Home » Relacionamento

Siga em frente!

20 setembro 2012 3 Comentários       Postado por Rose Carreiro

Nós aqui sempre falamos da rotina de casais, dos dilemas a dois, e até das brigas. Mas vez em quando surge o assunto término, aquele fim inesperado – ou não – que faz levantar os pelinhos do braço de nossa equipe. E não é o fim que me preocupa e me faz vir até aqui deixar esse recado – é o que vem depois dele.

Todo mundo fica meio baqueado depois do término de um namoro, depois de um divórcio, e cada um tem seu tempo pra decantar e então se arriscar de novo em novos romances. E quase todo mundo supera isso mais cedo ou mais tarde. O que sobra desse “quase todo” é o ser que não consegue deixar pra trás. Que fica preso às memórias do outro como se a pessoa tivesse morrido e fosse sua obrigação sofrer e amá-lo pro resto da vida.

Além desse comportamento de poeta barroco, há quem, além de tudo, se acabe. Se entrega, para de cortar os cabelos e fazer as unhas, não toma banho e perde noites à míngua pensando em quem não é mais seu. Sei que é o jargão mais clichê, mas estamos todos carecas, barrigudos e desdentados de tanto dizer que o amor próprio é a chave da sobrevivência. Se diminuir e desmerecer diante do ex só faz piorar a situação. Como diz minha vó, quem muito abaixa, o c* levanta.

Eu sou muito a favor dos recém-solteiros que saem para galinhar, experimentar relacionamentos de uma noite apenas, mesmo que sob o único pretexto de tirar o atraso ou pela desculpa do álcool. Nada mais libertador do que se sentir desejado e capaz de atrair alguém novo.

Não interessa se você chutou ou foi chutado da relação, após remoer todos os porquês e chorar até ficar parecendo o Amaral, o que resta pra quem está sozinho? Tentar voltar? Encher o saco do outro com bilhetinhos e e-mails melosos, convites pra um encontro “só pela amizade”? Meu amigo, se você não consegue enxergar um meio de reatar ou uma razão pra isso, por que insistir e lamentar uma coisa que pode existir dentro de você, mas que não faz mais parte dos planos do outro?

A gente sabe que dói. Eu sei o que é ficar na merda por um relacionamento acabado. Mas a gente também sabe que dá pra aguentar, que dá pra seguir, que dá pra mudar. Fritar bolinho na cama diariamente esperando que de repente o amor renasça e vocês voltem a se reencontrar correndo pela grama do Ibirapuera resolve o que na sua vida?

Com essa pergunta, me retiro, e espero que alguém se sinta esbofeteado pela realidade.

Related Posts with Thumbnails
3 Comentários      Postado por Rose Carreiro
­
­

3 Comentários »

  • Mayara Godoy disse:

    Um prêmio Nobel para Rose Carreiro, por favor!

  • Myla Miranda disse:

    É a velha história de cuidar do jardim para que as borboletas venham. Parabéns pelo ótimo post! Eu também espero que com ele, várias pessoas aprendam e sejam mais felizes.

  • Marcelo Azevedo disse:

    É… qdo é só um namoro que acaba. Sem maiores prejuízos para o ex-casal é menos complicado lidar com o término.
    Agora qdo é uma família sendo desmantelada, quando falamos de sentimentos e projetos não vale a pena pensar melhor? Será mesmo que o término é a solução? E se a decisão foi tomada por um sentimento imediatista, sem pensar no que vai representar o casal estar separado no futuro próximo e distante. Eu estou passando por isso e sinceramente não vejo possibilidade de sermos plenamente felizes longe um do outro e ao mesmo tempo, tendo que conviver.
    Acho que a vida não é tão simples assim, escolhas erradas podem trazer consequências terríveis.

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>