Home » Crônicas

Quando o relacionamento começa a acabar

30 junho 2011 18 Comentários       Postado por Mayara Godoy

Quando um casal rompe, muitas vezes ficamos chocados, procuramos entender o porquê de um término tão repentino. Mas o que não sabemos – ou sabemos, mas não paramos para analisar – é que um relacionamento começa a acabar muito antes do que se pensa. Ele vai, na maioria dos casos, acabando aos poucos.

São pequenas coisas, que às vezes parecem irrelevantes ou pouco significantes na hora, que vão “matando” a relação. Pequenas coisas, acumuladas, viram grandes coisas. Aí, inevitavelmente, basta “uma gota d’água para um copo cheio transbordar.”

Por isso que relacionamentos desgastados, mas que não terminam numa “grande” briga, são bem menos passíveis de serem reatados do que aqueles que são rompidos num momento de muita raiva. Porque a raiva passa. Já aquela relação que foi acabando aos poucos… bem, para esta, pouco ou nada sobra para ser resgatado.

Nesse sentido, eu insisto em falar das pequenas coisas. Essas, que fazem toda a diferença. Porque um relacionamento começa a acabar, no momento em que o “eu” passa a se sobrepor ao “nós”. A relação começa a morrer quando a paciência acaba por qualquer motivo, e dá lugar às brigas desnecessárias.

O relacionamento vai perdendo força na mesma proporção em que vai desaparecendo o respeito. O fim se aproxima quando aqueles cuidados, o carinho, a gentileza, a vontade de surpreender – tão presentes e marcantes na fase da conquista – são substituídos pela falta de companheirismo, pela desatenção, pela preguiça, pelo comodismo. O que acaba com uma relação não é uma briga, é o afastamento lento, porém gradual, do casal. São as discussões sem sentido, reiteradas.

A rotina começa a matar o relacionamento quando atividades que eram para ser prazerosas começam a ser feitas por obrigação – ou quando simplesmente desaparecem. Quando problemas pequenos tomam proporções descabidas e começam a parecer bem maiores que o amor em si. Quando o diálogo perde espaço para a indiferença, atenção: o fim está próximo.

Fiquemos atentos! O amor, sozinho, não sustenta uma relação, e sequer resiste ao egoísmo, ao descaso diário, ao desleixo, à frieza.

Portanto, defendo: não mate seu relacionamento aos poucos. Não deixe a convivência aplacar o entusiasmo; a intimidade destruir a paixão. Use o tempo e o maior conhecimento do outro a seu favor. Não despreze os pequenos gestos, pois são as pequenas atitudes que fazem toda a diferença. Não espere sua relação desmoronar (ainda que lentamente, ainda que não pareça uma avalanche!), para tentar reconstrui-la.

Lembre-se de que o relacionamento é feito do dia-a-dia, e não de grandes eventos. Dê mais atenção aos detalhes. O segredo da felicidade está na simplicidade! É minha pequena (e humilde) opinião.

Participe do DdC e divida sua história com o mundo! Saiba como participar e não perca tempo!

Related Posts with Thumbnails
18 Comentários      Postado por Mayara Godoy
­
­

18 Comentários »

  • Camilla disse:

    Comecei a namorar meu 2o namorado aos 18 anos (ele aos 23). Ele estava no 5o ano da faculdade e eu, caloura. A gente se conheceu, se encantou, trocava cartas de amor, ele me dava flores. Namoramos por 5 anos. Fomos morar juntos, por 2 anos. Depois nos casamos e ficamos assim por mais 6 anos. 2 anos e meio pra cá, as coisas começaram a azedar de uma forma gritante. Muitas brigas. Aprendi que um casamento deve ter companheirismo e tesão. Um dos dois não dá. No ano passado nos separamos. Separação é muito ruim. Eu queria pular o tempo e olhar pra trás e dizer: ufa ainda bem que eu fiz isso, porque isso é que é felicidade…E ainda bem que isso chegou há menos tempo do 5 anos. Veio no final do ano passado quando eu encotrei o homem da minha vida, o meu namorado lindo!

  • Pollyanna disse:

    Concordo plenamente Mayara! Eu sempre fui da opinião que só amar não é o suficiente. É uma escolha que temos que fazer todos os dias. Escolher respeitar, compartilhar, acariciar, sorrir, chorar (e tudo mais que envolva a vida de um casal) com o nosso companheiro(a) todo santo amanhecer. Adorei seu texto! Beijo

  • kel disse:

    Mayara Godoy quando vc escrever um livro…vai virar best seller..rsrs

    Simplesmtente A-D-O-R-E-I td o q vc escreveu e sempre tive isso em mente..

    Eu namorei por 5 longos anos, quando o relacionamento começou a acabar, percebi q o relacionamento se manteve porq me doei com carinho, gentileza e vontade de surpreender independente de data, mas…era eu 80%, e ele 20%.

    Quando terminei disse que nao dava mais porq nossos objetivos mudaram, e ele disse que o dele nunca tinha mudado: o dele era crescer profissionalmente, financeiramente, etc. Ae eu disse: justamente isso: o meu objetivo sempre foi a GENTE CRESCER JUNTOS…

    Ou seja, o discurso dele, era a prova concreta das suas ações: egoísmo, descaso da relação, desleixo….
    E até hj, todos se perguntam como o casal perfeito se separou…
    Apenas o casal sabe o que se passa na relação. Impossivel outros opiniarem ou ajudarem a tomar a decisão…
    nove meses se passaram…ainda dói, como todo amor, como toda história..Mas, é algo que nao se encaixa mais na minha vida.

    Perfeita abordagem Mayara, Parabéns, mais uma vez!!

  • Juliana Salles disse:

    Adorei o texto Mayara!!

    Meu último namoro terminou por isso…por pequenas coisas…dói saber que por tão pequenas coisas um amor acaba e um casal “perfeito” se separa…

    Mas como bem dito pela Camilla e pale Kel..a gente aprende com isso…e eu, como a Kel, vejo que o namoro como estava já não se encaixa na minha vida…

    Outros planos…novos horizontes e pq não um novo amor??

  • Rodrigo disse:

    Muito bom o post Mayara, concordo plenamente com você!

  • Jéssica disse:

    Incrível como tudo o que está nesse texto é exatamente o que eu penso, a minha opinião. Pena que nem todos pensam da mesma forma, e, infelizmente, matam seus relacionamentos aos poucos, sem perceber o rumo que as coisas estão tomando. Há um tempo atrás passei por isso com o meu atual namorado. Desleixo, falta de atenção e carinho da parte dele, tudo o que nunca deveria acontecer. Porém, conversei com ele sobre isso inúmeras vezes e acho que surtiu algum efeito, pois percebo uma grande melhora em suas atitudes. Mas, por mais que ele se esforce, as coisas não são mais como antes. É triste ver que toda a intensidade se foi e deu lugar à atitudes rotineiras e automáticas, sem a vontade de surpreender e de demonstrar o amor a todo o tempo…

  • Ana Cordeiro disse:

    Está acontecendo isso comigo… /

  • Penelope disse:

    Pois é, o relacionamento as vezes se desgasta e nós não percebemos. Ele realmente não termina por um motivo e de uma hora para outra. Simplicidade é realmente a melhor forma de lidar com um namoro. Agir naturalmente e ser feliz assim é a melhor coisa. Você sabe que está no melhor caminho! Pois sabe que está com uma pessoa que combina com você.

  • jully disse:

    éinfelismente to passando por isso fazer o que ne a vida e ineplicavel o que era pra ser um mar de roasa acabou se transformando em um mar morto

  • Manuella disse:

    Bom dia! primeiramente quero parabenizar a todas q escreveram nesse blog,afinal somos mulheres com o mesmo problema , que nos deixa frustradas, estou passando pela situação do desgaste amoroso, as coisas sao diferentes , o carinho , a atenção e a demonstraçao de afeto ,o ” eu te amo” simplismente se perderam ao vento, o que nao consigo entender é q como alguem pode dizer que ama o outro ,que é tudo para ele, se modificar tao rapido e tao inesperado. isso realmente me intriga, mais estou dançando conforme a musica e tocando o barco.
    um pequeno desabafo.
    bjs

  • Monique S. Azevedo disse:

    ADOREI, LEIAM VALE MUITO A PENA !

  • Nathacha Kellenn disse:

    Muitas pessoas deveriam ler isso

  • willamis disse:

    Quer texto Lindo perfeito maravilhoso.
    eu esto passando por esse problema, meu Relacionamento esta indo em bora aos pouco, esto sofrendo muito com isso gosto muito dela e não queria fazer ela sofre e uma pena ti amos grandes planos, hoje vejo quer tudo o que sonhamos, passou não sei o que fazer Ja tentei ela tenta mas quando esta tudo bem vem uma nova onda e destrói tudo de novo.
    começa e bom de mas,agora terminar e complicado de mas.
    um grande abraço a todos e fiquem com Deus.
    Boa sorte aos casais

  • Dani disse:

    Numa boa, todos os homens são egoístas. Podem haver raríssimas exceções e raríssimas sortudas que conseguem eles, mas a realidade é que 99% dos homens depois que casa se acomoda, coloca a mulher sempre atrás, especialmente se ela tiver profissão que paga menos ou então for dona de casa.

    Conselho: nunca casem. Melhor namorar a vida toda que é muito mais feliz e fácil. Se eu soubesse disso jamais teria casado

  • Eu disse:

    É difícil quando um casal é tão diferente que a tarefa de entender a posição do outro e de se colocar no lugar do outro é impossível.
    É triste quando um relacionamento que começou da forma mais leve e -aparentemente – sólida termina pq os diálogos passaram a ser pesados e levianos.
    Quando as pessoas são diferentes e a falta de companheirismo passa a fazer parte do cotidiano, é pouco provável que dê certo.

  • Vampira disse:

    Tenho oito meses de namoro e já acho que o meu está acabando ,foi uma semana chata , você percebe quando uma pessoa acha que você é um troféu, você percebe quando a pessoa para de ligar para o que você pensa o que vai te chatear ,isso é chato ….E agora está jogando com o amigo me deixa de lado affs ,ninguém merece isso …

  • Vampira disse:

    Em tão pouco tempo está assim , não quero pensar no que estar por vir …Antes desse relacionamento tive um relacionamento horrível com um cara super idiota ,acho que não escolho as pessoas certas na vida ,tenho saudade da minha solitude ,tenho saudade de mim mesma …

  • Ju disse:

    Concordo completamente com a Dani…
    essa historia do principe-marido foi uma das coisas mais falsas que ja inventaram pra atrair as mulheres pra armadilha do casamento …
    sou casada, mas naum posso deixar de dizer que sou mais carente agora do que quando namorava… hoje nao sinto mais o amor, mas uma prisão …a qual foi criada propositalmente com o intuito de dificultar a saida…

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>