntar você não tem com o que se preocupar no agora… não podemos saber nossos futuros e soh podemos aguarda-lo…

    Minha opinião… Boa sorte…

  • Thaise Pregnolatto disse:

    Casamento sem confiança? Sei não…

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>