Home » Crônicas

Só o amor não sustenta relação

29 junho 2010 20 Comentários       Postado por Diego Fávero

Não sou de abrir e-mail com Power Point, mas esses dias recebi um do meu pai, onde o título era “Só o amor não basta”. Fiquei pensativo e fui abrir pra ver o que era. Sensacional!

– – –

casal separado Aos que não casaram,
Aos que vão casar,
Aos que acabaram de casar,
Aos que pensam em se separar,
Aos que acabaram de se separar.
Aos que pensam em voltar…

Não existem vários tipos de amor, assim como não existem três tipos de saudades, quatro de ódio, seis espécies de inveja.
O AMOR É ÚNICO,
como qualquer sentimento, seja ele destinado a familiares, ao cônjuge ou a Deus.

A diferença é que, como entre marido e mulher não há laços de sangue,
A SEDUÇÃO
tem que ser ininterrupta…

Por não haver nenhuma garantia de durabilidade, qualquer alteração no tom de voz nos fragiliza, e de cobrança em cobrança, acabamos por sepultar uma relação que poderia
SER ETERNA

Casaram. Te amo pra lá, te amo pra cá. Lindo, mas insustentável. O sucesso de um casamento exige mais do que declarações românticas.
Entre duas pessoas que resolvem dividir o mesmo teto, tem que haver muito mais do que amor, e às vezes, nem necessita de um amor tão intenso. É preciso que haja, antes de mais nada,
RESPEITO.
Agressões zero.

Disposição para ouvir argumentos alheios. Alguma paciência… Amor só, não basta. Não pode haver competição. Nem comparações. Tem que ter jogo de cintura, para acatar regras que não foram previamente combinadas. Tem que haver
BOM HUMOR
para enfrentar imprevistos, acessos de carência, infantilidades.
Tem que saber levar.

Amar só é pouco.
Tem que haver inteligência. Um cérebro programado para enfrentar tensões pré-menstruais, rejeições, demissões inesperadas, contas para pagar.
Tem que ter disciplina para educar filhos, dar exemplo, não gritar.
Tem que ter um bom psiquiatra. Não adianta, apenas, amar.

Entre casais que se unem , visando à longevidade do matrimônio, tem que haver um pouco de silêncio, amigos de infância, vida própria, um tempo pra cada um.
Tem que haver confiança. Certa camaradagem, às vezes fingir que não viu, fazer de conta que não escutou. É preciso entender que união não significa, necessariamente, fusão.
E que amar “solamente”, não basta.

Entre homens e mulheres que acham que
O AMOR É SÓ POESIA,
tem que haver discernimento, pé no chão, racionalidade. Tem que saber que o amor pode ser bom pode durar para sempre, mas que sozinho não dá conta do recado.

O amor é grande, mas não são dois.
Tem que saber se aquele amor faz bem ou não, se não fizer bem, não é amor. É preciso convocar uma turma de sentimentos para amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência.
O amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta.

Um bom Amor aos que já têm!
Um bom encontro aos que procuram!
E felicidades a todos nós!

Texto de: Artur da Távola

Related Posts with Thumbnails
20 Comentários      Postado por Diego Fávero
­
­

20 Comentários »

  • Mayara Godoy disse:

    Esse texto é provavelmente um dos mais perfeitos que já li… também já recebi esse e-mail e ele traduz exatamente o que eu penso… ;)

  • Diego Fávero disse:

    seria bom se todos pensassem assim, né!
    ;)

  • Rafael R disse:

    As vezes as pessoas simplesmente não sabem como é, vão aprendendo com o tempo. Que esse texto ilumine novas mentes, então.

  • Andrey disse:

    É realmente um texto incrível! Ilustra bem o que acaba de acontecer com meu namoro… agora passarei a frequentar o diário de solteiro =P
    será que alguém da equipe poderia me mandar esse e-mail?

  • Thaise Pregnolatto disse:

    ES-PE-TA-CU-LAR

    Em meio a tantos preparativos e correria, meu olho encheu de lágrima e me faz pensar no que o Gustavo fala todo dia: não se envolva tanto com a festa a ponto de esquecer o casamento…

    Perfeito. Iluminado. Verdadeiro.

  • Ana Júlia disse:

    muito lindo. que realmente isso abra a cabeça de pessoas que pensam que podem fazer de tudo, pq se for realmente amor ele vai superar .

  • Lorrayne disse:

    O texto mais adequado para o meu momento…

    Fazia tempo que não vinha aqui, ler e me encher de inspiração para viver tudo que a vida tem de bom! É sempre legal saber que há pessoas no mundo que param para refletir sobre estes temas que parecem clichês manjados, mas tem sempre mil maneiras de serem vividos e interpretados.

    AMEI

    bjos aos criadores deste blog…em especial ao amigo palhaço que não vejo a um tempãooo..Diego =)

  • Mary disse:

    Perfeito!Um texto certamente enriquecedor!

  • Amanda disse:

    Lindo mesmo! E muito verdadeiro! Acho que o grande erro dos casais que não dão certo é acreditar que só o amor basta.
    Acho que vou imprimir esse texto e colar na minha baia, na porta do guarda-roupa etc. =)
    Bjs!

  • Andressa disse:

    Eu concordo com tudo o que foi dito nesse texto. Eu casei há mais ou menos dois anos, e se vc não tiver jogo de cintura pra levar os dias que seu parceiro tá de mal humor, ou quando a sua parceira tá de tpm….se você não tiver paciência e disposição pra trabalhar juntos… você não consegue ficar casado. Tem que saber mesmo ouvir e engolir uns sapos. Eu fui levando com jeitinho e aprendendo com meu maridão…e é a coisa mais maravilhosa que já me aconteceu!

  • tata disse:

    no dia a dia,..o jogo de cintura é fundamental..nunca um dia é igual ao outro, as vz parecido…
    também os dias de carência, tpm, são mais hoje que antigamente
    homnes mais estressados, ambiente mais competitivo, apelos maiores e mais mudanças de comportamento, mas o que importa, é que o amor, seja inteligente, genuíno.
    o texto é pra mim um dos mais completos sobre o que é o amor. também sobre o que não é; se ele é uma via de mão dupla…não dá pra amar sozinho..(a) …
    ah como é bom se há reciprocidade.
    como dá vontade de chorar qdo não é…
    quem ama se comunica….de “qquer” jeito, dá sempre um jeito..

  • tata disse:

    Quis “dizer” …como dá vontade de chorar qdo não “há” reciprocidade..
    se o casal é unido no lugar principal …no coração, o resto se ajeita e o tempo juntos pode construir um bom amor.
    é a lição de casa que tenho tentado por em prática…e textos como o que lemos, pode ajudar , muito…

  • Rubia disse:

    Amei o texto. Até copiei no word e mandei pro e-mail do meu namorado.
    Me sensibilizei bastante com a mensagem que o texto mostra.
    Espero que ele também se identifique e que busquemos cada vez mais e com sucesso a relação que essas palavras sugerem.

  • Marília disse:

    “…O amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta.”

    Sensacional…!!!!

  • Iara Meyenberg disse:

    Realmente este texte reflete a realidade de ontem, de hoje e de amanhã…o amor é algo que como a vida tem, início, meio e fim…os relacionamentos devem ser cimentados dia a dia pra que possam durar mais do que almejamos e o que mais leva as pessoas a deixarem de se amar é falta de MANUTENÇÃO…as pessoas acabam deixando as pequenas coisas de lado, esquecendo-se de datas importantes, dando importância pra outras situações familiares não relevantes e detonam com o relacionamento e isto é a realidade de hoje entre a maioria dos casais do século atual.

  • Cláudia Corlaite disse:

    Faça o que for necessário para se
    tornar feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento
    simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber
    sua simplicidade."
    Mário Quintana

  • Glauciene Lopes Martins disse:

    AMor e algo que apreendemos e com o tempo de relacionamento também nos esquecemos dele o meu esta quase apagado e minha fé nele também.

  • Edna L Carlos disse:

    gostei muito lindo..

  • Elizabeth Silva disse:

    adorei.

  • Dannetti ParaSempre disse:

    ** É difícil, mais não é impossível **

Participe! Deixe sua opinião.


Para sua foto aparecer nos comentários:

1. Crie uma conta no www.gravatar.com;
2. Escolha uma foto de sua preferência;
3. Certifique-se de preencher o campo 'email' com o mesmo email cadastrado lá;
4. Pronto! Sua foto irá aparecer em diversos blogs que utilizam o gravatar nos comentários!

Antes de comentar aqui, lembre-se:

* Você é inteiramente responsável por suas palavras, pense direito sobre o que vai escrever.
* Lembre-se que pessoas como você escrevem esse blog, respeito é sempre bom.
* Os comentários dependem da aprovação dos administradores desse blog, isso pode levar algum tempo.
* Nossa intenção é interação com os leitores, suas palavras aqui não serão em vão.

Assim que terminar de escrever o comentário, de um sorriso e clique em "Comentar logo". :P

Adicione seu comentário abaixo, ou retorne para os posts. Você pode comentar subscribe to these comments via RSS.

Seja simpático. Mantenha-se limpo. Permaneça no tópico. Sem spam.

Vocêpode usar as tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>