Home » Amigos, Crônicas

O dia em que aquela viagem me fez te perder

24 agosto 2012 2 Comentários       Postado por Diego Fávero

* Conto fictício baseado em relatos de amigos e amigas que já vivenciaram algo do tipo

Agora já foi, né? Que tolo que fui, como não pensei que aquela viagem mudaria o rumo de nossas vidas? Era pra ser uma simples viagem, algo que poderia mudar minha postura profissional, coisas que acrescentariam pro nosso futuro. Juntos.

Seis meses foram eternos e a cada dia que eu estava do outro lado do mundo, a saudade e o afastamento entre nós dois caminhavam lado a lado. Em certos momentos, não sabia o que eu estava fazendo ali. Dava vontade de pegar o primeiro avião e correr pros seus braços. Mas a gente se falava por Skype e a saudade amenizava a dor. Conheci muita gente, saí, bebi e traí. Acordei no dia seguinte me sentindo um lixo. Como eu pude fazer aquilo com você que era fiel, amiga, companheira mesmo do outro lado do oceano. Eram apenas seis meses. Seis meses que separavam nossos corpos. Mas fui fraco, falhei. E falhei mais algumas vezes até que as falhas viraram rotinas e eu já nem te ligava mais. Mentia pra você e pra mim.

Eu queria poder mudar, mas agora já foi. Gostaria de recomeçar aquilo tudo em que sonhávamos e planejávamos. Um apê com três quartos, duas filhas e um casamento pra 300 pessoas. Lua de mel no Caribe. Aquilo tudo que eu perdi a cada dia que eu passei por lá. Embora não pareça, eu sempre estarei aqui pra te ajudar, pra te ouvir reclamar das coisas bobas que nos faziam mais apaixonados, antes de eu viajar.

Deixa eu fazer diferente?

Será que eu mereço uma segunda chance? Eu quis saber como era a vista de um lugar “melhor” sem você.

Descobri que não é fácil controlar as tentações. O mundo é muito doido. As oportunidades de escolhas são diárias e intensas. Pensei só em mim, em curtir o meu momento. Egoísta, eu sei, mas eu ainda te amo.

Estou em suas mãos, você sabe. Mas descarto a possibilidade de te esquecer.

Related Posts with Thumbnails
2 Comentários      Postado por Diego Fávero
­
­

2 Comentários »

  • Jacqueline Schultz disse:

    Quase viajei no meu namoro anterior, isso estava me consumindo já antes de ir, o medo dele fazer algo…no fim ele fez mesmo eu estando aqui. Então não tem muito a ver. Quando a pessoa ama de verdade, aguenta. Se trai e porque não amava tanto assim. Pelo menos é o que eu penso…

  • Karine Lopes disse:

    Bom, já estive dos dois lados…
    Já viajei e o relacionamento acabou, mas a viagem DEFINITIVAMENTE não foi o motivo. Foi a “desculpa”.
    E já namorei a distância por quase 1 ano… ficamos menos 3 meses juntinhos, e depois 11 meses separados… podemos dizer que o relacionamento nem tinha criado uma raiz ainda, e já estávamos distantes… ele rodando o mundo inteiro e eu na minha cadadezinha mais ou menos…
    Depois desse tempo todo, fomos morar juntos… e estamos há mais de 2 anos :)
    Por isso digo… a viagem não é, nunca foi, e nunca será a culpada de estragar nenhum relacionamento.

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>