Home » Coisas dele, Relacionamento

“Eu enjoo das pessoas…”

22 agosto 2011 39 Comentários       Postado por Ele / Ela

Por: Max*

Eu não vou perder tempo falando meu nome, porque vai ser um nome fictício, uma vez que quero preservar minha identidade. Mas podem me chamar de Max. Sempre achei Max um nome bacana. Enfim. Meu nome é – suponhamos – Max, e eu enjôo das pessoas. Todo mundo já ouviu falar nisso, em gente que enjoa das pessoas, mas ninguém admite. Até dez minutos atrás eu também não admitia. Por isso estou aqui, pra desmitificar isso, e pra tentar mostrar que quem sofre disso não é nenhum monstro sem coração, como eu não o sou.

Pra começar quero esclarecer alguns pontos: não vou dizer minha profissão para continuar anônimo, mas já adiando que não odeio meu trabalho, não tenho frustrações profissionais para descontar em ninguém. Muito pelo contrário. E nem “uso” as pessoas e depois enjôo. Vou começar do começo. Eu sou um sujeito muito intenso, romântico e carinhoso. Um cara quase normal. No começo da minha vida amorosa, essa “intensidade” durava por muito tempo, praticamente durante todo o tempo dos nossos relacionamentos. Com o tempo, pela primeira vez “o amor acabou”, e terminei um relacionamento. O meu segundo. Depois de um ano e pouco. A partir daí, terminei os outros três depois desse, cada vez com menos tempo. Sempre achando que o amor acabou, o que há de se fazer?

Caminhando sozinho
“A estrada continua e eu sigo sozinho, as vezes…”

Mas deixem eu me defender: eu não enjôo simplesmente. O que acontece é que a convivência com os defeitos da pessoa vão “minando” o que eu sinto, até que um dia eu não amo mais, logo, não há mais como suportar aquele relacionamento. Ouvindo parece horrível, mas não é voluntário. E antes que me apedrejem, é claro que eu tenho defeitos – muitos, até. Mas eu não controlo isso. Pequenas coisas vão virando uma bomba atômica. E isso afeta tudo: o tesão acaba, o amor acaba, até o carinho vai diminuindo.

Mas por que eu estou falando isso? Não sei. Na verdade pra que pessoas como eu assumam este problema e ou procurem ajuda ou tentem resolver sozinhos. Para a gente é simples, entre aspas. Mas as pessoas se magoam. As pessoas, ao contrário de mim, não deixaram de amar. E para elas não é tão simples deixar de amar. E o que resta a nós? Tentar encontrar alguém de quem nós não enjoemos e arriscar a felicidade dessa pessoa? Tentar ajustar durante o relacionamento? Sinceramente, não sei.

Eu só tive um relacionamento que eu não enjoei, mas terminei porque ela era ciumenta. Grande coisa, como se eu não fosse. E hoje me arrependo redondamente disso. Hoje vejo que ela era uma namorada ótima, atenciosa, fiel, carinhosa, companheira. Tinha tudo o que eu queria em uma namorada. Mas de que isso adianta se a única coisa que a minha imbecilidade me permitia ver era que ela era ciumenta? Espero que ainda haja tempo de remediar isso, e espero que você, que também sofre disso, tente mudar. Evita magoar as pessoas e evita que você fique que nem um idiota arrependido choramingando na sala da sua analista. E nem adianta dar em cima dela porque ela é gostosa, provavelmente você vai enjoar dela também se não se cuidar. É isso. Abraços e respostas são bem-vindos.

Quer participar do Diário de Casal e contar a sua história para o mundo? Não deixe para depois, descubra como fazer parte disso e divida sua história por aqui.

Related Posts with Thumbnails
39 Comentários      Postado por Ele / Ela
­
­

39 Comentários »

  • heidi disse:

    Olha, interessante isso.E imagino que isso acontece muito hoje em dia, alias, muitíssimo como diz a mulher do prefeito…rsss…só posso entender, que na verdade, vc enjoa pq elas não são aquela que vc terminou por ciume.E isso abre meus olhos…amar é complicado demais, e deixar de amar, pior ainda.Boa sorte!!!!

  • vanessa disse:

    Pareceu uma coisa difícil até eu ler “Eu só tive um relacionamento que eu não enjoei, mas terminei porque ela era ciumenta. Grande coisa, como se eu não fosse. E hoje me arrependo redondamente disso. Hoje vejo que ela era uma namorada ótima, atenciosa, fiel, carinhosa, companheira. Tinha tudo o que eu queria em uma namorada. …”
    Não é que você enjoa das pessoas, é que elas não são quem você não esqueceu.
    Reforço o que a Heidi disse “amar é complicado demais, e deixar de amar, pior ainda”

  • Cris disse:

    Devo confessar que também sou assim! Já tive 7 namorados, e todos não deram certo pelos mesmos motivos citados no seu texto!

    Abraços!

  • Andressa disse:

    Eu enjoo das pessoas. E é realmente horrível >< A gente fica bem, mas a outra pessoa sempre sai muito machucada :/ Terrível começar um novo relacionamento sempre pensando nisso…

  • @natacha_o disse:

    Bem-vindo ao clube, amigo.

    Acho que não é enjoar das pessoas. Um relacionamento não deve ser um fardo. Eu não acredito que amor seja sacrifício. Você é o normal, anormais são as pessoas que veem que o amor acabou, que o carinho acabou, e continuam tentando. Relacionamento não se tenta, relacionamento acontece e é sempre uma via de mão-dupla.

    Se o seu coração diz a você mesmo que os defeitos de uma pessoa X não são suportáveis pra você, então eles não são mesmo, e o que você tem a fazer é seguir o seu coração. Egoísta? Não. Realista.

    Quando você encontrar uma pessoa que realmente for parceira, que divida os detalhezinhos bobos e importantes pra você e pra ela, as coisas vão acontecer naturalmente. Você não está aí pra se forçar em um relacionamento que não dá certo. Fique feliz, porque se você enjoa das pessoas, pelo menos você é aberto a novos relacionamentos. E aquelas pessoas que nem sequer se apaixonam?

    Então, aceite-se como você é. (E eu juro que tudo o que eu falei aqui terá de servir como um conselho pra mim mesma, porque eu me identifico muito com isso e preciso aprender a me aceitar)

    Beijos ;)

  • Ingrid disse:

    Eu também era assim, até descobrir que eu tinha TDAH, sendo este um dos possíveis sintomas.
    Depois que comecei a me tratar, esse aspecto melhorou muito!

  • Juliane disse:

    Tbm sou assim, mas não defino “enjoar”. Como já citado aqui, o problema é que vc não achou A pessoa.

    eu já citei em alguns posts, que tive um relacionamento de 6 anos, ficamos algum tempo separados entre idas e vindas, faz três anos que estamos longe, BrasilxPortugal, e durante o tempo longe, tentei alguns relacionamentos, mas eu “enjoava” logo logo da pessoa, coisa de um mês.

    Mas o fato e que agente tem uma pessoa no coração, e a reproduz nas outras, e como ninguém é igual, vem este sentimento de não querer mais.

    Eu pelo menos, não deixei ninguém se aproximar por muito tempo, tinha me fechado para qualquer tipo de aproximação tentando preservar o sentimento.

    Mas isso não fez que ele continuasse gostando de mim, como diz a música “quase dez anos depois, eu consigo entender que tinha que continuar fosse com ou sem você”. Hoje, faz algumas semanas que ele casou por lá…e eu vou ter que dar um jeito de sumir com esse sentimento que tanto tentei preservar….bem feito pra mim.

    Mas é isso aí..é questão de encontrar a pessoa certa, e deixa-la se aproximar, dê uma chance as pessoas que chegam a té você.

    Para viver o presente, é preciso deixar de viver o passado!

    =]

  • David disse:

    As vezes você entra com toda a vontade do mundo em um relacionamento, e percebe que com o passar do tempo se entregou de mais e não obteve a mesma resposta, acaba exagerando e vendo muitos erros na companheira, qualquer detalhe é motivo de raiva e com o tempo o carinho acaba, você parte para outro relacionamento já lembrando do primeiro, se entrega menos, tenta não cometer os mesmos erros e quando menos percebe, vê que não consegue amar novamente, por medo ou por que simplesmente ja se machucou uma vez, mas não amando acaba ferindo os sentimentos de quem estava contigo e assim a situação fica pior, dai pra frente se começa a evitar se relacionar com alguem pelo simples fato de ter medo de que alguem se apaixone e não se apaixonar e deixar mais uma pessoa sofrendo de amores… É muito compicado isso…

  • @natacha_o disse:

    Ingrid,

    também tenho TDAH. Que coisa, é sintoma também? Essa é nova pra mim. Mais um esclarecimento.

    Mas quando eu fui fazer o tratamento (com Concerta), fiquei depressiva, apática, e passei mal um dia (cheguei a ter uma convulsão). Fugi do médico.

    Então concluí que prefiro ser uma distraída/esquecida/enjoada feliz do que uma focada/atenta/estável triste, só pra estar de acordo com os padrões da normalidade social.

  • Gabi disse:

    Eu enjoo não só das pessoas, mas de tudo… Trabalho, amigos, nada me interessa durante muito tempo. É f@*&…

  • Julia disse:

    Oi, o meu nome é Julia e eu enjoo das pessoas.
    Sou totalmente conformada com isso. Começo um romance sabendo que ele vai terminar. Ele termina, eu passo um tempo solteira e começo outro. É, um círculo vicioso.
    Acontece o mesmo com amigos. Só existe uma pessoa – além da minha mãe – que tem se mantido na minha vida por mais de 2 anos. Só Deus sabe o motivo.
    Os outros dizem que sou cruel, finjo que não escuto e saio sorrindo.
    Eu nasci assim, é meu jeito e não nego de forma alguma. Oi, eu enjoo das pessoas.

  • Gaby disse:

    Eu também era assim.
    Tive diversos namoros, a maioria acabava com um, dois meses.
    Como você, ia descobrindo os defeitinhos da pessoa até que chegava num ponto que não dava mais rs. Teve um que durou mais tempo, mais de dois anos, mas já tinha enjoado com um ano e tava empurrando com a barriga o que eu sabia que ia ter um fim =/
    Enfim, as coisas mudaram quando conheci meu atual namorado.
    O que mudou? Por que com ele é diferente?
    Penso que quando vc conhece uma pessoa que é parecida com vc (em valores) e ao mesmo tempo é diferente, de modo que ela sempre te surpreende, não tem jeito de enjoar! Conta também a questão da admiração, se não houver admiração (além da beleza) não tem como durar. É bom estar com alguém de quem vc se orgulha.
    E quando a pessoa age como vc gostaria (sem cobranças, crises de ciúme, não gruda, não liga demais, continua com a própria vida) aí fechou!
    Talvez eu tenha dado sorte, estou muito feliz, já há quase dois anos. Espero o mesmo pra vocês que são assim como eu era…

    PS: A minha própria família e amigos nunca botavam fé quando eu começava um novo namoro por causa do meu problema de sempre ‘enjoar”, vcs devem passar por isso tb né?!

  • Laís disse:

    Olá eu sofro muito com isso até hoje. Amei muito duas pessoas e do dia pra noite, simplesmente do nada eu parei de sentir e aquele vazio tomou conta de mim, e me deixou numa tristeza tão grande. É como se eu não fosse dona de mim mesma, como se eu fosse um fantoche e alguém estivesse decidindo as coisas por mim e tirando de mim as melhores sensações, é triste demais. O tempo passou e esse vazio estava cada vez maior, então resolvi procurar uma psicóloga que me encaminhou a um psiquiatra. Pois bem, algo foi diagnosticado, descobri que tenho transtorno de personalidade, e que todos os sintomas e principalmente esse vazio fazem parte disso. Tomo remédios e faço terapia e não me arrependo nenhum pouco, estou cada dia melhor, mas confesso que tenho muitos fantasmas ainda em minha mente. Tenho paz, mas tenho medo de amar, tenho medo de me envolver e magoar os outros… Essa realmente nunca foi minha intensão. Mas não me conformo em ter que tomar remédios pra vida toda, eu quero a CURA e vou persistir até encontrar e hoje creio que tenho muita fé de que nada é por acaso, através de tudo isso escolhi uma profissão ( psicologia) e quero muito poder ajudar as pessoas. Fique bem, as coisas passam e o sol torna a nascer pra todos.

  • Isabelle disse:

    Olá
    Meu nome é Bele, e eu enjôo das pessoas.

    rsrsrsrs…
    Se não fosse trágico seria engraçado.

    Sou exatamente sem tirar nem por igualzinho ao “MAX”. E sofro muito muito com isso, porque os meus namorados são muitas vezes perfeitos e eu tenho que terminar porque não consigo nem ouvir a voz mais, de uma hora para outra.

    Não sou mais novinha e queria muito construir uma familia!!!Mas desse jeito não vai dar né!!!
    Max, se você descobrir algo que te ajude me fala por favor. Preciso de ajuda!!

  • Stephany Cristina disse:

    as vezes fico me perguntando porque enjoo tão rapido das pessoas mais eu tenho coração

  • Maria Eduarda Barradas disse:

    Alguns testemunhos são iguais aos meus! Nunca encontrei ninguém que se sentisse como eu nos relacionamentos, é horrível! Acho que é recorrente, e começa-se a pensar que vai dar nisso. E a outra pessoa que sofre? E o sofrimento em que eu fico por não querer aceitar a situação? masó esforço para estar com a pessoa torna-se insuportável, e depois não resta mais que acabar, mesmo sem querer.
    Ainda alguém diz alguma coisa sobre o assunto?

  • M João Dias disse:

    Bem, nem te atrevas a enjoar um relacionamento de amizade, levas na cara, mts BEIJOSSSSSSSSS

  • Maria Eduarda Barradas disse:

    "És de olhão"

  • M João Dias disse:

    Maria Eduarda Barradas, Gosto é de ti miuda. Sou do Olhão e jogo no Boavista

  • Samuel Sales disse:

    mesma situacao… se alguem puder nos ajudar…

  • Juliana Veronese disse:

    =/

  • Geise disse:

    Olá…gente! to como mesmo problema…aliás sempre o tive. E sempre achei q foc a unica…q bom nao ser uma aberraçao.rs
    Galera..é froid isso…agente sofre d+ achamos q mundo vai akbar porq agnt nunk acerta com ninguem…pod ser a pssoa mais perfeita pra vc..mas vc enjoa…é complikdérrimo. A unica pssoa q nunk enjoei foi meu ex namorado de 5 anos…q tive de terminar porq sabia q só iria continuar sofrer…porq ele nao estava muito aí pro relacionamento e nao conseguia conciliar os problemas com o nosso namoro….foi muito terrivel nosso termino para mim…e até hj só enjoo das outras pssoas 2 meses 3 no maximo é o prazo…se alguem tiver o remedio pra isso..por favor..me avisem..rss Boa sorte pra vcs! bjao

  • Aguiar disse:

    Acho que vc idealiza as pessoas como perfeitas, mas elas não são. temos que ser realistas

  • Pam Gonçalves disse:

    Sinto o mesmo…me acho tao insenssivel….mas nao e por mal…sinta se abracado

  • Pam Gonçalves disse:

    infeliz com meu erro de portugues

  • Pietra disse:

    Mesma situação…. o que tem feito para melhorar?

  • Marcos Geraldo disse:

    adsfda

  • Rozária Oliveira disse:

    Eu tb sofro disso…e o pior que enjoo de tal forma que a voz me irrita…faço de td para pessoa não perceber…

  • igor Adviser disse:

    ” enjoar com facilidade ”
    mas se envolver com alguém requer cuidado
    pois não é legal ferir os sentimentos de alguém
    mas é difícil realmente criar um vinculo
    por vários fatores
    como muitos ai já sitaram vários casos…

    bom você tem não um problemas mas sim uma dificuldade apenas
    diríamos que um medo talvez
    mas para saber teria que analisar mais o seu caso o os demais …
    para saber com exatidão.

    mas a principio tente antes de começar qualquer que seja o relacionamento que você queria entrar converse saiba que não há o que não seja resolvido por dialogo.
    antes de tentar se relacionar-se conte a o parceiro(a) o modo como você lida com as pessoas veja se é um problema pra ele ou ela.

    crie uma relação não muito afetiva mas mais como uma amizade bem forte pois assim se terminar ambos sairão ilesos e ainda por cima amigos.

    de alguma forma você tem de conhecer as pessoas sem que as prejudique pela sua dificuldade de aceitação quando achar um parceiro (a) que não se sinta desconfortável o relacionamento fluirá naturalmente.

    =)

    IgorAdviser.

  • Dan disse:

    O texto é bem fraco.Bom mesmo, é o título.

  • Sem Nome disse:

    Cara isso é uam droga me identifiquei com tudo o que você falou, não consigo ficar muito tempo em relacionamentos e até com amigos depois de um certo tempo não me interresa ficar perto, isso é terrivel agora mesmo eu tô escrevendo aqui, todo triste, se ao memos eu pudesse mudar isso eu iria tentar mais é fardo muito pesado, e o pior é que eu no começo gosto muitooo das pessoas, depois fico ausente, e eu percebo na cara delas que estão magoadas, agora estou com meu coração rasgado, abatido. E o único lado bom de tudo isso é a facilidade que eu tenho de me realacionar com novas pessoas pego amizade fácil quando quero e sempre me apresento bem humorado pq eu realmento sou. Eu queria conhecer mais pessoas como eu e conversar sobre isso com elas, é claro que as pessoas “normais” não sabem disso, mais me parece que isso acontece com poucas pessoas eu realmente pouca gente fala sobre isso. POr isso não me sinto magoado quando uma pessoa snão quer falar comigo pq eu tb sou assim. Obs: Se você que esta lendo me conhecese iria gostar muito de mim, com toda certeza absoluta, é claro sem ter lido sobre mim.
    Que Deus nos ajude a MUDAR, porque é complicado demais pra quem sofre disso.

  • Bruna disse:

    eu enjoo muito rapido das pessoas, ate mesmo antes de efetivamente ficar com elas, perceebo 1 defeitozinho e o torno gigante, eh terrivel. Ja namorei muito, e exceto 2, todos duram no maximo 3 meses…

    acho que dou mais valor para os defeitos do que para a pessoa, e perco o interesse total de uma hora para outra…

  • Vania Bonfim disse:

    Meu Deus achei que era so eu que sentia isso… lii esse depoimento aii, e tem tudo haver comigo, mas gente seriio, eu preciso de ajuda eu nao consigo gostar de ninguem, como me tratar disso??? me ajudem por favor, se nao vou acabar sozinha na vida…

  • Cesar disse:

    Não só me sinto assim como estou passando por isso… EU corro atras da pessoa que eu quero, sou romantico, faço tudo certinho, mas a “realidade” é dificil de ser suportada, a voz me irrita, o jeito e aos poucos aquilo que era uma névoa de possivel amor se dissipa e vejo defeitos os quais não consigo suportar, eles sempre estiveram ali, mas parecem ficar mais evidentes com o tempo. O que fazer? QUeria simplesmente me apaixonar, namorar, noivar me casar e ter uma familia, como a maioria das pessoas que eu conheço, mas por que não consigo? ME vi na sua historia, mas não tive nem deixei ninguem e tambem não amo ninguem… é triste, é confuso, é inevitavel?

  • Mariana Bulhão disse:

    Vou me expor colocar meu nome verdadeiro, porque há muito tempo procuro a cura pro que sinto; Eu já casei, mas até do meu ex eu enjoei, no fim, o nosso casamento era um fardo pra mim; Tudo era motivo pra brigar querer terminar e ficar só; Desde que nos separamos, já namorei várias vezes, mas sempre tenho ânsia de ficar sozinha, é engraçado, que eu sumo por dias; To namorando, num começo brilhantes sempre acho que estou apaixonada, mas dias depois quero sumir, não quero receber ligações, nem mensagens, nem cobranças; Sou muito racional, não sofro quando um relacionamento termina, pra falar a verdade, eu não to nem aí; Saio e entro em novos relacionamentos com tamanha facilidade. Consigo ter amigos duradouros, porque uso sempre a mesma tatica, quando estou enjoando deles, me afasto.. Tempos depois eu volto. Preciso sempre trabalhar com coisas dinamicas, não consigo permanecer no mesmo lugar durante muito tempo, me irrita, preciso de rotinas diferentes, lugares diferentes, amo mudar de cidade, mas o engraçado, meu maior refúgio é a minha companhia. Também tenho uma facilidade enorme, de fazer novas amizades e de conquistar o que quero, ou quem eu quero, tenho um poder de conquista muito grande; Mas acho que gosto mais de ficar comigo, do que estar com qualquer pessoa. Eu preciso de cura, preciso aprender a amar, a racionalizar menos as coisas, preciso aprender a gostar de alguém, a querer estar com alguém de verdade, sem enjoar dessa pessoa, preciso parar de magoar os outros, porque é só isso que sei fazer. Tenho ciência que o problema dos meus últimos relacionamento de namoro, fui eu… Se alguém aí quiser me achar nas redes sociais, e conversar, estou aberta, preciso de ajuda!

  • Monah disse:

    Eu tamb;em enjôo, mas te todo mundo. Vou aproveitar para desenvolver o tema no meu blog. Obrigada pela inspiração.

  • A. M Diniz disse:

    Olá Amigos, sou o Allan, estou aqui para compartilhar com vocês o debate sobre este problema desagradável que nos deixa com uma sensação de incerteza sobre o nosso futuro. Percebi que possuo o mesmo problema, pois estou com 35 anos de idade, nunca tive dificuldades para arrumar uma namorada e sim para manter o relacionamento. Acho que a coisa vai muito mais além de encontrar a pessoa “certa”! É algo interno, da própria natureza humana, do próprio instinto humano.Podemos encontrar a pessoa que acreditamos que é certa e durante o convívio pode calhar de acontecer o mesmo – desanimo, enjoo, não sei definir bem exatamente. A minha teoria é o seguinte: O homem nasce só e morre só. Do ponto de vista biológico, tanto o homem quanto a mulher, ambos dependem um dos outros para reproduzir e satisfazerem suas necessidades, só que, nem todos nasceram para viver em companhia, unidos, dia a dia, fato que causa determinada angustia, sensação de prisão, fim da linha. ( Nós seres humanos somos animais) e os valores éticos e morais que seguimos são socialmente construidos pelas religiões, pela sociedade e pelo estado, como por exemplo, o casamento, a família e outros. Tendemos a seguir estes valores até mesmo para provar algo aos nossos parentes e a sociedade que acabam por nos cobrar. Me desculpem, alguma coisa, a forma que me expressei, pois diante tantas tentativas e decepções chego apensar de forma mais racional possível. atualmente namoro uma menina super legal, bonita que gosta de mim, mas já sinto esta sensação de peso e o relacionamento tem apenas 1 mês. Obrigado amigos!

  • Sofia disse:

    Também sou assim.
    Com um ‘agravante’: evito relacionamentos sérios a todo custo.
    Tive apenas um namorado sério, e durou algo em torno de 5 meses. Fui enjoando, perdendo o interesse e a paciência.
    Sou uma pessoa que preza mais uma amizade do que um namoro, sempre fui, e sou a favor de amizades coloridas.
    Mas até elas me enjoam, depois de um certo tempo. Não sei exatamente o que fazer e nem sei se isso é considerado algum tipo de problema psicológico, mas o fato é que manter qualquer tipo de relacionamento amoroso por muito tempo faz com que eu me sinta sufocada, mesmo que essa não seja a realidadr.

  • Quel disse:

    Não se preocupe , você não está sozinho . No meu caso , acredito que eu enjoo das pessoas ou dos relacionamentos , porque chega um momento que parece que não há nada mais para acrescentar na minha vida … Não é egoísmo , mas eu gosto que além da mesmice …que haja algo inesperado , algo pra acrescentar de novo…algo que dá vida novamente ao começo . Quando eu vejo que a coisa não sai do mesmo ponto eu começo realmente a perder o encanto e quando percebo , pra mim já não faz muita diferença a presença da pessoa…. e vou me afastando ( seja amigo ou namorado ). Mais eu tenho amigos de muitos anos que nunca enjoei , esses eu percebo que se parecem comigo RSSs , desse meu jeito , acho que por isso eu nunca enjoei . RS

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>