Home » Crônicas

Quando a “outra” encontra o caminho da felicidade

22 junho 2010 5 Comentários       Postado por Ele / Ela

A outraMais de uma vez se perguntou o que levaria uma mulher a optar por ser Paulina ao invés de Paola Bracho. “Ina” pressupõe um diminutivo enquanto a Paola tinha o sobrenome de Carlos Daniel. Ela era a oficial.

Não importava o quanto a novela tentasse levar as milhares de mulheres romanticômicas que sentavam em frente à TV para acompanhar o dramalhão mexicano, Carlos Daniel era perdidamente apaixonado por Paola. Ele nem sabia que a Paulina existia. O público, entretanto, reconhecia a protagonista e a antagonista de longe, pela cor do batom. Aparentemente Carlos Daniel nunca atentou para esse detalhe. Homens…

A vida real está cheia de dramalhões mexicanos. E ela havia sido parte de um deles. Durante anos, fora a Paulina. Esperando não só ser amada apesar do seu diminutivo, mas em tornar-se a oficial no último capítulo e simplesmente ser feliz para sempre, vivendo a vida da Paola. Literalmente. Paola era justamente o nome da rival, que nem sabia da existência de um diminutivo vivendo uma vida paralela com um homem que ela achava ser só seu.

Na vida de Paulina e de Carlos Daniel da vida real, existiam cumplicidade e vontade de estarem juntos. Viagens, horas e horas de conversas a fio e uma série de promessas que simplesmente faziam sentido e pareciam verdade. A família de Paulina e de Carlos Daniel conheciam o relacionamento, conviviam com ele. Ele só era paralelo quando alguém lembrava da existência de Paola.

Em Veneza, foi apresentada como namorada antes de entrar na gôndola. No Rio de Janeiro, subiu ao Cristo de mãos dadas. Nada parecia escondido, errado ou desonesto. O mundo sempre parecia pequeno demais para o amor deles.

Ou para o dela.

Um dia, apesar de acreditar piamente que ele a amava, percebeu que ele era fraco. Convenções e tradições jamais permitiriam que ela acabasse por ser a oficial. Nem no último capítulo. Pareceu-lhe claro que no último capítulo estava a Paola e que nesse dramalhão não haveria mais espaço para a Paulina. Aquela, do diminutivo. Na verdade, entendeu que não precisaria ser para sempre um diminutivo se acreditasse mesmo no que tinha para oferecer em um relacionamento. Entendeu que Carlos Daniel era fraco e não merecia uma mulher forte como ela – e ela precisaria ser forte para sair dessa simbiose que, a essas alturas, era já parte sua vida.

Mas ela conseguiu.
E só então foi feliz para sempre.

Related Posts with Thumbnails
5 Comentários      Postado por Ele / Ela
­
­

5 Comentários »

  • Nara disse:

    Às vezes o Carlos Daniel cai na real. Às vezes ele percebe que passa mais momentos agradáveis com a Paulina e ela vira Paola, rapidamente. Não é muito difícil, é só não ser fraco e às vezes o Carlos Daniel consegue isso.

  • Diego Fávero disse:

    não acredito que vcs assistem isso!

  • Thaise Pregnolatto disse:

    Nara…é, alguns conseguem mesmo. Os fortes. Alguns Carlos Danieis por aí escolhem ser infelizes para sempre…mas menos mal. Carlos Daniel fora da jogada e eu pude conhecer o Gustavo. =P

    Diego….você jura que acha que a gente está falando de novela? ;P

  • Andrey disse:

    Essa novela era absolutamente incrível!!! Assisti até a reprise (sei que o propósito não é falar da novela)
    Pô… rola direto de a outra encontrar o caminho da felicidade… mas EU, Andrey, não conheço uma história em que essa felicidade tenha sido muuuuito prolongada… mas acontece, não!?

  • kel disse:

    Rs, Diego….você jura que acha que a gente está falando de novela? ;P [2]

    Adorei, o texto..realmente,é assim que essas novelas da vida real, acontecem…com o tempo dar pra realmente, perceber, se o seu Carlos Daniel é um fraco ou não…

    Ae, é hora de dar um ponto final, e (re)encontrar a felicidade…

    me considero felizarda…meu Carlos Daniel me demonstrou ser um homem forte, e hj, eu sou a Paola.

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>