Home » Amor, Relacionamento

Namoro e Religião se põe à mesa?

15 fevereiro 2011 5 Comentários       Postado por Luana Hazine

Começo este post com esta questão um tanto polêmica que é: Namoro e religião se misturam?

Conheço diversos casais que terminam, ou tem problemas em conseguir fazer seu amor ser aceito, por serem de religiões diferentes.

É dificil pensar que os dogmas impostos por aquilo que se acredita seja capaz de mudar o rumo de algumas histórias, mas de fato isso acontece. Algumas religiões não permitem que seus membros tenham relação com outras pessoas de outras/nenhuma religião e as pessoas respeitam ao pé da letra esta “regra”. A  principal questão é: O relacionamento dá certo quando há essa diferença de crenças?

De fato, se a pessoa for muito radical é complicado estar ao lado de outra pessoa que não acredite na mesma coisa, a não ser que a outra pessoa seja o poço de compreensão. Mas sinceramente não acredito que isso seja motivo suficiente para que alguém deixe de acreditar que dará certo por conta de um ponto de vista diferente, com certeza o respeito de ambas os lados – por um lado entender que esta é a crença da pessoa amada e por outro respeitar que as pessoas são criadas de maneiras diferentes e que o que é verdade para vc não é para o outro – é o melhor caminho para ter  sucesso em um relacionamento onde as crenças são distintas.

Outro fator importante é não deixar a sociedade e os companheiros de religião interferirem e opinarem em suas decisões. Só vc sabe se a religião é um fator de peso ou não em seu relacionamento, se todo o resto é maravilhoso, vc pode abrir mão um pouquinho e não deixar que os outros decidam por você.

Existem diversos fatores prós e contras essa mistura, mas o importante é que se houver amor verdadeiro e vontade de ambos em ficarem juntos (e obviamente seus objetivos forem parecidos – casar, ter filhos ou não, somente namorar e viver o momento) vale a pena enfrentar tudo para fazer acontecer o amor de vocês, seja ele católico, evangélico, budista, hare Krishna, muçulmano ou ateu.

O importante e que todas as religiões pregam uma coisa só, o Amor acima de todas as coisas, portanto, não tenha medo de fazer valer essa máxima.

Já teve problemas com isso? Conhece alguém que teve? É sempre bom dividir esse tipo de coisa, até porque quem já passou por isso também pode ter uma palavra de conforto, uma solução. E em tempos onde guerras acontecem por diferenças religiosas, é sempre bom ter algum apoio.

Related Posts with Thumbnails
5 Comentários      Postado por Luana Hazine
­
­

5 Comentários »

  • tata disse:

    o amor , sempre o amor
    o amor rompe barreiras

  • Cris disse:

    Esse assunto é mt complicado mesmo. Parece até história de Romeu e Julieta, mesmo que as religiões possam não ser consideradas inimigas. Já passei por esta situação. Quando nos conhecemos, cada um sabia da crença do outro e prometeu respeitar a opinião do outro, mas em pouco tempo ele começou a fazer convites para conhecer o templo que ele frequentava, “apresentar pro pastor”, apontar falhas em minha religião…Decidi que não queria isso pra mim. E olha que eu amava muito ele…Com o tempo (sofri com nosso fim por mais de um ano!) mas vi que este foi realmente o melhor. E isso vale não é só pra religiões: no momento em que o seu parceiro começa a desrespeitar a sua individualidade, há algo errado. Ele namora outra pessoa desde que nosso relacionamento acabou. Aliás, essa menina foi um dos motivos para que qualquer laço fosse perdido. Ela, que era da mesma “congregação”, começou a ficar com ele no período em que ainda estávamos nos conhecendo, e ele não fez nenhum esforço para que eu soubesse que ele não estava mais a fim. Resultado: me encantei, deixei iludir e me apaixonei por este exímio safado. Bem, talvez aqui a religião tenha sido o menor dos problemas. Eu percebo que me livrei de uma boa, e isto não é orgulho ferido não, mas com o fim de tudo, nós passamos a enxergar os defeitos alheios. Desabafo pq foi alguém que me feriu muito, e que não consigo ter nem relação de amizade atualmente. Hoje, estou namorando alguém muito especial, o cara mais alegre, doce e lindo do mundo, que gosta de mim do jeito que sou (e pertence a mesma religião que eu!)e faz de tudo para que eu me sinta feliz. Felicidades e sorte a todos que amam!

  • graziela disse:

    Na verdade é muito mais dificil que se pensa, é algo como abrir mão de você mesma, o conflito psicologico e muito grande. Ainda mais no meu caso eu sou Judia e casei com um Evangelico, quando nos casamos ele nao era evangelico…Enfim
    Claro que o amor tudo suporta, mas e uma questáo a mais alem de todas dificuldades do casamento.
    Se der pra evitar mais este problema eu recomendo…
    Abraço

  • claudete disse:

    olá boa noite. eu sou evangelica e meu namorado é budista. estamos namorando ha 6 meses , ele tem minha idade 40 anos .sinto q cada vez mais se complica nossa relação, pq sempre estamos brigando devido nossa religaão. as vezes falo para ele vai com deus, ele ñ gosta. na verdade ele nunca gosta qundo eu falo de deus. ai fico triste chatiada pois gosto muito dele .e pensso em casar mais agora já ñ sei mais oq fazer .pq me sinto acuada . e ñ quero fica assim. por favor me diga algo… obrigado

  • Marcelo disse:

    cada vez mais existe mistura de religiao..é uma grande irresponsabilidade por parte das pessoas se relacionarem com religiao diferente… Nao é certo dizer que o amor foi o culpado e o coracao nao escolhe.. Entao pq vc nunca se apaixona por um viciado em droga? Engracado ne? Para estes casos vc soube usar a inteligencia..mas para o garoto bonito de religiao diferente nao…isso é errado! a tendencia é brigas e separacoes pensoes..criancas infelizes

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>