Home » Relacionamento

Hora de superar – Não seja medíocre!

10 fevereiro 2009 5 Comentários       Postado por Rafael R

Tá, o blog é meeeu (precisa enfatizar tanto Alessandra? nah!) e eu fiquei com uns cinco drafts do Campus Party  que não consegui postar por diversos motivos, outras prioridades de resolução da vida, falta de foco, entende?

Então resolvi pular o CParty que já é uma água super ultra mega master passada e me reaver com os malditos queridos miolos.

Para ler o post, indico ouvir Bang Bang You’re dead indicada pela minha queridíssima Miriam Bottan preciosa.

Bem vamos a pauta, recebi de uma amiga um texto que me fez repensar muitas das atitudes que eu andei tomando (e recebendo) a vida inteira, e me fez ver como as pessoas são medíocres num momento de perda, readaptação, aceitação de mudanças. Quer ver?

“Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida. Detesto quando escuto aquela conversa:

– Ah, terminei o namoro…

– Nossa, quanto tempo?

– Cinco anos…Mas não deu certo…acabou

– É não deu…

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.

E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.”

Cara, quer verdade maior?

Com todo o perdão da expressão, porra se você passou anos com a pessoa em questão algo de bom tinha né? Se não tem mais, tá certo, termina vai viver, curtir, renascer, mudar o rumo dos caminhos para SE FAZER FELIZ, essa é a grande chave. Fazer por si.

Além de tudo, tenha culhões para aceitar que tudo o que passou foi bom sim, seu coração bateu mais forte, você agiu como bobo, fez esforços, passou por poucas e boas e foi FELIZ.

Ninguém precisa encher o peito de raiva para se dar uma nova chance, negar o passado é negar a si mesmo, negar a si mesmo por tanto tempo é se desaprovar  continuamente, e este tipo de atitude trás algo de volta? O tempo, pessoas, situações?

Não! Definitivamente.

Então pra que essa novela mexicana? Por que as pessoas precisam se atacar desta forma? Acho que nem tudo precisa ter um fim traumático, ser amigável e firme já é suficiente. Não desça o nível, não é necessário. Sabe aquela frase clichê: Quando um não quer, dois não brigam fazem. É sim, a pura verdade, discutir de volta não facilita nada, nem torna menos doloroso, pelo contrário. Além de lidar com a sensação imensa de vazio e perda, você terá mais uns bons pares de sentimentos ruins para administrar, e se arrepender depois de falar algumas abobrinhas. Tudo isso em nome da honra, orgulho, egoísmo? Sem essa né! Não estou aqui falando com a propriedade de quem tomou a grande decisão, estou aqui com o outro lado o lado de quem teve que aceitar, então não leve a mal, mas o choque é maior para quem nem pensava na hipótese de lidar com uma situação dessas no momento. Analise comigo:

“Acho que o beijo é importante…e se o beijo bate…se joga…senão bate…mais um Martini, por favor…e vá dar uma volta. Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra.
O outro tem o direito de não te querer.
Não lute, não ligue, não dê pití.
Se a pessoa está com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não.
Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama.”


Não é uma verdade absoluta? Creio que nem preciso relatar nada para dizer isto com uma propriedade de quem lê e pensa: “Por que raios eu não pensava assim antes de ler este texto? Dá uma sensação de aprendizado enorme, juro!

Portanto termino o post com as palavras do sábio Arnaldo Jabour, que nos cala e faz entender que tudo vai acontecer de novo, não dá pra evitar, apenas mudar o ângulo ao qual encaramos os fatos.

Não seja mais um loser, faça a diferença! Tenho lutado para fazê-la e acho que tem funcionado, voltei a sorrir.

Gostar dói.
Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração.
Faz parte. Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo.
E nem sempre as coisas saem como você quer…
A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.
Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta.
Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias.
E nem todo sexo bom é para namorar.
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar.
Nem todo beijo é para romancear.
Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar.
Ou se culpar.
Enfim…quem disse que ser adulto é fácil?

Arnaldo Jabour

Related Posts with Thumbnails
5 Comentários      Postado por Rafael R
­
­

5 Comentários »

  • Thais disse:

    Muito bom o post. E é a pura verdade mesmo, apesar desse texto com certeza nao ser do Jabour rs
    Já viu esse filme ai da foto? Não lembro o nome. Mas lembro que vi e achei muito bom! O final, diferente dos filmes normais, mostra uma realidade e não um conto de fadas.
    A questão é que a sociedade em que vivemos nos impoe que para sermos felizes, precisamos ser casados, ter um parceiro. Se não tiver, é porque não é uma pessoa feliz. E a gente por mais que saiba que isso não é verdade, acaba sofrendo pra caramba, nos perguntando o que fizemos de errado para nao merecermos a “felicidade”.
    Complexo.

  • Carolina Diniz disse:

    Adorei o post e o blog. Ainda não conhecia.
    Concordo com a Thais, mas acho que a sociedade esqueceu de avisar que para fazer alguém feliz é preciso saber ser feliz sozinho. Ninguém divide aquilo que não tem. Quando a gente descobre o quanto é boa a nossa cia, ela passa a fazer mais sentido e torna a vida de quem convive com a gente muito mais feliz. Nesse caso você tem a felicidade e pode dividi-la com alguém. É simples assim. Embora pareça difícil quando ninguém te avisa, né. Mas com algumas cabeçadas e alguns posts a gente vai aprendendo.
    E quando acaba o relacionamento é foda mesmo. Ninguém falou que seria fácil. As pessoas tedem a responsabilizar o outro pela INFELICIDADE delas. Mas esquecem que quando começaram um relacionamento elas aceitaram o ‘contrato’ que dizia que poderia dar certo ou não. E deu certo, mas talvez por um tempo inferior ao que esperávamos, ué! Acontece toda hora, o tempo todo e com todo mundo. Bola pra frente…
    Faz parte, né!

    Beijos

  • Diego Fávero disse:

    cade sua foto no final?rs

  • Juliana disse:

    Interessante como nós sempre preferimos um “felizes para sempre” do que um “que seja eterno enquanto dure”. Que tal passarmos isso para as próximas gerações? Nada de filmes românticos, com príncipes encantados.

  • Amanda disse:

    HOJE FOI O PIOR DIA DA MINHA VIDA.
    DESCOBRI QUE O PAI DO MEU FILHO, QUE ESTÁ COMIGO A 5 ANOS. ESTÁ NOIVO E VAI CASR COM OUTRA.
    JÁ CHINGUEI O QUE PUDE E O QUE NÃO PUDE.
    COMO O CANALHA ESTAVA COMIGO E COM OUTRA AO MESMO TEMPO?E EU NEM DESCONFIEI DE NADA,NADA, PARA MIM ERA SÓ EU,ELE E MEU FILHO.

    QUANDO LI ESSE TEXTO CAI MAIS EM MIM,SE ELE ESTAVA COMIGO, NÃO ERA POR PRESSÃO.
    BEIJAMOS,CURTIMOS,TRANSAMOS MMMMMUUUIIITTTTOOOO, VIVEMOS BEM.
    SE ELE DECIDIU TER ESSA ATITUDE QUE FIQUE COM A CORNA2 DEMOS CERTO O TEMPO NECESSARIO.

    SÓ FICO PENSANDO QUE EXISTEM PESSOAS, MUITOS HOMENS QUE TEM UMA VIDA DUPLA (MARIDO COM CASO COM A SECRETARIA A EMPREGADA COMO MUITOS FAMOSOS NOS EUA COMO E DIFICIL ESSA SITUAÇÃO QUANDO VEM A TONA.

    MAS LENDO ESSE TEXTO, PENSANDO BEM: “Não lute, não ligue, não dê pití. Se a pessoa ta com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não.
    Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
    O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
    Nada de drama.”

    QUEM FICARÁ COM A CABEÇA CHEIA DE CULPA E TRISTEZA NÃO SEREI EU E SIM ELE.

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>