Home » Geral

Outro tipo de relacionamento é possível

17 janeiro 2012 2 Comentários       Postado por Mayara Godoy

O Diário de Casal não é só um blog. Para muitas pessoas, ele é também um amigo. Não são raras as pessoas que declaram sua gratidão ou admiração por um texto aqui publicado que ajudou em algum momento de suas vidas amorosas. E isso faz a equipe do DdC imensamente feliz. Além disso, o Diário presta um importante serviço: o de conselheiro sentimental.

Diariamente, recebemos e-mails de pessoas angustiadas, frustradas e até mesmo desesperadas por uma palavra amiga, por um conselho, por uma luz no fim do túnel. E é nessa hora que a equipe do DdC entra em ação. Não raro, discutimos caso a caso internamente, até chegarmos a um consenso sobre o caso, e respondemos individualmente, por e-mail, preservando a privacidade do leitor.

E essa introdução toda foi só para dizer o quanto a participação de vocês, leitores, é importante, pois é ela que mantém este blog vivo.

outros relacionamentos
Às vezes, o relacionamento só existe para um dos dois…

Mas o assunto hoje é outro. Hoje o papo é justamente com essas pessoas que nos confidenciam estar vivendo relacionamentos nocivos, sofrendo, sem mais saber o que fazer.

Há inúmeros casos de leitores que nos mandam e-mails suplicando por uma solução – que às vezes nem existe – para salvar o relacionamento ou reatar. E muitos desses leitores têm consciência de que estão sendo maltratados, relegados, menosprezados, acusados, muitas vezes até mesmo traídos, explorados financeiramente e agredidos fisicamente – sim, gente!

Porém, mesmo com tudo isso, o pedido ao final do e-mail é quase sempre o mesmo: Me ajudem! O que eu faço para reconquistá-lo(a)? Eu o (a) amo demais e o (a) quero de volta.

ninguém corre atrás de quem sofre
Não seja esse cara!

É para essas pessoas que digo: Outro tipo de relacionamento é, sim, possível! Muitos posts aqui já trataram do assunto e eu mesma já escrevi um texto falando sobre quando terminar, por mais que doa, ainda é a melhor solução, e a Rose também já cutucou um pouco mais a ferida e falou sobre divórcio.

Vejo muitas pessoas, principalmente essas que nos escrevem, que precisam se libertar dessas relações doentias. Porque um relacionamento, meus caros, tem que fazer bem! Tem que te ajudar a relaxar, a desestressar, te proporcionar horas aprazíveis, te fazer crescer como pessoa! E não te deixar ansioso, inseguro, paranoico, doente e até mesmo falido (ou com ideias suicidas)!

É claro que todo relacionamento, sem exceção, tem problemas, discussões, crises. Mas a questão toda está na medida. Se for difícil chegar a uma conclusão, coloque no papel! Isso mesmo, faça uma estatítistica: quanto tempo você passa plenamente feliz e em paz junto da pessoa, quão agradável é esse tempo versus quanto tempo você passa angustiado, preocupado, desesperado, desanimado, etc. Faça uma conta simples, coloque na balança. Amor, minha gente, não é pra fazer mal. Relacionamento não é pra gente se sentir aprisionado, pra tirar nossa paz, pra nos fazer achar que nada mais na vida vale a pena!

Então, se você está passando por uma situação como essas, reflita! Será que realmente você quer continuar nisso, ou você está preso numa relação de dependência e comodismo? Será que, se você deixar a poeira baixar e pensar com a cabeça fria, você chegará à mesma conclusão que agora? Se fosse o seu melhor amigo nessa mesma situação, que conselho você daria, olhando de fora?

São algumas perguntinhas para refletir. Mas, uma coisa eu garanto: é plenamente possível ter um relacionamento saudável. Tente. E, se não conseguir, é porque este relacionamento não é para você.

Related Posts with Thumbnails
2 Comentários      Postado por Mayara Godoy
­
­

2 Comentários »

  • Rose disse:

    Assindando embaixo, é claro, só adiciono a questão de que percebemos muitos jovens dramatizando um amor “eterno”, ou querendo se matar, fazendo de um tudo pro outro / a outra voltar. É o que mais me preocupa.

  • Ana Paula disse:

    Pessoas,
    Tenho aprendido mais que mais que esse tipo de situação em uma relação nada mais é do algo que está doente dentro da pessoa que não consegue se libertar desse tipo de sofrimento e faz do outro a causa dos seus problemas. Na minha opinião, sem nenhuma pretensão de ser uma verdade absoluta, devemos olhar para dentro de nós e acolher todas as nossas neuras e medos, acalmá-los, entrar em um estado de amor total por nós mesmos, depois disso qualquer coisa poderá ser resolvida de fato!
    Recomendo um livro que ajuda a entrar neste estado de amor e paz: O Poder do Agora – Autor: Eckhart Toole
    Beijos e obrigada!

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>